Florida Cup 2017 - Semi-final: Corinthians 4 x 1 Vasco

Florida Cup 2017 - Corinthians 4 x 1 Vasco

https://www.meutimao.com.br/jogo/18-01-2017/florida_cup_2017/corinthians-4-x-1-vasco

02:00

2017-01-18T22:00:00

Corinthians Corinthians 4 x 1 Vasco Vasco

Florida Cup 2017

Sobre a Partida

Timão venceu rival brasileiro em Orlando e carimbou classificação à final da Florida Cup Playoff
Ir para ComentáriosComentar sobre o jogo

O Corinthians estreou 2017 com o pé direito. Com gols de Camacho, Marlone, Kazim e Marquinhos Gabriel, a equipe do Parque São Jorge derrotou o Vasco por 4 a 1 nesta quarta-feira, no estádio Bright House Networks, nos Estados Unidos, em duelo válido pelas semifinais da Florida Cup.

O embate, que marcou a “primeira vez” dos reforços Gabriel (ex-Palmeiras), Paulo Roberto (ex-Sport), Kazim (ex-Coritiba) e Jô com a camisa alvinegra, definiu uma das vagas à final do torneio de pré-temporada. O Timão encara São Paulo ou River Plate, da Argentina, no sábado, às 21h (de Brasília), valendo o título inédito da Florida Cup.

PRIMEIRO TEMPO

Os momentos iniciais do jogo em Orlando passaram longe do significado “amistoso”. Mesmo em pré-temporada, as equipes disputavam cada espaço do campo e até abusavam do contato físico. Aos quatro minutos, contudo, o centroavante Jô tratou de mostrar o cartão de visitas do Timão: ao receber passe na ponta esquerda, finalizou forte e viu o goleiro Martín Silva fazer grande defesa.

A resposta do Vasco não demorou a vir. Em escanteio batido por Nenê, Julio dos Santos cabeceou com perigo e acertou a trave do goleiro Cássio, já rendido na jogada. Depois, aos 12, o zagueiro Balbuena subiu até o terceiro andar, cabeceou contra o gol adversário e viu Guilherme salvar em cima da linha. No rebote, Rodriguinho arriscou o chute, mas acabou travado pelo bloqueio vascaíno.

Aos 20 minutos, então, o versátil Camacho abriu o placar. Em rápido contra-ataque pelo meio, achou Rodriguinho na entrada da área, recebeu passe de calcanhar do camisa 26 e, cara a cara com Martín Silva, bateu no canto rasteiro, colocando o Corinthians em vantagem no marcador.

Mesmo sem o entrosamento ideal, o Timão de Fábio Carille trocava passes e buscava Jô, referência da formação, a todo o momento. O camisa 7 tinha a missão de prender a bola entre os zagueiros para que Fagner e Marlone fizessem as ultrapassagens – Moisés, que retornara de empréstimo do Bahia, era quem mais guardava a posição entre os alas.

Quando a equipe corinthiana parecia ditar o ritmo do jogo em solo norte-americano, o atacante Éder Luis arriscou chute despretensioso de fora da área, sem chances para o goleiro Cássio, e deixou tudo igual. Com o 1 a 1, o combativo amistoso nos Estados Unidos ganhou “ares de Libertadores”, com direito a entradas fortes tanto do Corinthians quanto do Vasco – três jogadores levaram cartão amarelo ao longo da primeira etapa.

Pouco antes dos acréscimos, Marlone resolveu apimentar a partida. Ao receber passe livre no meio de campo, carregou a bola até a entrada da área, tabelou com Romero e finalizou com categoria, anotando o segundo do Corinthians diante do time de São Januário. “Eu tava sentindo o jogo, guardei o melhor para o final (risos). O professor Carille treinou muito isso, toque curto, e aproveitamos. Pude fazer o gol e garantir essa vitória”, disse o camisa 8, que deixou o campo com o sorriso estampado no rosto.

SEGUNDO TEMPO

Carille cumpriu o que havia prometido na véspera do duelo e substituiu os onze titulares no intervalo. Sob o mesmo esquema 4-1-4-1, o Corinthians voltou a campo com: Caíque França, Léo Príncipe, Vilson, Yago e Marciel; Cristian; Giovanni Augusto, Paulo Roberto, Guilherme e Marquinhos Gabriel; Kazim – este último, aliás reforço inglês naturalizado turco, também estreante na noite.

E quem acreditava que o time reserva não manteria o futebol apresentado pelo titular nos primeiros 45 minutos, se enganou. Com Guilherme posicionado no centro do campo, onde possui liberdade para criar e flutuar, o Timão passou a ter a posse de bola por mais tempo e construir lances de perigo com maior frequência.

Aos 19 minutos, Léo Príncipe avançou pela direita e cruzou para o próprio camisa 10. Livre de marcação, o armador optou por arrematar de primeira, de chapa, e viu o uruguaio Martín Silva espalmar para escanteio. O caminho da vitória corinthiana era claro: as beiradas do campo, e foi por uma delas que veio o terceiro.

Marquinhos Gabriel pegou a bola após corte da zaga do Vasco, fintou o marcador e levantou na área. Colocado na segunda trave, Kazim subiu livre e ampliou para o Timão.

Já aos 45 minutos, a instantes do fim, o Corinthians tratou de colocar mais um na conta. Guilherme roubou a bola e tocou para Kazim, que, livre de marcação, viu a passagem de Marquinhos Gabriel e retribuiu a assistência. O camisa 31 ainda teve tempo de dominar e, sem goleiro, tocar para o fundo da meta vascaína: goleada por 4 a 1 direto da terra do Tio Sam! Valeu, Corinthians!

ESCALAÇÕES

Corinthians: Cássio, Fagner, Pedro Henrique, Balbuena e Moisés; Gabriel; Ángel Romero, Camacho, Rodriguinho e Marlone; Jô

Vasco: Martín Silva, Madson, Luan, Rodrigo e Henrique; Julio dos Santos, Evander, Guilherme e Nenê; Éder Luis e Thalles

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a partida: Corinthians 4 x 1 Vasco

  • 1000 caracteres restantes