Racing Club 1 x 1 Corinthians - Sul-Americana 2019

Sul-Americana 2019 - Racing Club 1 x 1 Corinthians

Partida de futebol entre Racing Club 1 x 1 Corinthians nSul-Americana 2019

https://www.meutimao.com.br/jogo/1093/sul-americana_2019/racing_club-1-x-1-corinthians

02:00

2019-02-27T21:30:00

51

El Cilindro

Endereço: 5000 Córdoba, Córdoba, , Argentina

Racing Club 1 X 1 Corinthians

Sul-Americana 2019
27 de fevereiro de 2019, 21:30
Racing Club 1 x 1 Corinthians
El Cilindro

Sobre a Partida

Corinthians elimina Racing nos pênaltis e vai à segunda fase da Copa Sul-Americana

O Corinthians não é brincadeira e está classificado à segunda fase da Copa Sul-Americana 2019! Em duelo eletrizante disputado na noite desta quarta-feira, no estádio El Cilindro, em Avellaneda, o Timão eliminou o Racing (ARG) nos pênaltis, por 5 a 4, depois de empatar em 1 a 1 no tempo normal.

Dentro dos 90 minutos, o herói corinthiano foi Vagner Love. O camisa 9 precisou de apenas cinco minutos para acertar lindo voleio na pequena área e deixar tudo igual no início do segundo tempo, já que Cristaldo (aquele ex-Palmeiras) havia colocado o Racing em vantagem.

Lenda! – A partida na Grande Buenos Aires foi duplamente especial para Cássio. O camisa 12 igualou Gylmar dos Santos Neves como o segundo goleiro com mais jogos pelo Corinthians. Agora, o Gigante está atrás apenas de Ronaldo Giovanelli, que defendeu a camisa preta e branca em 602 oportunidades.

Nas penalidades máximas, brilhou a estrela de Cássio. Ele defendeu duas cobranças, de Domínguez e Solari, e botou o Timão na próxima fase.

O próximo adversário dos corinthianos na Sul-Americana será conhecido via sorteio.

Escalações

Fábio Carille não pôde contar com Júnior Urso na Argentina. O volante não fora inscrito a tempo de disputar a primeira fase da Sul-Americana, se tornando assim desfalque. Para o lugar dele, o técnico optou por Ramiro, um dos reforços para 2019.

O Timão, distribuído num 4-3-3, foi a campo com Cássio, Fagner (capitão), Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Ramiro e Sornoza; Pedrinho, Clayson e Gustagol.

Escalação contra o Racing na Argentina

Meu Timão

Já Eduardo Coudet escalou assim o Racing: Arias, Pillud (capitão), Domínguez, Schlegel, Soto, Julián López, Solari, Cardozo, Ojeda, Ríos e Cristaldo.

Primeiro tempo

Ainda que o Racing contasse com apenas dois titulares (Arias e Cardozo), o Corinthians tinha pela frente um adversário mais preparado e embalado por sua torcida, presente em grande número no El Cilindro. O Timão até esboçou uma marcação-pressão nos primeiros minutos, mas logo trocou de estratégia e passou a esperar o oponente a partir da intermediária.

Os donos da casa tinham no lado direito seu ponto forte: Solari. Num de seus primeiros toques na bola, deu bela caneta em Danilo Avelar. O lateral corinthiano, porém, conseguiu se recuperar e ganhar o tiro de meta.

O Timão levou perigo pela primeira vez aos 19 minutos do primeiro tempo. Clayson dominou na esquerda, puxou para o meio e cruzou com perigo. Soto, pressionado, afastou de cabeça e por pouco não marcou contra, assustando os torcedores locais.

A equipe de Fábio Carille criaria outras duas boas chances lá pelos 30 minutos. Na primeira, Sornoza cobrou falta na área e viu o goleiro Arias encaixar com certa dificuldade; depois, Ramiro soltou a bomba de fora da área, por cima do gol hermano.

O Racing se soltou na reta final do primeiro tempo, começou a trocar passes com facilidade no campo de ataque e a envolver o Corinthians dentro de seus domínios. Azar da Fiel... Aos 41, Cardozo cruzou, Cristaldo subiu nas costas de Fagner e cabeceou sem grandes dificuldades contra Cássio, já rendido na jogada. 1 a 0 para os argentinos.

Jogador do Racing fez cruzamento que originou gol sem qualquer marcação

Jogador do Racing fez cruzamento que originou gol sem qualquer marcação

Reprodução/DAZN Brasil

Antes de descer para o vestiário, o Timão quase empatou. Em cobrança de falta próxima à área, Sornoza bateu com categoria e exigiu defesaça de Arias, que inclusive chegou a se chocar com a trave a fim de evitar o tento alvinegro.

Segundo tempo

Carille resolveu mexer na escalação já no intervalo. Sacou Clayson, de boa movimentação na primeira etapa, para a entrada de Vagner Love. O experiente camisa 9 ocuparia o lado esquerdo do ataque, como externo, assim como Clayson, mas teria mais liberdade para pisar na área e formar dupla de ataque com Gustagol, discreto até ali.

Santo Carille! Aos cinco minutos, Sornoza cobrou escanteio, Pillud afastou mal e a bola sobrou limpa para Love. O centroavante emendou belo voleio e, de canhota, deixou tudo igual em Avellaneda!

Vagner Love precisou de cinco minutos para empatar duelo no El Cilindro. E de voleio!

Vagner Love precisou de cinco minutos para empatar duelo no El Cilindro. E de voleio!

Reprodução/DAZN Brasil

Parecia um novo Corinthians em campo. Minutos depois de ir às redes, Love teve uma oportunidade tão fácil quanto a primeira para virar o placar. Num rápido contra-ataque brasileiro, Pedrinho tocou de três dedos e Gustagol disparou pela direita. O camisa 19 ergueu a cabeça, viu Love só e passou rasteiro, mas Vagner bateu mascado e facilitou a defesa de Arias. Gol (muito) perdido pelos alvinegros.

Àquela altura, o confronto ganhou mais emoção e até qualidade técnica. O Timão se defendia de maneira organizada e tentava explorar as fragilidades defensivas do Racing quando tinha a posse. Por outro lado, ainda pecava bastante no passe, e por vezes se desfazia da bola facilmente.

Aos 30 minutos, Carille mexeu de novo, agora por obrigação. Pedrinho sentiu dores aparentemente musculares e pediu substituição, dando lugar ao volante Richard. A mudança, contudo, pouco surtiu efeito. Os times até esboçaram um ataque ou outro nos minutos finais, mas o empate persistiu e obrigou brasileiros e argentinos a decidirem a parada nas penalidades máximas.

Cáaaaaaassio!!!

Escalado para abrir as cobranças, Gustagol não decepcionou e colocou o Corinthians em vantagem nos penais. Vital, que entrara há pouco no lugar de Ramiro, bateu firme e ampliou – o que não fez Sornoza: o meia equatoriano isolou e perdeu a terceira penalidade corinthiana. Por fim, Love converteu, enquanto Danilo Avelar ficou na trave. Três gols em cinco chutes.

Pelo lado do Racing, Cvitanich converteu; Domínguez parou em Cássio; Cristaldo bateu para fora; Fernández e Pillud marcaram. Três gols em cinco chutes.

Alternadas – Richard bateu no alto e fez; Soto, também no alto, converteu (4 a 4); o capitão Fagner soltou a bomba no meio da meta e superou Arias; no fim das contas, Solari cobrou mal, rasteiro, consagrou (ainda mais) Cássio, a lenda alvinegra na Grande Buenos Aires!

Ficha técnica de Racing Club 1 x 1 Corinthians

Competição: Copa Sul-Americana
Local: Estádio Presidente Juan Domingo Perón, Córdoba, Argentina
Data: 27 de fevereiro de 2019 (quarta-feira)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilmar Roldán
Assistentes: Alexander Guzmán e Dionisio Ruiz
Gols: Cristaldo (Racing Club); Vagner Love (Corinthians)
Cartões amarelos: Schlegel (Racing Club); Henrique e Pedrinho (Corinthians)

RACING CLUB: Arias; Pillud, Domínguez, Schlegel e Soto; Julián López, Solari e Cardozo (Zaracho); Ojeda (Fernández); Ríos (Cvitanich) e Cristaldo.
Técnico: Eduardo Coudet

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Manoel, Henrique e Danilo Avelar; Ralf, Ramiro (Mateus Vital) e Sornoza; Pedrinho (Richard), Clayson (Vagner Love) e Gustavo.
Técnico: Fábio Carille

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a partida: Racing Club 1 x 1 Corinthians