Corinthians faz apostas e guarda ''grande investimento'' para camisa 10

Corinthians faz apostas e guarda ''grande investimento'' para camisa 10

Por Meu Timão

O Corinthians vendeu Cristian, André Santos e Douglas, reforçou o caixa, mas só pretende "abri-lo" mesmo para reforçar a posição mais carente no momento: a armação. Mano Menezes já manifestou diversas vezes e relembra com frequência as dificuldades que o time tem encontrado desde que Douglas se transferiu para o Al Wasl, dos Emirados Árabes.

A intenção do clube é contratar um camisa 10 que chegue para resolver. O nome do armador dos sonhos é mantido em sigilo pela diretoria e por Mano. Riquelme foi alvo de grande desejo, mas as circunstâncias que envolvem uma negociação com o jogador do Boca Juniors não enchem o Corinthians de esperança.

Outro nome de peso é discutido no clube, ainda cauteloso com as possibilidades de transformar o assédio em algo concreto. Certo, apenas, é que o Corinthians está disposto a desembolsar valores elevados para o padrão brasileiro na tentativa de reforçar a posição para a Libertadores de 2010.

"Podemos apresentar alguns nomes consagrados, mas como exceção", explicou Mano. "O Corinthians vai poder fazer essa [grande] capacidade de investimento em dois ou três jogadores. Algumas posições requerem um investimento maior no futebol, como o meia, que é diferenciado e ganha mais", emendou o treinador.

O ataque e a lateral esquerda são as outras posições que podem receber maior investimento financeiro do Corinthians para o centenário. Nos demais casos, o clube irá se concentrar principalmente em apostas a partir deste momento. Foi o que aconteceu nas contratações de Bill, Balbuena e Paulo André. Edu se enquadrou na boa "oportunidade de mercado" que os clubes tanto almejam.

"Se tivemos que liberar jogadores para venda porque precisávamos de retorno financeiro para honrar compromissos, não podemos pegar todo esse valor faturado e investir no futebol, só usaremos parte dele. Então precisamos encontrar soluções dentro da realidade do mercado", argumentou Mano.

A última das apostas foi Balbuena. O lateral-direito paraguaio, que também atua como zagueiro, chegou com baixo custo ao Corinthians e tem um contrato de empréstimo até dezembro deste ano. Se agradar, o clube tem a prioridade para fechar em definitivo por duas temporadas.

"Já conhecia o jogador de quando ele enfrentou o Internacional na Libertadores de 2006. Nós já tínhamos a informação que o contrato dele com o Libertad estava para se encerrar, então a situação econômica era boa. Tenho uma boa relação com um ex-treinador dele e confirmei algumas informações para nos cercarmos bem", completou Mano.

Fonte: UOL

Veja Mais:

  • Gustavo Scarpa está negociando com o Corinthians para 2018

    Arquirrival perde força, e Corinthians volta ao páreo pela contratação de Scarpa

    ver detalhes
  • Flávio Adauto não é mais diretor de futebol do Corinthians

    Em nota oficial, Corinthians anuncia saída de Adauto e Piovesan

    ver detalhes
  • Andrade permanece à frente do Corinthians apenas até fevereiro de 2018

    Corinthians estima superávit em 2018; clube pretende arrecadar R$ 50 milhões em vendas

    ver detalhes
  • Alessandro falou sobre o planejamento do Corinthians para 2018

    Alessandro explica busca de reforços e comenta volta de dois emprestados: 'Díficil'

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes