Após expulsão, Roberto Carlos reclama: 'Juiz não pode estragar um clássico'

Após expulsão, Roberto Carlos reclama: 'Juiz não pode estragar um clássico'

Por Meu Timão

500 visualizações 0 comentários Comunicar erro

Durou apenas oito minutos o reencontro do lateral esquerdo Roberto Carlos com seu ex-clube, o Palmeiras. Principal atração corintiana no clássico deste domingo, no Pacaembu, o pentacampeão deu um violento "carrinho" no novato Joãozinho e foi expulso de campo pelo árbitro Wilson Luis Seneme.

Na saída do gramado, após tentar argumentar, em vão, com o juiz, Roberto Carlos não se mostrou arrependido da entrada imprudente no jogador do Palmeiras e acusou Seneme de ter prejudicado a sequência do espetáculo.

"Eu estou muito tranquilo. Agora o juiz não pode fazer isso. Ele estragou o clássico", disse o camisa 6 alvinegro, antes de descer para os vestiários.

Quando Roberto Carlos levou o vermelho, o Corinthians já estava em vantagem no placar. O baixinho Jorge Henrique, de cabeça, subiu mais do que a zaga alviverde e, após cobrança de falta de Tcheco, abriu o placar no Pacaembu.

Fonte: Globo Esporte

Veja Mais:

  • Clayson, Luan, Sornoza, Marciel e Matheus Matias: confira o vaivém no Corinthians neste fim de 2018

    Corinthians no mercado da bola: saiba quem chega, quem sai e quem negocia com o Timão para 2019

    ver detalhes
  • Boa parte da grana deixada pelo torcedor na Arena Corinthians não vai para o Fundo

    Despesas levam R$ 15,5 mi da bilheteria do Corinthians em 2018; veja levantamento do Meu Timão

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians deposita altas doses de esperança no retorno de Carille

    Torcida do Corinthians coloca retorno do Carille no topo dos assuntos mais comentados do Brasil

    ver detalhes
  • Uendel, um dos alvos do Corinthians, tem 30 anos; 11 a mais que o atual titular Carlos Augusto

    Corinthians aumenta 'filtro de idade' em buscas indicadas por Carille no mercado da bola

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes