Bomba! Toda a verdade sobre a Arena Corinthians! Surpreendente!

Fórum do Corinthians
Tópico Épico Entenda as regras

Renato #1.324 @natoneto em 04/12/2013 às 09:40

A Arena Corinthians há muito se tornou o centro das atenções da mídia quando o assunto é dinheiro público na copa do mundo. Mas será que é pra tudo isso mesmo? Vamos analisar.

O obra do estádio do Corinthians está sendo paga de duas maneiras(ou deveria não fossem os atrasos devido à burocracia). Uma é o financiamento no valor de 400 Milhões que será obtido junto ao BNDES por meio de um empréstimo ponte da Caixa(antes seria o Banco do Brasil). Porque foi feito um empréstimo ponte? Simplesmente porque é proibido para o BNDES o financiamento a clubes de futebol, no entanto está prevista uma linha de crédito no valor máximo de 400 Milhões para os estádios que serão utilizados na copa do mundo. O programa se chama BNDES ProCopa Arenas. Outros estádios PRIVADOS foram beneficiados pelo programa e já tiveram inclusive suas verbas liberadas. Esse é o caso do Beira-Rio(Internacional -http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/bndes/bndes_pt/Institucional/Sala_de_Imprensa/Noticias/2012/todas/20121219_Beira_Rio.html) e da Arena da Baixada(Atlético-PR -http://www.bndes.gov.br/SiteBNDES/bndes/bndes_pt/Institucional/Sala_de_Imprensa/Noticias/2012/todas/20120809_baixada.html).

O curioso no caso desses dois estádios citados é que para o Beira-Rio foi feito um financiamento direto para a SPE(sociedade de propósito específico) da qual o clube de futebol Internacional de Porto Alegre faz parte do quadro social. No caso do Corinthians isso não foi possível. Essa impossibilidade aliás gerou atrasos devido à burocracia de se envolver mais um banco para a liberação da verba do financiamento. Esse atraso, por sua vez, custou muito caro para o Corinthians que se viu obrigado a pagar juros exorbitantes à construtora da arena. Esta bancou boa parte da obra com dinheiro do seu próprio caixa e também através de empréstimos bancárias a juros altos. Além disso a simples intermediação de mais um banco na operação já acarreta custos mais altos, já que cada instituição assume um risco e espera uma determinada margem de lucro no negócio.

Mais curioso ainda foi o empréstimo do BNDES para a Arena da Baixada, feito diretamente para o ESTADO do Paraná. Este por sua vez repassou toda essa verba pública(afinal foi concedida ao estado) para o estádio privado do Atlético-PR. Será que o clube pagará o estado? O estado prestará contas disso ao povo? Cobrarão juros? Extremamente excuso esse trâmite. Na melhor das hipóteses é um empréstimo entre estado e clube de futebol. Algo que não existe. Na pior das hipóteses é uma doação de dinheiro público a um clube de futebol.

Portanto tudo indica a existência de dois pesos e duas medidas nessa história do financiamento do BNDES às obras das arenas privadas. A regra de não se financiar um clube de futebol foi ignorado na operação do Beira-Rio. Agora imaginem a repercussão se, tal qual ocorreu com a Arena da Baixada no Paraná, a prefeitura ou o estado de São Paulo contratasse o financiamento em seu nome e bancasse a obra da Arena Corinthians? Acho que a obra estaria paralisada se não por determinação da justiça, então devido aos protestos do povo de São Paulo(ou do Brasil inteiro, quem sabe).

Esclarecida a primeira forma de pagamento da Arena Corinthians, vamos à segunda. Boa parte da verba destinada à Arena Corinthians será levantada com a venda dos CIDs(certificados de incentivo ao desenvolvimento) concedidos pela prefeitura de São Paulo para a execução do estádio. Os papéis com valor de face de 420 Milhões são negociáveis e serão vendidos para qualquer empresa que tenha ou que venha a adquirir dívidas com tributos de ISS e IPTU junto à prefeitura de São Paulo. Logicamente serão vendidos com deságio para justificar a compra dos papéis ao invés do pagamento direto desses tributos junto aos órgãos competentes. Nesse cenário o fundo responsável pelo estádio espera conseguir algo em torno de 370 Milhões com a venda dos CIDs.

Dito isso percebe-se que os CIDs são na verdade uma renúncia da prefeitura a uma receita oriunda do futuro pagamento desses tributos por parte das empresas compradoras dos papéis(http://www.vereadorgoulart.com.br/site/noticias/607.html). Não se trata, portanto, de dinheiro em caixa ou muito menos de alguma verba já empenhada para alguma outra finalidade e que seria desviada para a construção do estádio. Em outras palavras, é um valor que a prefeitura de São Paulo deixará de arrecadar no futuro.

Mas existe, é claro, uma contrapartida para a prefeitura. Existe uma lei, aprovada em 2004, muitos anos antes do Corinthians cogitar a ideia de construir um estádio que sediaria a abertura da copa do mundo de 2014. Essa lei já previa a isenção de impostos e a emissão dos CIDs para praticamente qualquer tipo de investimento na Zona Leste da cidade(http://ww2.prefeitura.sp.gov.br//arquivos/secretarias/financas/legislacao/Lei-13833-2004.pdf). Isso deixa claro o desejo de acelerar o desenvolvimento da região. Vê-se então que a pretensão do Corinthians de erguer um estádio encaixou como uma luva na pretensão da prefeitura de São Paulo de desenvolver a zona leste. Caso não existisse esse interesse da prefeitura, a diretoria corintiana, que na fase de planejamento analisava também outras regiões para erguer a arena, provavelmente teria optado por uma localização mais próxima.

Além dessa contrapartida que o estádio trará existem ainda várias outras que são tão significativas quanto a primeira. Listo:

&Middot; Obras de infraestrutura na região melhorando o transporte público e valorizando a região que se torna mais atrativa para os investimentos previstos em 1 Bilhão(fora o estádio);

&Middot; Empregos diretos e indiretos na obra do estádio, na arena concluída e na região como um todo(previsão de 5000 diretos e 3000 indiretos);

&Middot; Inevitável valorização do metro quadrado da região o que gera tributos maiores também para a prefeitura(IPTU/ITU – previsão de 32,4 Milhões deduzidos os incentivos fiscais ao estádio)

&Middot; Geração de receitas estratosféricas e empregos durante a copa(comércio, hotelaria, alimentação etc..). Previsão de 1,7 Bilhões.

Http://www.vereadorgoulart.com.br/site/noticias/607.html

Ao invés de protestarem pelos CIDs concedidos a Arena Corinthians, a população deveria protestar pelos elefantes brancos erguidos em praças que não tem times de expressão. Cito aqui os principais. Mané Garrincha é o grande campeão de custo de construção(superfaruramento?desvios?) e de gastos pós copa por não ter times de expressão na cidade ou mesmo no estado onde se situa. Times que precisariam fazer uso dele com uma freqüência e uma taxa de ocupação elevadas para gerar lucro. Os outros são Arena Amazônia, Arena Pantanal e Estádio das Dunas. Estádios que custaram e custarão tão ou mais caro que a Arena Corinhians, feitos com o dinheiro do povo e que serão sucateados ou continuarão consumindo o dinheiro do povo devido aos altíssimos custos de manutenção, operação e um pequeno potencial de geração de receitas.

Http://copadomundo.uol.com.br/noticias/redacao/2012/10/24/quatro-dos-12-estadios-da-copa-devem-ser-elefantes-brancos-apos-torneio-diz-estudo.htm

Outra análise que deveria ser feita é do desvio do dinheiro público. Será que é mais fácil desviar a verba do estádio do Corinthians, ao qual será destinado um valor fixo em CIDs e outro valor pré-determinado em financiamento bancário, ou dos próprios estádios públicos, que não contam com regras claras para serem erigidos e recebem aditivos a torto e a direito? Quantas vezes vimos o Maracanã e o Mané Garrincha terem seus orçamentos furados e consequentemente aditivados? Como pode ser possível que reformas em estádios fiquem MUITO mais caras que a construção de um estádio padrão Fifa do zero? Esse é o caso dos dois estádios supracitados em relação ao do Corinthians.

O custo da reforma desses estádios foi de 1,2 Bilhões(Maracanã -http://www.estadao.com.br/noticias/esportes, custo-do-maracana-fica-mais-caro-e-chega-a-r-1192-bi, 1056174,0.htm) e 1,7 Bilhões(Mané Garrincha -http://copadomundo.uol.com.br/noticias/redacao/2013/06/21/custo-do-mane-garrincha-em-brasilia-chega-a-r-17-bilhao-diz-tc-df.htm). Ambos...

3.787 visualizações e 84 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhor resposta

Renato Rodrigues Da Cunha Neto #1.324 @natoneto em 04/12/2013 às 09:41

Ambos orçados inicialmente em aproximadamente 700 Milhões, ou seja, o primeiro custou quase o dobro enquanto o segundo custou duas vezes e meia o previsto. Tudo com dinheiro exclusivamente do povo, sem as devidas prestações de contas e sem nenhuma cerimônia pra aditivar os contratos. Uma verdadeira torneira aberta!

O fato de Lula e Andrés terem vencido a fácil queda de braço contra Juvenal Juvêncio não faz do estádio algo ilegal e nem mesmo imoral. Fizeram isso com articulação política e influência mas pautados em leis que resguardam a idoneidade do projeto, conforme citado acima. Se financiamento fosse algo ilegal todos nós estaríamos na cadeia. Quanto aos CIDs sabemos que já existia uma lei que previa a cessão deles para o desenvolvimento de uma região com mais de 4 milhões de habitantes(mais de 2 vezes a grande Goiânia). Sabemos também que o retorno da prefeitura será muito maior do que a quantia da qual renunciou.

A habilidade e o oportunismo do poder público em desviar a atenção do povo do verdadeiro gargalo do dinheiro público na copa ganhou força com a fácil manipulação das massas ignorantes e clubistas. Prontas(ávidas) para aceitar de imediato que o grande vilão é o seu mais odiado rival, tal qual identificamos o vilão quando vemos pela primeira vez no filme uma cena com o careca feio, narigudo, tatuado e com cara de mal. É muito fácil aceitar quando nos oferecem exatamente o que queremos. Difícil é pesquisar, analisar, ponderar e formar uma opinião própria. Isso dá muito trabalho. É a pseudo cultura do conhecimento superficial.

Me parece que tudo ganha um vulto muito maior quando se fala do Corinthians hoje em dia. Quando os corintianos brincam com os “antis”que são eles os maiores responsáveis pela audiência do Corinthians atualmente eu acho que é uma grande verdade. Não temos a maior cota de TV à toa. Ninguém fala das outras arenas porque ninguém se importa tanto com os outros times. A rivalidade com o Corinthians já transcendeu os limites do estado de São Paulo. O resto do Brasil não perde a oportunidade de atacar o Timão quando lê qualquer notícia ruim a respeito do clube(e essas se proliferam em busca de clicks e audiência). Ninguém se importa com a fonte e nem mesmo com a veracidade, contando que esteja falando mal do grande vilão Corinthians. O comprador de juízes e campeonatos. O abocanhador de dinheiro público.

Se todos fossem menos passionais e um pouco mais racionais perceberiam que o Corinthians hoje é o time a se espelhar, como foi o São Paulo de outra época. Ao invés de invejar e odiar deveriam copiar o que foi feito corretamente nos últimos 5 anos. Da queda até hoje. As ações de marketing inovadoras que possibilitaram a vinda de Ronaldo Fenômeno e turbinaram as receitas do clube foram determinantes para essa virada. A responsabilidade financeira foi outro fator importante. Apesar da dívida ter crescido as receitas cresceram muito mais e a relação receita/dívida melhorou(http://veja.abril.com.br/noticia/esporte/mesmo-com-receita-maior-divida-de-clubes-vai-a-r-4-5-bi). Vários outros dirigentes já elogiaram essa administração atual do Corinthians. Uma administração responsável, transparente e profissional(http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2012/10/03/corinthians-e-o-clube-mais-transparente-do-brasil-diz-estudo.htm).

Dentro de campo o time do Tite, apesar de feio de se ver, já fez escola. Muitos times nesse ano aprenderam com o time do Corinthians de 2011/12, que marcava pressão na saída de bola do adversário, diminuía os espaços, tinha maior posse de bola e criava pouco, é verdade, mas praticamente não permitia que o outro time criasse nada.

Tal qual a recente administração do Corinthians é tida por muitos especialistas como um exemplo, a Arena Corinthians deveria ser vista como exemplo de uma iniciativa visionária da diretoria de investir num estádio moderno, rentável, sustentável, erguido através de uma excelente parceria público-privada e que trará, em contrapartida, benefícios para todos os lados. Um case raro de sucesso nessa Copa 2014.

E antes que eu me esqueça... Chupaaaaaaaa antis! Aqui é Corinthians!

Vai Corinthians!

Últimas respostas

Renato Rodrigues Da Cunha Neto #1.324 @natoneto em 05/12/2013 às 12:52

Diego, muito obrigado pelo elogio e pela informação que vem corroborar o que eu havia pesquisado. E você aí sentindo na pele as consequências, não é?

É impressionante! E não dá um décimo do ibope da Arena Corinthians, não é mesmo?

É justamente esse o motivo de falarem tanto da nossa Arena. Ibope. E notícia ruim dá muito mais. Então eles descem o pau.

Abraços.

Renato

Diego #1187 @diego.fares em 05/12/2013 às 11:35

" "

Primeiramente, @natoneto parabéns! Grande texto, baseado em pesquisas respaldadas por fontes e muito bem escrito.

Quanto à Arena da Baixada: sou paranaense e estudo direito em uma universidade estadual daqui, que já foi considerada uma das melhores da América Latina. Hoje, a universidade está sucateada, com obras incompletas espalhadas pelo campus e com os professores e funcionários fazendo greve o tempo todo. E mesmo assim, o Governo do Paraná preferiu garantir o empréstimo para a construção do estádio (superfaturado) do CAP. E, não, eles não pagarão. A diretoria do CAP sempre deixou claro que na concepção deles, a prefeitura de Curitiba e Estado do Paraná tinham a obrigação de arcar com pelo menos parte dos custos da obra.

É por isso que tenho orgulho da Arena Corinthians. É, provavelmente, o mais honesto dos projetos da Copa. Contra tudo e contra todos!

Vai Corinthians!

Publicidade

Renato Rodrigues Da Cunha Neto #1.324 @natoneto em 05/12/2013 às 12:22

Arthur,

O problema é que não tem jeito de colocar o texto completo na criação do tópico. Não cabe.

Ao meu ver não tem solução então. Se completa o texto com uma mensagem ela acaba ficando por último e ninguém lê. Se criar em dois tópicos eles ficarão separados.

Só se no final da primeira parte eu digitar 'Fim da primeira parte. Leiam o restante na última mensagem desse tópico'

Valeu!

Valter Dias Ribeiro #372 @valterdias em 05/12/2013 às 11:55

A verdade é que vamos devolver tudo o que foi emprestado centavo por centavo assim como qualquer um que pega um empréstimo para comprar uma casa própria. Poder público algum vai deixar de construir hospital, escola ou asfaltar uma rua por conta da Arena. Pelo contrário, de todos os estádios da copa é o que com certeza dará retorno, seja para os investidores ou para a população.

Para quem mora em Itaquera é uma chance única de ganhar dinheiro seja tendo um comércio ou imóvel bem valorizado. Imaginem quem comprou um apartamento há 5 anos atrás pagando um financiamento suado e agora pode vender pelo triplo do preço. Porque é isto que está acontecendo lá, só não aproveita a oportunidade quem não quer.

Temos força e poder de consumo para isto, se não fosse o sucesso do Fiel Torcedor, camisas no3, licenciamentos e outras ações de marketing jamais saberíamos da real viabilidade de se construir um estádio.

Quando o Andrés diz que podemos ser o clube mais rico do mundo eu acredito independente das risadas dos rivais, aliás viramos a piada mais sem graça de todos os tempos graças a sua coragem.

Ser zuados pelos rivais era hard, mas ver a cara deles vendo que viramos coisa muito maior do que os times deles, a dor de cotovelo não tem preço!

André Emerson De Oliveira Oshikawa #51 @deco1910 em 05/12/2013 às 11:38

Sem contar que esse dinheiro que a prefeitura deixaria de arrecadar no futuro, sem o estádio continuaria sem arrecadar, pois as empresas não teriam interesse em se instalar na região, ou seja, continuaria sem receber nada, pelo menos agora não arrecadará impostos mas a região ficará mais desenvolvida, gerando empregos e melhorias

Diego Fares #1.187 @diego.fares em 05/12/2013 às 11:35

Primeiramente, @natoneto parabéns! Grande texto, baseado em pesquisas respaldadas por fontes e muito bem escrito.

Quanto à Arena da Baixada: sou paranaense e estudo direito em uma universidade estadual daqui, que já foi considerada uma das melhores da América Latina. Hoje, a universidade está sucateada, com obras incompletas espalhadas pelo campus e com os professores e funcionários fazendo greve o tempo todo. E mesmo assim, o Governo do Paraná preferiu garantir o empréstimo para a construção do estádio (superfaturado) do CAP. E, não, eles não pagarão. A diretoria do CAP sempre deixou claro que na concepção deles, a prefeitura de Curitiba e Estado do Paraná tinham a obrigação de arcar com pelo menos parte dos custos da obra.

É por isso que tenho orgulho da Arena Corinthians. É, provavelmente, o mais honesto dos projetos da Copa. Contra tudo e contra todos!

Vai Corinthians!

Marcus Tamoloco #1.456 @marcosamorim em 05/12/2013 às 11:14

E ainda os jornalistas clubísticos (e / ou burros, sem aspas), insistem em dizer que 400 milhões viriam para o Corinthians, que ledo engano não só aos torcedores corinthianos, mas à toda população paulistana.

Eles não vêem quem estão enganando, afinal?

Talvez quisessem que o estádio fosse erguido, melhorado, numa região bem mais pobre: talvez Moema, talvez perto da Paulista, talvez na região do Morumbi, com PIB per capita da região baixíssimo, muitas favelas blá blá blá blá

Brasileiros enganando brasileiros estes que acham que o Corinthians lucra alguma coisa. E as acusasões e roubos da Arena da Baixada - em Curitiba e de Porto Alegre, cadê o velho jornalismo investigativo tão propalado por eles, jornalistas?

Cadê a tendência de um jornalismo isento, que vá contra interesses do liberalismo econômico, sob a qual estes jornalistas (acredito) se formaram? Não há mais, a globalização distorce os fatos!

O liberalismo e seus discursos distorce todos os dados connforme sua conveniência... Bahia, Maracanã, Beira Rio, quanta roubalheira... E aqui, que tentam lisura... Vem tudo isto...

E 'metem o pau' ainda no Corinthians e sua arena, a menos roubalheira de todas as citadas acima.

Olha @natoneto , você daria um excelente professor de jornalismo! Parabéns!

Daniel Costa #1.231 @dan.dcds em 05/12/2013 às 10:52

Mídia suja...uol, record, entre outras...

Renato Rodrigues Da Cunha Neto #1.324 @natoneto em 04/12/2013 às 17:38

Putz! Você tem toda razão. Não vai adiantar você apagar o seu. O meu nunca vai entrar.

Obrigado.

Renato Rodrigues Da Cunha Neto #1.324 @natoneto em 04/12/2013 às 14:03

Artur,

Quero te pedir um favor. Nada contra sua mensagem que está aqui na categoria 'melhor resposta'. Pelo contrário. Eu também positivei ela.

O problema é que o texto do meu tópico ficou cortado e todo mundo só está lendo a primeira parte dele. A segunda parte é a última mensagem de todas e ninguém vai até lá pra ler ela. Ninguém nem mesmo sabe que ela existe.

O único jeito que estou vendo pra que as pessoas leiam o texto completo é essa última mensagem minha se tornar a melhor resposta.

O jeito mais fácil(e talvez o único a essa altura) seria você apagar sua mensagem que é a melhor resposta. Acho que dessa forma a minha mensagem, que é a segunda parte do texto, se tornaria automaticamente a melhor resposta pois tem uns 6 positivos.

Você poderia me fazer esse favormpra que as pessoas leiam o texto completo?

Obrigado e grande abraços!

Vai Corinthians!

Renato Rodrigues Da Cunha Neto #1.324 @natoneto em 04/12/2013 às 13:53

Galera, positivem a última mensagem desse tópico, por favor. Lá no final da página. Depois de 'carregar mais mensagens' até o fim.

Essa última mensagem é a continuação do texto do meu tópico. Vale a pena ler até o fim.

Valeu!