Há 40 Anos Sócrates assinava com o Corinthians

Fórum do Corinthians
Tópico popular Entenda as regras

João Vitor #10.636 @joao.vitor.domingos em 10/03/2018 às 16:58

Há 40 Anos Sócrates assinava com o Corinthians

Há 40 Anos Sócrates deixava o Botafogo-Sp(Adversário do Timão amanhã) para assinar com o Corinthians.

280 visualizações e 18 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhor resposta

Oilson Amorim Dos Reis #2 @reyes em 10/03/2018 às 17:02

Histórico!

Últimas respostas

Freddy Krueger "mito" #3 @kruege em 12/03/2018 às 21:03

OFENDER?

Falara verdade agora é ofender?

Euclides #2774 @euclides.cesar em 10/03/2018 às 21:50

" "

Eu acho que num mundo onde ingerir álcool é pecado, ofender uma pessoa em razão de uma doença deveria ser um passaporte de ida sem volta para o inferno...

Publicidade

Loko Por Ti Corinthians #65 @sercorintianoehotimo em 11/03/2018 às 00:55

Grande jogada do Vicente Matheus a época

Euclides Cesar #2.774 @euclides.cesar em 10/03/2018 às 21:50

Eu acho que num mundo onde ingerir álcool é pecado, ofender uma pessoa em razão de uma doença deveria ser um passaporte de ida sem volta para o inferno...

Freddy #3 @kruege em 10/03/2018 às 21:28

" "

Nada haver isso aí.

O cara firma que no evangelho nas suas entrelinhas mostram que de fato era vinho alcoolico?

Esse cara que escreveu isso aí, não tem conhecimento da palavra.

Cadê as passagens afirmando que era vinho alcoolico?

A fermentação simboliza a corrupção e o pecado (Mateus 16:6-12; 1 Coríntios 5:7,8). Jesus, o Filho de Deus, cumpriu a lei em todas as suas exigências (Mateus 5:17). Logo, teria cumprido a lei de Deus para a Páscoa e não teria usado vinho fermentado.

Você acha que JESUS pecaria?

Para fera!

Freddy Krueger "mito" #3 @kruege em 10/03/2018 às 21:28

Nada haver isso aí.

O cara firma que no evangelho nas suas entrelinhas mostram que de fato era vinho alcoolico?

Esse cara que escreveu isso aí, não tem conhecimento da palavra.

Cadê as passagens afirmando que era vinho alcoolico?

A fermentação simboliza a corrupção e o pecado (Mateus 16:6-12; 1 Coríntios 5:7,8). Jesus, o Filho de Deus, cumpriu a lei em todas as suas exigências (Mateus 5:17). Logo, teria cumprido a lei de Deus para a Páscoa e não teria usado vinho fermentado.

Você acha que JESUS pecaria?

Para fera!

Euclides #2774 @euclides.cesar em 10/03/2018 às 21:16

" "

Do site abiblia.org:

O texto dos evangelhos mostram nas suas entrelinhas, que o vinho que Jesus utilizava era de fato vinho com teor alcoólico, nem suco de uva nem vinho doce.

Na época de Jesus a única maneira para conservar o vinho, haja vista não tinham geladeira, era utilizar os métodos de fabricação do vinho, originários da antiguidade. Lembremos o caso de Noé que se embriagou. Indica este fato, que a bebida usava pelos antigos, vinda da uva, tinha teor alcoólico. Os agricultores seguiam o processo tradicional, colhiam a uva, em seguida colocavam no lagar e amassavam, obtendo o chamado vinho doce, ou simplesmente suco de uva, que devido ao calor na época da colheita fermentava em seguida tornando-se vinho pela maturação. Não existia outro caminho para os habitantes da Palestina do tempo de Jesus proceder e guardar o vinho por longo tempo. Jesus conheceu este vinho e o acompanhava nas refeições, lembremos a última ceia de Jesus com os apóstolos ou mesmo as Bodas de Caná que Jesus participou com sua mãe e discípulos, nesta festa foi utilizado vinho, comum nas festas ou nas refeições importantes.

Da fermentação do suco de uva surge o vinho, com teor alcóolico.

Sem fermentação não obteremos o vinho e nem teremos teor alcoólico que ajuda a conserva-lo por longo tempo. Deste modo dar o nome de vinho para esta bebida entende-se, que passou este processo de maturação e possui teor alcoólico. Caso contrário se chamaria de Suco de uva.

Os evangelhos não falam de Jesus tomando vinho, mas concluímos, que Jesus vivendo nesta época, acompanhava nas refeições que participava, da bebida que era apresentada.

Não imaginamos que em uma festa de casamento, servissem suco de uva. Os próprios noivos não iriam se sentir bem. Nesta festa pelas indicações do texto mostra que serviram vinho, como se faziam em todas as festas de casamento.

Se você acha que o mero fato de ingerir bebida alcoólica é esse pecado mortal, sinto muito, você vive em um mundo repleto de abestados.

Euclides Cesar #2.774 @euclides.cesar em 10/03/2018 às 21:16

Do site abiblia.org:

O texto dos evangelhos mostram nas suas entrelinhas, que o vinho que Jesus utilizava era de fato vinho com teor alcoólico, nem suco de uva nem vinho doce.

Na época de Jesus a única maneira para conservar o vinho, haja vista não tinham geladeira, era utilizar os métodos de fabricação do vinho, originários da antiguidade. Lembremos o caso de Noé que se embriagou. Indica este fato, que a bebida usava pelos antigos, vinda da uva, tinha teor alcoólico. Os agricultores seguiam o processo tradicional, colhiam a uva, em seguida colocavam no lagar e amassavam, obtendo o chamado vinho doce, ou simplesmente suco de uva, que devido ao calor na época da colheita fermentava em seguida tornando-se vinho pela maturação. Não existia outro caminho para os habitantes da Palestina do tempo de Jesus proceder e guardar o vinho por longo tempo. Jesus conheceu este vinho e o acompanhava nas refeições, lembremos a última ceia de Jesus com os apóstolos ou mesmo as Bodas de Caná que Jesus participou com sua mãe e discípulos, nesta festa foi utilizado vinho, comum nas festas ou nas refeições importantes.

Da fermentação do suco de uva surge o vinho, com teor alcóolico.

Sem fermentação não obteremos o vinho e nem teremos teor alcoólico que ajuda a conserva-lo por longo tempo. Deste modo dar o nome de vinho para esta bebida entende-se, que passou este processo de maturação e possui teor alcoólico. Caso contrário se chamaria de Suco de uva.

Os evangelhos não falam de Jesus tomando vinho, mas concluímos, que Jesus vivendo nesta época, acompanhava nas refeições que participava, da bebida que era apresentada.

Não imaginamos que em uma festa de casamento, servissem suco de uva. Os próprios noivos não iriam se sentir bem. Nesta festa pelas indicações do texto mostra que serviram vinho, como se faziam em todas as festas de casamento.

Se você acha que o mero fato de ingerir bebida alcoólica é esse pecado mortal, sinto muito, você vive em um mundo repleto de abestados.

Freddy #3 @kruege em 10/03/2018 às 21:07

" "

Até Jesus cristo é abestado?

Rapaz para de falar blasfema.

Você não tem medo da mão de Deus pesar sobre você.

Da onde que você tirou que 'JESUS' tomou bebida alcoolica?

Se em 1 Co 6: 9-10 o apóstolo Paulo coloca os bêbados junto dos ladrões e dos adúlteros, como poderia Jesus compactuar com o consumo de álcool?

Os três primeiros Evangelhos empregam a expressão “fruto da vide” (Mateus 26:2924; Marcos 14:25; Lucas 22:18). O vinho não-fermentado é o único “fruto da vide” sem fermentação e portanto sem álcool. A fermentação altera o fruto da videira. Vinho fermentado não é fruto da vide; não é produzido pela videira. Jesus instituiu a Ceia do Senhor quando ele e seus discípulos celebravam a Páscoa. A lei da Páscoa em Êxodo 12:14-20 proibia, durante a semana daquele evento, a presença de fermento (hebraico seor) ou qualquer agente fermentador tanto no vinho quanto no pão, pois o fermento é o símbolo do pecado nos tempos bíblicos. No mundo antigo, o fermento era obtido da espuma da superfície do vinho quando em fermentação. A fermentação simboliza a corrupção e o pecado (Mateus 16:6-12; 1 Coríntios 5:7,8). Jesus, o Filho de Deus, cumpriu a lei em todas as suas exigências (Mateus 5:17). Logo, teria cumprido a lei de Deus para a Páscoa e não teria usado vinho fermentado.

O sangue puro de Cristo (Salmos 16:10; Atos 2:27; 13:37) jamais poderia ser representado por algo corrompido e fermentado. O fruto da vide, simbolizando o sangue incorruptível de Cristo é melhor representado por suco de uva não-fermentado (1 Pedro 1:18,19).

Freddy Krueger "mito" #3 @kruege em 10/03/2018 às 21:07

Até Jesus cristo é abestado?

Rapaz para de falar blasfema.

Você não tem medo da mão de Deus pesar sobre você.

Da onde que você tirou que 'JESUS' tomou bebida alcoolica?

Se em 1 Co 6: 9-10 o apóstolo Paulo coloca os bêbados junto dos ladrões e dos adúlteros, como poderia Jesus compactuar com o consumo de álcool?

Os três primeiros Evangelhos empregam a expressão “fruto da vide” (Mateus 26:2924; Marcos 14:25; Lucas 22:18). O vinho não-fermentado é o único “fruto da vide” sem fermentação e portanto sem álcool. A fermentação altera o fruto da videira. Vinho fermentado não é fruto da vide; não é produzido pela videira. Jesus instituiu a Ceia do Senhor quando ele e seus discípulos celebravam a Páscoa. A lei da Páscoa em Êxodo 12:14-20 proibia, durante a semana daquele evento, a presença de fermento (hebraico seor) ou qualquer agente fermentador tanto no vinho quanto no pão, pois o fermento é o símbolo do pecado nos tempos bíblicos. No mundo antigo, o fermento era obtido da espuma da superfície do vinho quando em fermentação. A fermentação simboliza a corrupção e o pecado (Mateus 16:6-12; 1 Coríntios 5:7,8). Jesus, o Filho de Deus, cumpriu a lei em todas as suas exigências (Mateus 5:17). Logo, teria cumprido a lei de Deus para a Páscoa e não teria usado vinho fermentado.

O sangue puro de Cristo (Salmos 16:10; Atos 2:27; 13:37) jamais poderia ser representado por algo corrompido e fermentado. O fruto da vide, simbolizando o sangue incorruptível de Cristo é melhor representado por suco de uva não-fermentado (1 Pedro 1:18,19).

Euclides #2774 @euclides.cesar em 10/03/2018 às 20:43

" "

Lógico que ele é o responsável por ingerir o álcool. Mas o fato de ele ter desenvolvido dependência decorre de uma doença.

Se o mero fato de ingerir álcool tornar alguém abestado, até Jesus Cristo é abestado.

Dioclécio Mota #4 @dioclecio.chagas.mo1 em 10/03/2018 às 20:48

Grande Sócrates.

Euclides Cesar #2.774 @euclides.cesar em 10/03/2018 às 20:43

Lógico que ele é o responsável por ingerir o álcool. Mas o fato de ele ter desenvolvido dependência decorre de uma doença.

Se o mero fato de ingerir álcool tornar alguém abestado, até Jesus Cristo é abestado.

Freddy #3 @kruege em 10/03/2018 às 20:37

" "

Doença pra quem vai atrás.

Ninguém enfia alcool na goela de ninguém.

Não tenta defender o indefensável.

Lazaro Luiz Viana #7.392 @alvi.negro em 10/03/2018 às 20:39

Meu primeiro ídolo pelo Timão. Jogava demais e fazia uma dupla infernal com o Palhinha. Ficou marcada na memória a vitória contra o Palmeiras por 3x1 em um Morumbí lotado e ele e o Palhinha acabaram com o verde. Também marcante a vitória contra o Santos com gol de Palhinha em uma jogada dele também em um Morumbí lotado. Nesse jogo Clodoaldo surtou e foi expulso e o Zé Maria já havia perdido um pênalti que fora cometido sobre o Palhinha em um passe de calcanhar do magrão sua grande marca. Saudades Magrão.

Freddy Krueger "mito" #3 @kruege em 10/03/2018 às 20:37

Doença pra quem vai atrás.

Ninguém enfia alcool na goela de ninguém.

Não tenta defender o indefensável.

Euclides #2774 @euclides.cesar em 10/03/2018 às 20:35

" "

Alcoolismo é doença, cara. Assim como qualquer tipo de dependência química.

Sócrates era um cara extremamente inteligente, visionário. Infelizmente tinha esse problema, ninguém é perfeito.

1 a 10 de 17 respostas