História suja do Morumbi - quem conhece?

Fórum do Corinthians
Tópico Lendário Entenda as regras

Ciro #49 @ciro.hey em 22/02/2015 às 17:04

São Paulino tem mania de ser mentiroso.. É foda! Querem ir contra a história.. Vamos falar da ladroagem do Morumbi: Durante a II Guerra Mundial, qualquer ligação com a Alemanha ou Itália era muito mal vista no país, especialmente após o Brasil se aliar contra os países do Eixo. Inicialmente o São Paulo tentou tomar o Palestra Itália do Paleiras, mas sem sucesso. Mas em São Paulo não havia apenas italianos, mas também alemães. Então o SPFC começou a forçar a desapropriação da área do Canindé, que era de uma comunidade alemã. Temendo a desapropriação os proprietários correram vender para o SPFC, foi vendido na época por 740 contos de reis (Corrigindo esse valor pelo IPC da FIPE teremos 500 mil reais). Quando o São Paulo decidiu construir seu estádio, não pode usar o terreno do Canindé por causa da Marginal, que estava sendo construída e desapropriou parte do terreno. Quando dinheiro levou o São Paulo nessa desapropriação? Ninguém sabe.. Depois, o São Paulo vendeu o Canindé para um membro da diretoria, que no ano seguinte o vendeu para a Portuguesa. Eu diria que essa é mais uma operação suspeita, afinal, porque um diretor do São Paulo compraria um campo + infra de treinamento, e revenderia um ano depois? Lavagem de dinheiro? Apenas um gesto de boa vontade para ajudar o clube a construir o Morumbi, já que o dinheiro da venda do Canindé foi utilizada na construção do Morumbi? E todos esses fatos foram ocorridos durante a gestão Adhemar de Barros e Laudo Natel, vice governador que acumulou por um tempo a função de Presidente do SPFC e Governador do Estado de São Paulo. Inspirado na Lei n° 58, que regulamentava loteamentos, Luís Aranha conseguiu uma entrevista com o presidente da Imobiliária e Construtora Aricanduva, pleiteando que a área a ser destinada para parques e jardins fosse destinada ao São. Paulo FC. (Detalhe, o acionista majoritário da distinta contrutora era nada menos que o Governador e torcedor confesso Adhemar de Barros). Até uma lei foi decretada para ceder dinheiro ao SPFC na construção de seu estádio: LEI N.0 5.073, DE 31 DE OUTUBRO DE 1956 Dispõe sobre concessão de auxilio e dá outras providências. Wladimir de Toledo Piza, Prefeito do Município de São Paulo, usando das atribuições que lhe são conferidas por lei, faço saber que a Cámara Municipal, em sessão dei 24 de Outubro de 1956, decretou e eu promulgo a seguinte lei: Art. 1.0 - Fica concedido ao Sâo Paulo Futebol Clube, sociedade civil, com séde e fôro nesta Capital, o auxilio de Cr$ 10.000.000,00 (dez milhões de cruzeiros) para o prosseguimento das obras do seu estádio, no Morumbi. Em 1966, em pleno regime de ditadura militar, Laudo Natel já havia se tornado Presidente do São Paulo e, ao mesmo tempo, Governador do Estado, quando o seu 'mentor', Adhemar de Barros, foi cassado por corrupção. O então Governador determinou que os estudantes da rede pública vendessem carnês chamados 'Paulistão'. O dinheiro arrecadado seria para a formatura dos alunos, mas, parte da arrecadação serviu para ajudar na construção do novo Estádio. Obviamente o clube teve que recorrer a instituições financeiras em busca de capital volátil (ou seja, grana viva) para manter essa obra. Tomaram, por exemplo, um empréstimo de CR$ 5 milhões com a Caixa Econômica Estadual. Foi importante também a participação do Bradesco, que emitia títulos em prol do São Paulo às empresas negociantes, que lá depois descontavam o valor. (Outra coincidência, Laudo Natel simplesmente era Diretor de Finanças do grupo Bradesco).

2.892 visualizações e 64 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhores respostas

Samu Zlsp #1 @samu.zlsp em 22/02/2015 às 19:32

Extrema direita no poder sempre beneficiou os bambys, Ademar de Barros, Laudo Natel e agora o PSDB construíndo o trenzinho para os bambys, torrando nosso dinheiro para levar transporte público para a porta do estádio tricoflor e deixando a periferia da cidade sem água. A crise da água poderia ter sido evitada se o Governo destinasse o valor investido no monotrilho bamby para investimentos em exploração do aquífero Guarani e em projetos de desanilinização da água.

Fabiano De Alencar Rissoli #5 @faoloco em 22/02/2015 às 20:05

O início da história deste clube é vergonhosa, e por duas vezes escaparam da falência, com CORINTHIANS e os porcus fazendo jogos pra arrecadar dinheiro pros bambis.

Últimas respostas

Manoel Messias Vieira Ramos #143 @cassanti em 10/12/2015 às 01:30

Não defendo o PT nem qualquer outro partido político. O que mais me aborrece são as meias verdades usadas por todos os partidos, sem exceção! A crise moral abrange todos os partidos políticos e os escândalos não se restringem apenas à esfera federal.

Publicidade

Valter Dias Ribeiro #278 @valterdias em 23/02/2015 às 21:27

Samu,

Infelizmente sonhamos muito e resolvemos pouco. Esse negócio de 'precisamos mudar a política' eu ouço desde que elegemos o Collor.

Posso lhe assegurar que pouco irá mudar quando diante de tanta corrupção, tanta sacanagem e falcatrua ouvimos nossa própria presidenta dizer que tudo só aconteceu no governo dela porque há 20 anos atrás não fizeram nada.

Falta muita vergonha na cara de todo mundo que ocupa um cargo eletivo nesse país.

Samu #1 @samu.zlsp em 23/02/2015 às 20:57

" "

Amigão, a gente tá é muito mal é de representação política e não é de hoje. Corruptos da direita, corruptos da esquerda e corruptos militares. Precisa de uma reforma política urgente, acabar com lobismo, acabar com partido assim não vão ter uma sigla para se esconder e depois trocar. Nossa democracia é jovem e o povo precisa ter noção de que nenhum desses ai defende aos nossos interesses, só pensam no bolso deles.

Manoel Messias Vieira Ramos #143 @cassanti em 23/02/2015 às 21:08

Não há porque ter medo do PT ou qualquer outro partido, enquanto tudo ficar no campo das ideias. Lembre-se que o PT não tem o apoio das elites brasileiras, pois são elas que historicamente sempre fizeram a diferença e ainda fazem.

Samu Zlsp #1 @samu.zlsp em 23/02/2015 às 20:57

Amigão, a gente tá é muito mal é de representação política e não é de hoje. Corruptos da direita, corruptos da esquerda e corruptos militares. Precisa de uma reforma política urgente, acabar com lobismo, acabar com partido assim não vão ter uma sigla para se esconder e depois trocar. Nossa democracia é jovem e o povo precisa ter noção de que nenhum desses ai defende aos nossos interesses, só pensam no bolso deles.

Valter #278 @valterdias em 23/02/2015 às 20:30

" "

Eu filtro com muito cuidado o que Carta Capital diz. É uma Veja petista.

Ela tratou os mensaleiros como se fossem injustiçados e presos políticos.

E se tem alguém que pode derrubar mesmo este governo não é o PSDB. Só o Aécio está bravo por perder a eleição porque ele sabe que o Alckmim vai querer tentar em 2018, o resto do partido está agradecendo por não pegar o país na bucha em que se encontra.

O inimigo neste caso se finge que é amigo.

Preste muita atenção no discurso do PMDB, principalmente na promessa feita pelo Michel Temer no comercial.

Sandro Nery #126 @bucky0001 em 23/02/2015 às 20:49

Corinthians e palmares fizeram um jogo para salvar o 5a0 paulo de sua 3ª falência. Após ser salvo, o 5a0 paulo tentou roubar o palestra do palmares, como não conseguiu, tomou de graça um clube da marginal tietê chamado Germânia. Anos depois, enquanto construia o panetone, jogou de graça (por caridade, pois era um time sem dinheiro algum) no palestra. Em 1960, pegou jogadores emprestados por medo de ser derrotado na inauguração do panetone.

Fabiano #5 @faoloco em 22/02/2015 às 20:05

" "

O início da história deste clube é vergonhosa, e por duas vezes escaparam da falência, com CORINTHIANS e os porcus fazendo jogos pra arrecadar dinheiro pros bambis.

Leonardo Clausi #416 @leoclausi em 23/02/2015 às 20:39

E tem bambi troxa que nem sabe de nada de futebol, que fala de boca cheia que nossa arena foi erguida com dinheiro público. Bem diferente, a nossa arena vai ser paga pela própria fiel, bambis asquerosos

Valter Dias Ribeiro #278 @valterdias em 23/02/2015 às 20:30

Eu filtro com muito cuidado o que Carta Capital diz. É uma Veja petista.

Ela tratou os mensaleiros como se fossem injustiçados e presos políticos.

E se tem alguém que pode derrubar mesmo este governo não é o PSDB. Só o Aécio está bravo por perder a eleição porque ele sabe que o Alckmim vai querer tentar em 2018, o resto do partido está agradecendo por não pegar o país na bucha em que se encontra.

O inimigo neste caso se finge que é amigo.

Preste muita atenção no discurso do PMDB, principalmente na promessa feita pelo Michel Temer no comercial.

Samu #1 @samu.zlsp em 23/02/2015 às 17:36

" "

Amigão, o PSDB mudou muito, assim como o PT, hoje o PT é centro e o PSDB é extrema direita. Ideal de fundação, todos os partidos tem, são lindos, parecem poemas, mas entre a prática e a teoria há uma diferença gigantesca.

É só você ir nas manifestações que eles (PSDB) promovem, vai lá dar uma olhada nos discursos separacionistas do Coronel Telhada e sua trupe.

http://www.cartacapital.com.br/politica/o-psdb-vai-se-aliar-com-a-extrema-direita-9523.html

Samu Zlsp #1 @samu.zlsp em 23/02/2015 às 20:23

Ao menos concordamos que políticos são tudo farinha do mesmo saco e minha opinião é PSDB é o novo abrigo da extrema direita, com o passar dos anos você verá.

Abcs,

Samu Zlsp #1 @samu.zlsp em 23/02/2015 às 19:12

Amigão, PSDB não representa Socialismo, de jeito nenhum, podem até vender esse peixe, mas na prática é um dos partidos que mais dá dinheiro para banqueiro. E nessas manifestações eles estão lá com os Col. Telhada da vida.

Manoel Messias Vieira Ramos #143 @cassanti em 23/02/2015 às 19:08

Eu ainda acredito na Democracia. Um grande país não se faz do dia para noite. Num país, onde as desigualdades sociais são flagrantes, torna-se necessário o esforço de todos nós em preservar nossas instituições, fortalecendo-as, e não usá-las como massa de manobra, para criar uma situação insustentável, ao ponto de desestabilizar o equilíbrio entre os Poderes e abrir caminho para mais uma 'quartelada'.