Corinthians 2 x 2 Red Bull Brasil - Copa São Paulo 2019

Copa São Paulo 2019 - Corinthians 2 x 2 Red Bull Brasil

https://www.meutimao.com.br/jogo/14-01-2019/copa_sao_paulo_2019/corinthians-2-x-2-red_bull_brasil

02:00

2019-01-14T20:00:00

Novelli Junior

Endereço: R. Quarto Centenario, 291-455 - Vila Leis, Itu, SP, Brasil

Corinthians Corinthians 2 x 2 Red Bull Brasil Red Bull Brasil

Copa São Paulo 2019

Sobre a Partida

Corinthians vence Red Bull nos pênaltis após jogo eletrizante e avança às oitavas na Copinha

Foi no sufoco! Foi nos pênaltis pela primeira vez na atual edição da Copinha! O Corinthians venceu o Red Bull Brasil na decisão por penalidades, por 4 a 2, após empate de 2 a 2 no tempo normal, em jogo disputado na noite desta segunda-feira, no Estádio Novelli Júnior, em Itu, pela terceira fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior.

O goleiro Diego se destaca como herói da classificação por conta da defesa do derradeiro pênalti cobrado pelo Red Bull. Marcaram os gols corinthianos no tempo regulamentar: o artilheiro Fabricio Oya e o atacante Rafael Bilu.

Escalação - Eduardo Barroca promoveu apenas uma alteração em relação à equipe que havia iniciado a partida anterior (goleada de 6 a 0 sobre o Porto-PE), trocando o zagueiro Ronald por Jordan. Assim, no esquema tático 4-3-3, o Timão foi escalado com: Diego; Igor, Jordan, Caetano, Lucas Piton; Du, Roni e Fabricio Oya; Rafael Bilu, Janderson e Nathan.

Escalação Corinthians x Red Bull

Meu Timão

E agora? - O Timãozinho volta suas atenções à fase de oitavas de final. Invicto com quatro vitórias e um empate na competição até aqui, o Corinthians mede forças com o Visão Celeste, do Rio Grande do Norte. Ainda não há confirmação sobre o horário da partida, que está prevista para acontecer na próxima quarta-feira.

Primeiro tempo

Os 45 minutos iniciais foram de um jogaço para fazer inveja em muito time de marmanjo! A molecada tanto de Corinthians quanto de Red Bull deram aula de ofensividade e ímpeto por gols. Não à toa o placar parcial na saída para o intervalo: 2 a 2.

O Corinthians não fez jus ao favoritismo de maior campeão da história da Copinha e saiu atrás no placar logo aos cinco minutos, com chute de fora da área de Luis Phelipe. O petardo cruzado não foi defendido por Diego, que se esticou mas falhou em alcançar a bola.

Os comandados de Barroca então partiram para cima. Chutes de longe, cruzamento, tentativas de infiltração... Rolou até um quase-gol-olímpico de Fabricio Oya! E caberia justamente ao camisa 10 empatar o jogo: recebeu passe de Nathan (no melhor estilo pivô) e soltou a bomba da entrada da área, fuzilando o ângulo direito do goleiro Belli.

Três minutos depois, aos 31, e o Corinthians já viraria o marcador. Janderson avançou pela esquerda e tentou encobrir o goleiro do Red Bull naquele que seria um golaço. A bola então bateu caprichosamente no travessão e sobrou para Rafael Bilu, que acertou finalização ainda mais caprichada no cantinho oposto do arqueiro. Indefensável!

Mas tão logo tomou a dianteira no placar, o Corinthians parece ter desconcentrado. E levou o gol de empate... Luis Phelipe recebeu nas costas da zaga alvinegra, driblou Diego e tocou para o fundo das redes.

Segundo tempo

A etapa complementar começou num ritmo agitado, mas menos intenso que o primeiro tempo. Tanto que o destaque inicial ficou por conta de um machucado: o corinthiano Lucas Piton levou pancada no joelho direito e deixou o gramados aos prantos. O zagueiro Franklin entrou no jogo, deslocando Caetano para a lateral esquerda.

Lucas Piton deixou o campo chorando muito

Lucas Piton deixou o campo chorando muito

Reprodução/TV

Com a bola rolando, Corinthians e Red Bull passaram a apostar nas jogadas de bola parada. Diego fez grande defesa após cobrança certeira de Wagner; Janderson, de bicicleta, após levantamento de Oya, quase fez um golaço, mas viu a arbitragem paralisar a jogada por suposto lance perigoso.

Ciente de que o Corinthians poderia produzir mais, Barroca tratou de fazer mais modificações na escalação: colocou Gustavo Mantuan e João Celeri nas vagas de Rafael Bilu e Nathan.

As mudanças até mudaram a cara do jogo - João Celeri passou a ser o alvo corinthiano, com inúmeras tentativas de lançamento em profundidade. Na prática, contudo, o Timãozinho seguia bem menos perigoso ofensivamente do que no primeiro tempo.

Janderson, motorzinho da equipe na base da velocidade e dos dribles, cansou. E foi o último corinthiano a deixar o campo para uma troca: entrou Daniel Marcos em seu lugar.

Já nos acréscimos, o goleiro Diego foi quem se destacou pelo Corinthians. Chrigor recebeu longo lançamento, subiu mais alto que a defesa corinthiana e cabeceou no cantinho. O arqueiro do Timão então se esticou todo para fazer um milagre em Itu. Seria um presságio do que ele mostraria nos minutos seguintes, na decisão por penalidades?! Seria!!!

Penalidades

COR - Fabricio Oya... Gol!
RED - Feitosa... Gol.
COR - João Celeri... Gol!
RED - Moreira... Gol.
COR - Gustavo Mantuan... Gol!
RED - Chrigor... Pra fora!!!
COR - Caetano... Gol!
RED - Léo... Defende Diego!!!

Ficha técnica de Corinthians 2 x 2 Red Bull Brasil

Competição: Copa São Paulo de Futebol Júnior
Local: Municipal Doutor Novelli Júnior, Itu, SP
Data: 14 de janeiro de 2019 (segunda-feira)
Horário: 20h00 (de Brasília)
Árbitro: Thiago Lourenço de Mattos
Assistentes: Mauro André de Freitas e Ítalo de Paula Andrade
Gols: Fabricio Oya, Rafael Bilu (Corinthians); Luis Phelipe (duas vezes) (Red Bull Brasil)
Cartões amarelos: Gustavo Belli e Venicio (Red Bull Brasil)
Público: 8.191 torcedores

CORINTHIANS: Diego Riechelmann; Igor Marques, Jordan, Caetano e Lucas Piton (Franklin); Du e Roni; Fabricio Oya, Janderson (Daniel Marcos) e Rafael Bilu (Gustavo Mantuan); Nathan Palafoz (João Celeri).
Técnico: Eduardo Barroca

RED BULL BRASIL: Gustavo Belli; Wallison (Nhayson), Venicio (Barreto), João Martins Fonseca e Leonardo; Victor Conceição (Victor) e Theo; Danilo Perassoli, Wagner e Luis Phelipe (Matheus Moreira); Amarildo (Chrigor).
Técnico: Alexandre Lemos

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a partida: Corinthians 2 x 2 Red Bull Brasil

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!