Partido Nacional Corinthiano - O pior está por vir... (Saiu no Estadão)

Fórum do Corinthians
Tópico Épico Entenda as regras

Renan #2.243 @renan7teo em 17/05/2016 às 19:09

Eu sinceramente acho isso lamentável. Discordo totalmente daqueles que usam do nome do nosso time para se dar bem, mesmo que tenha alguém com boas intenções, creio que é um tiro no pé da nossa nação. Sempre temos motivos banais para pensarem que somos um time onde só existem ladrões segundo nossos adversários. Creio que futebol não se deve misturar com política da forma que está sendo feito, a militância advinda de sua torcida e/ou sociedade é sempre válida, pórem acho que com esse partido, o futuro do Corinthians pode se tornar difícil e manchado. Pelo menos é o que eu penso.

Segue abaixo a reprodução da matéria e o link:

Tribunal Eleitoral aprova Partido Nacional Corinthiano

POR JULIA AFFONSO, MATEUS COUTINHO E FAUSTO MACEDO
17/05/2016,18h11 20s
Na seção desta terça-feira, 17, Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo concluiu que legenda 'cumpriu os requisitos exigidos'

Pnc
Na seção desta terça-feira, 17, o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) aprovou o registro do órgão estadual do Partido Nacional Corinthiano (PNC). Também foram aprovados os registros dos órgãos municipais de São Paulo (capital) e Ubatuba. O registro do órgão em São Paulo é uma das etapas que o partido deve cumprir para obter o registro em âmbito nacional.

As informações foram divulgadas no site do TRE de São Paulo.

Conforme o julgamento, o partido cumpriu os requisitos exigidos na legislação eleitoral em relação à documentação necessária. Entre outras exigências, o PNC comprovou, até o momento, o apoiamento de 24.710 eleitores no Estado.

No caso, o apoiamento mínimo seria de 21.262 eleitores, ou seja, 0,1% dos votos válidos para a Câmara dos Deputados no último pleito.

O apoio dos eleitores é comprovado mediante listas ou formulários organizados pela legenda em fase de criação, com assinatura e dados de cada eleitor, e apresentados às zonas eleitorais para certificação.
Criação de partido- De acordo com a Resolução Tribunal Superior Eleitoral 23.465/2015, para a criação de um partido político é necessário o cumprimento de diversas etapas, que vão da elaboração do estatuto ao pedido do seu registro na Corte eleitoral.

Os fundadores da nova agremiação, que não podem ser menos do que 101 eleitores no exercício de seus direitos políticos, com domicílio eleitoral em, pelo menos, nove Estados, devem elaborar o programa e o estatuto partidários.

A partir disso, o partido precisa obter, no período de dois anos, o apoio de eleitores equivalente a, no mínimo, 0,5% dos votos válidos na última eleição para a Câmara dos Deputados, distribuídos por um terço ou mais dos Estados e equivaler a, no mínimo, 0,1% do eleitorado que votou em cada um desses locais.

O partido político, então, solicita o registro da legenda nos Tribunais Regionais Eleitorais (três) e, por fim, entra com o pedido de registro do estatuto e do respectivo órgão de direção nacional no TSE.

http://politica.estadao.com.br/blogs/fausto-macedo/tribunal-eleitoral-aprova-partido-nacional-corinthiano/ Tribunal Eleitoral aprova Partido Nacional Corinthiano Tribunal Eleitoral aprova Partido Nacional Corinthiano Na seção desta terça-feira, 17, Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo concluiu que legenda 'cumpriu os requisitos politica.estadao.com.brpolitica.estadao.com.br

1.468 visualizações e 50 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhor resposta

Sergio Ricardo #43 @srpardo em 17/05/2016 às 19:13

E só o Corinthians ir a justiça pelo uso indevido do nome

Últimas respostas

Snaihtniroc Atsiluap #504 @adenor.leonardo em 18/05/2016 às 10:50

Creio que o tópico assim como os comentários sofrem alto grau de preconceito. À priori, essa iniciativa é digna de aplausos, nós sofremos o que sofremos por falta de representação política! E se o 'Corinthianismo' é mais do que torcer por um clube, é um jeito de ser, é uma nação, um estado de espírito, nada mais necessário do que participarmos da vida política do país. Há uma carga muito negativa quando se fala em partido político, mas para que possamos mudar alguma coisa, precisamos participar do jogo, precisamos ter pessoas que realmente nos representem lá dentro. Os Gaviões já tem um pré-candidato também, oficial da torcida, que será a voz da torcida na vida política. Aqueles que já rechaçam e deslegitimam esse tipo de iniciativa, está deslegitimando na verdade, a possibilidade de o povo se organizar e reivindicar dentro da política seus direitos.

Política é feite de interesses, se formos considerar que não vai dar certo porque 'podem ser aproveitar', vamos à partir desta conclusão viver reclusos em uma caixa e deixar que outros tomem as decisões por nós, já que qualquer partido ou organização social está suscetível a 'parasitas' e 'aproveitadores'.

Creio que devemos, de verdade, analisar quais as ideologias do partido, quais as propostas principais, quem serão seus candidatos.

Atualmente, confio muito mais na organização de pessoas que não façam parte do sistema, como é o caso, do que na representação política por aqueles mesmos que nos roubam há tempos.

Renan #2243 @renan7teo em 17/05/2016 às 21:02

" "

De fato existem os dois lados da moeda, isso é um direito, e qualquer pessoa que seja, de acordo com as normas impostas pelo TSE, pode fundar um partido político, a questão é que se for para um bem da sociedade em comum será muito bem válido, o problema vem de que mesmo tendo boas intenções, pode se tornar mais uma coligação podre, onde posso de alguma forma prejudicar o Corinthians e pior ainda, aqueles são adeptos do clube, os torcedores e principalmente os mais pobres que infelizmente podem acabar por enfraquecer em sua vida a ideologia que o Corinthians é para o 'povo'.

Pode dar certo? Pode sim...

Com o momento atual da política, conjunta a politização das pessoas, e o enfrentamento da torcido contra o governo, isso pode parecer bonito.

Mas ao mesmo tempo, sabemos, mesmo não fazendo parte, como funciona o meio político no Brasil, sempre terão aqueles que querem ganhar as custas das pessoas, as tornando cegas, e o medo maior e de tornar o Corinthians a causa dessa cegueira.

Vamos esperar pra ver.

Publicidade

Gustavo Henrique Dos Santos Ros #599 @gustros em 18/05/2016 às 00:44

Não tem um que tenha mesmo, problema é envolver o clube nesse antro de ladroes e safados que é a politica brasileira.

Sujar mais o sistema politico é impossível mesmo, minha preocupação é sujar o Corinthians

Rodrigo M #2.653 @rudrigow em 18/05/2016 às 00:29

Ainda tem a sigla de PNC pra chamarem de pau no #[email protected]%

Rafael Filomena Pereira #2.829 @wizard em 18/05/2016 às 00:24

Vão usar o nome do clube para tentar ganhar votos com facilidade. Sou corintiano, mas meu voto nunca terão. Na minha humilde opinião esse partido já começou desonesto por usar uma manobra tão baixa (a de vincular o nome e a imagem do partido com um clube de massa do país) para adquirir apoio e popularidade. Aliás, amigos do fórum, peço que reflitam bem sobre certas questões: O que virá depois desse tal PNC? O partido Flamengo? Ou talvez o partido Palmeiras? As brigas de torcida migrariam para o já não amistoso campo da política? E quantos brasileiros de origem humilde e sem instrução não votariam em partidos como esses apenas porque possuem o nome do clube e levariam nosso país para um buraco ainda mais negro do que o atual sem ter consciência do que estariam fazendo?

Pessoal, vocês são livres para ter a opinião que quiserem, mas com um pouco de bom senso, ao meu ver, fica difícil não ser contra o fato aqui exposto. Abraços a todos.

Everton Batista De Souza #2.611 @everton.coringa em 18/05/2016 às 00:05

E o fim da picada mesmo!

Onde o mosquito encheu a barriga e foi embora.

Chega desse negócio de misturar politica e futebol!

Ai se um politico desvia o dinheiro da merenda e pertence ao partido, vai dizer que o Corinthians esta se beneficiando disso.

Absurdo!

Tide Pereira #1.891 @tide.pereira em 17/05/2016 às 23:58

Já não basta o larápio do José Izar que se elegeu vereador com a campanha 'corinthiano vota em corinthiano' e depois descobriu-se que era Bambi!

Neyjhy A.b. #766 @neyjhy em 17/05/2016 às 23:30

Corinthians não pode deixar esses caras usarem o nome do clube para se promoverem!

É muita falta do que fazer!

E mais lamentável ainda é o TRE aprovar uma aberração dessas!

Renan Costa Da Silva Teodoro #2.243 @renan7teo em 17/05/2016 às 21:02

De fato existem os dois lados da moeda, isso é um direito, e qualquer pessoa que seja, de acordo com as normas impostas pelo TSE, pode fundar um partido político, a questão é que se for para um bem da sociedade em comum será muito bem válido, o problema vem de que mesmo tendo boas intenções, pode se tornar mais uma coligação podre, onde posso de alguma forma prejudicar o Corinthians e pior ainda, aqueles são adeptos do clube, os torcedores e principalmente os mais pobres que infelizmente podem acabar por enfraquecer em sua vida a ideologia que o Corinthians é para o 'povo'.

Pode dar certo? Pode sim...

Com o momento atual da política, conjunta a politização das pessoas, e o enfrentamento da torcido contra o governo, isso pode parecer bonito.

Mas ao mesmo tempo, sabemos, mesmo não fazendo parte, como funciona o meio político no Brasil, sempre terão aqueles que querem ganhar as custas das pessoas, as tornando cegas, e o medo maior e de tornar o Corinthians a causa dessa cegueira.

Vamos esperar pra ver.

SNAIHTNIROC #504 @adenor.leonardo em 17/05/2016 às 20:19

" "

Corinthians é muito mais que um clube, é uma nação, e essa nação tem direito de requerer representação politica

Antonio Godoi Junior #29 @junior.junior5 em 17/05/2016 às 20:39

Absurdo querer misturar futebol e política

Paulo Rodrigues Neto #591 @dovahkiin em 17/05/2016 às 20:24

Não usem o nome do nosso Corinthians para fazer política! Isso é NOJENTO!