Corinthians: um amor sem fronteiras

Corinthians: um amor sem fronteiras

Por Meu Timão

754 visualizações 0 comentários Comunicar erro

Torcida do Corinthians: do MS para o Defensores

Torcida do Corinthians: do MS para o Defensores

Foto: Leandro Canônico/GLOBOESPORTE.COM

Ingresso na mão, camisa no corpo e bandeira no ombro. O engenheiro agrônomo Wagson Marques Lima, de 28 anos, está pronto para ver o Corinthians encarar o Cerro Porteño esta noite, no estádio Defensores del Chaco, pela Taça Libertadores. O caminho até Assunção foi longo, mas ele espera que valha a pena.

Wagson é morador de Bela Vista, no Mato Grosso do Sul. A cidade fica na fronteira com o Paraguai. São 500 quilômetros de estrada. Sacrifício que, segundo ele, compensa somente pela oportunidade de poder voltar com a vitória e tirar sarro dos torcedores do El Ciclón que vivem perto dele.

- Tinha muita gente cornetando lá na fronteira. Mas o Timão vai ganhar e eu vou voltar para zoar todos eles – comentou o engenheiro agrônomo.

Fanático pelo Timão, Wagson não está sozinho. Os amigos Erickson, Leite e Thales viajaram junto. Leite, aliás, já esteve em Assunção para ver a seleção bras

Fonte: Globo Esporte

Veja Mais:

  • Rodriguinho lamenta oportunidade desperdiçada pelo ataque corinthiano

    Corinthians sufoca Millonarios, não é eficaz e perde na estreia de Loss

    ver detalhes
  • Seguro defensivamente e boa opção na frente, Sidcley foi eleito melhor do Corinthians

    Sidcley vai bem e Rodriguinho destoa: veja as notas dos corinthianos em derrota na Arena

    ver detalhes
  • Corinthians pode reencontrar Boca Juniors nas oitavas de final da Libertadores-2018

    Sete cascudos e um novato: os possíveis rivais do Corinthians nas oitavas da Libertadores

    ver detalhes
  • À espera da estreia, reforço do Corinthians faz tatuagem alusiva ao clube

    À espera da estreia, reforço do Corinthians faz tatuagem alusiva ao clube

    ver detalhes

A torcida do Corinthians é a mais fanática do mundo?

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes