Viola, Ídolo do Corinthians

Atacante

Viola

Biografia

Viola apareceu pro Brasil jogando pelo Corinthians na final do campeonato paulista de 1988. Era segundo tempo da prorrogação e o garoto franzino que substituía o então centroavante Edmar que defendia a seleção brasileira desviou de carrinho o chute dado por Wilson Mano e deu o título de campeão paulista ao Corinthians. Tamanha era sua confiança nessa partida que Viola entrou em campo vestindo duas camisas e ao marcar o gol jogou uma para a torcida na comemoração.

Após esse gol Viola custou um pouco a se firmar no time do Corinthians e foi emprestado a times pequenos do interior paulista e com isso acabou ficando fora do time na campanha do título brasileiro de 1990.

Retornou ao Corinthians mais experiente em 1992 para se tornar um centroavante muito oportunista e fazedor de gols como poucos. Ganhando inclusive um grito especial da Fiel, que o saudava cantando “ÊÔ ÊÔ, o Viola é um terror!”

Foi artilheiro do Corinthians no campeonato paulista de 1993, anotando um gol na final que é lembrado até hoje graças a sua imitação de “porco”. Após esse gol a torcida toda ficava ansiosa para os gols de Viola, para saber qual seria a sua próxima comemoração, como nos 4x0 frente ao time da vila belmiro em que Viola anotou 3 gols e comemorou imitando e homenageando Pelé ou quando pegou a bandeira do Brasil e dirigindo um carro de fórmula 1 imaginário homenageou Ayrton Senna, logo após a sua morte.

Graças a essa sua grande fase, Viola fez parte do elenco da seleção brasileira que ganhou a copa do mundo de 1994. Nessa disputa Viola atuou somente no segundo tempo da prorrogação da final contra a Itália, mas fez a melhor jogada do Brasil na copa, arrancando em velocidade do meio de campo, driblando a defesa italiana e passando a bola pra Romário, que finalizou pra fora.

De volta ao Corinthians, Viola foi de extrema importância nas campanhas dos títulos do campeonato paulista e da copa do Brasil, em 1995. Na semifinal da copa do Brasil de 1995, contra o Vasco (RJ) Viola anotou o seu 100º gol com a camisa do Corinthians, entrando para um seleto grupo de artilheiros corinthianos.

Saiu do Corinthians para jogar em times menores da Europa e retornou ao Brasil, mas sem a mesma qualidade que o consagrou no Corinthians.

Relembre de outros ídolos que jogaram no Corinthians

O que você mais lembra do Viola no Corinthians?