Venha fazer parte da KTO
x

São Paulo 2 x 1 Corinthians - Final - Paulista Feminino 2023

Paulista Feminino 2023 - São Paulo 2 x 1 Corinthians

Partida de futebol entre São Paulo 2 x 1 Corinthians nPaulista Feminino 2023

https://www.meutimao.com.br/jogo/7946/paulista_feminino_2023/sao_paulo-2-x-1-corinthians

02:00

2023-11-19T16:00:00

Vila Belmiro

Endereço: Rua Dom Pedro I, Santos, SP, Brasil

São Paulo 2 X 1 Corinthians

Paulista Feminino 2023
19 de novembro de 2023, 16:00
São Paulo 2 x 1 Corinthians
Vila Belmiro, Santos, SP.

Sobre a Partida

Corinthians sofre na criação de jogadas e perde para o São Paulo no jogo de ida da final do Paulista

Na tarde deste domingo, Corinthians e São Paulo iniciaram a disputa pelo título do Paulistão Feminino. Em Santos, na Vila Belmiro, o Timão acabou sofrendo na criação de jogadas e foi derrotado pelo placar de 2 a 1.

O primeiro tempo foi marcado pelo alto número de passes errados das duas equipes. Mesmo assim, a rede balançou três vezes. O Corinthians abriu o placar com Vic Albuquerque, mas viu Aline empatar para o São Paulo. Ariel chegou a virar o marcador, mas estava em posição irregular.

Mesmo com algumas mudanças promovidas por Rodrigo Iglesias, as Brabas seguiram com problemas na criação de jogadas. O São Paulo, por sua vez, conseguiu balançar as redes com Ariel, em cobrança de pênalti.

Anota aí, Fiel - O segundo Majestoso acontece no próximo domingo, dia 26. A bola rola na Neo Química Arena, às 10h30. O São Paulo entra em campo com a vantagem do empate. Para conquistar o título, o Timão precisa vencer por dois gols de diferença, enquanto um triunfo por um gol de saldo, leva a decisão para os pênaltis.

Escalação

Rodrigo Iglesias não tem desfalques e foi com tudo que tem de melhor para encaminhar mais um título do torneio estadual ao Timão. Sendo assim, o técnico interino optou por escalar a seguinte equipe para a partida: Lelê; Katiuscia, Tarciane, Mariza e Yasmim; Luana, Gabi Zanotti e Vic Albuquerque; Tamires, Gabi Portilho e Millene.

Escalação

Meu Timão

No banco de reservas, Rodrigo Iglesias teve as seguintes opções: Kemelli, Gi Campiolo, Isabela, Grazi, Diany, Jheniffer, Miriã, Paulinha, Fernanda, Duda Sampaio, Ju Ferreira e Jaqueline.

O São Paulo, por sua vez, foi a campo com: Carlinha, L. Alves, Ana Alice, Mimi, Fê Palermo, Maressa, Aline, Rafa Mineira, Micaelly, Ariel Godoy e Mariana.

O jogo

Primeiro tempo

O elenco alvinegro iniciou a partida buscando surpreender o São Paulo com um gol logo nos primeiros minutos. O Corinthians trocava passes com velocidade para envolver o adversário e facilitar a chegada até a meta defendida por Carlinha.

Com pouco mais de três minutos jogados, a primeira finalização do Timão saiu dos pés de Gabi Zanotti. A camisa 10 recebeu na entrada da área e arriscou chute mais colocado. A bola, porém, subiu demais e passou longe do gol.

Mesmo com a postura mais ofensiva, o Corinthians encontrava dificuldades para furar a marcação do São Paulo. Com isso, o elenco alvinegro acumulava erros de passes, fazendo o adversário, aos poucos, entrar no jogo.

Como costuma acontecer em finais, a partida foi ficando mais truncada, sem grandes chances criadas. A bola ficava presa, principalmente, no meio-campo, com divididas mais fortes e muitos erros de passes.

A dificuldade na criação, fez com que Rodrigo Iglesias alterasse a ideia de jogo no setor ofensivo. Sem participação efetiva de Gabi Zanotti e Vic Albuquerque no meio, o Timão passou a apostar nas jogadas laterais.

Os inúmeros erros de passes do Corinthians, fazia o São Paulo ter a possibilidade de criar jogada

Sem a criatividade necessária, foi um erro do adversário que fez as Brabas abrirem o placar. A defensora do São Paulo foi afastar a bola, mas Tamires acabou atrapalhando. Ao pegar na experiente jogadora, a bola sobrou para Vic Albuquerque, que só deu um toque para tirar da goleira e inaugurar o marcador.

Com o gol alvinegro, o São Paulo saiu em busca de uma rápida resposta para voltar o quanto antes para a partida. A defesa do Timão, porém, contava com bom desempenho de Mariza e Tarciane, que não facilitavam a vida das adversárias.

Aos 38 minutos, o Corinthians teve uma boa oportunidade em contra-ataque. Gabi Portilho recebeu livre na lateral e partiu para dentro da área adversária. Ao chegar perto do gol, a atacante realizou bonito drible, mas acabou finalizando fraco.

Pouco tempo depois, o São Paulo conseguiu chegar ao empate. Em cobrança de escanteio, a defesa alvinegra afastou. Aline, porém, acertou bonito chute de fora da área, vencendo Lelê e igualando o marcador.

Após sofrer o empate, o Corinthians saiu em busca de retomar a liderança do placar. Aos 44 minutos, Tamires recebeu livre na área e arriscou forte finalização cruzada, que acabou passando perto da trave.

Aos 46, em jogada ensaiada do Timão em cobrança de escanteio, Luana recebeu livre na entrada da área. O chute saiu rasteiro e Carlinha, mesmo com dificuldades, fez a defesa.

No lance seguinte, porém, foi o São Paulo que comemorou seu segundo gol. Em lançamento da intermediária, Ariel recebeu livre, driblou Lelê com um bonito toque por cima e só empurrou para o fundo das redes. A posição da atacante adversária, porém, era irregular e o gol foi anulado.

O lance foi o último de perigo no primeiro tempo. Pouco tempo depois, a árbitra apitou pela última vez e as equipes foram para os vestiários com o placar parcial de 1 a 1.

Segundo tempo

Para os 45 minutos finais, Rodrigo Iglesias decidiu promover a primeira mudança no Timão. Duda Sampaio entrou no lugar de Luana Bertolucci, única jogadora que recebeu cartão amarela na primeira etapa.

Mesmo com a mudança promovida, o Corinthians iniciou o segundo tempo com as mesmas dificuldades do primeiro. As Brabas acumulavam erros de passes e, consequentemente, acabavam tendo problemas na criação.

Aos oito minutos, a primeira chance perigosa da etapa final aconteceu. Leticia Alves recuperou a bola da marcação corinthiana e arriscou finalização de fora da área. A bola acabou sendo facilmente defendida por Lelê.

Com problemas na criação, o Corinthians não assustava o adversário. Com isso, o São Paulo foi se soltando e passou a dominar as ações ofensivas, criando algumas oportunidades de gol. O rival, porém, pecava na finalização das jogadas.

Aos 18 minutos, o Timão teve sua melhor chance na segunda etapa. Em rápida transição, Gabi Zanotti deu um tapa e encontrou Gabi Portilho livre na área adversária. A atacante, porém, acabou finalizando para fora.

Com 21 minutos, Rodrigo Iglesias resolveu realizar mais três mudanças no Corinthians. Jheniffer, Ju Ferreira e Fernanda entraram nas vagas deixadas por Gabi Zanotti, Vic Albuquerque e Yasmim, respectivamente.

A partir das mudanças realizadas, o Corinthians passou a apostar nas descidas laterais, sem a utilização das atletas centrais. Mesmo assim, o São Paulo não deixava espaços e o Timão não levava perigo ao gol adversário.

O rival, por sua vez, apostava nos contra-ataques puxados, principalmente, por Mariana e Ariel. Mariza e Tarciane, defensoras alvinegras, levavam vantagem e o São Paulo também não criava. Desta forma, a partida se encontrava truncada.

Aos 27 minutos, o São Paulo teve uma boa chance através da bola parada. Em falta na entrada da área, Glaucia arriscou finalização rasteira e exigiu boa defesa de Lelê, que quase acabou soltando a bola, mas conseguiu evitar o gol adversário.

No lance seguinte, Dudinha recebeu na lateral do campo e foi entrando na área alvinegra. Tarciane estava na marcação da adversária, mas acabou parando o ataque apenas com falta. A árbitra prontamente assinalou a penalidade máxima. Na cobrança, Ariel não deu chances para Lelê e virou o jogo para o São Paulo.

Após sofrer a virada, o Corinthians se lançou ao ataque para evitar a derrota no primeiro jogo da final do Paulistão. A falta de criatividade do elenco alvinegro, porém, seguia em evidência e o Timão não encontrava espaços para balançar as redes.

No último minuto de Majestoso, o Corinthians tentava o suspiro final. Em lance na lateral de campo, Gabi Portilho arriscou cruzamento que foi evitado por Glaucia. A árbitra viu mão da atacante adversária e marcou pênalti. Glaucia, porém, estava fora da área e a penalidade foi cancelada.

Na sequência, o Timão teve a cobrança de falta a seu favor, mas não conseguiu encontrar o gol. Sendo assim, a primeira final foi encerrada com vitória do São Paulo por 2 a 1.

Ficha técnica de São Paulo 2 x 1 Corinthians

Competição: Campeonato Paulista Feminino
Local: Urbano Caldeira, Santos, SP
Data: 19 de novembro de 2023 (domingo)
Horário: 16h00 (de Brasília)
Árbitro: Marianna Nanni Batalha
Assistentes: Neuza Inês Back e Izabele de Oliveira
Árbitro de vídeo: Adriano de Assis Miranda
Gols: Aline e Ariel Godoi (São Paulo); Vic Albuquerque (Corinthians)
Cartões amarelos: Lelê, Mariza, Luana Bertolucci, Gabi Zanotti e Tamires (Corinthians)
Público: 2.064 torcedores

SÃO PAULO: Carlinha; L. Alves, Ana Alice, Mimi (Pardal), Fê Palermo (Dani), Maressa, Aline (Dudinha), Rafa Mineira (Robinha), Micaelly (Glaucia), Ariel Godoi (Cacau) e Mariana (Isa).
Técnico: Thiago Viana

CORINTHIANS: Lelê; Katiuscia (Isabela), Tarciane, Mariza (Giovanna Campiolo), Yasmim (Fernanda), Luana Bertolucci (Duda Sampaio), Gabi Zanotti (Jheniffer), Vic Albuquerque (Ju Ferreira), Tamires, Gabi Portilho e Millene (Diany).
Técnico: Rodrigo Iglesias

Notas dadas aos personagens da partida

Titulares

Reservas

Treinador

Árbitro

Imagens da partida

Comente a partida: São Paulo 2 x 1 Corinthians