Corinthians: um amor sem fronteiras

Corinthians: um amor sem fronteiras

Por Meu Timão

754 visualizações 0 comentários Comunicar erro

Torcida do Corinthians: do MS para o Defensores

Torcida do Corinthians: do MS para o Defensores

Foto: Leandro Canônico/GLOBOESPORTE.COM

Ingresso na mão, camisa no corpo e bandeira no ombro. O engenheiro agrônomo Wagson Marques Lima, de 28 anos, está pronto para ver o Corinthians encarar o Cerro Porteño esta noite, no estádio Defensores del Chaco, pela Taça Libertadores. O caminho até Assunção foi longo, mas ele espera que valha a pena.

Wagson é morador de Bela Vista, no Mato Grosso do Sul. A cidade fica na fronteira com o Paraguai. São 500 quilômetros de estrada. Sacrifício que, segundo ele, compensa somente pela oportunidade de poder voltar com a vitória e tirar sarro dos torcedores do El Ciclón que vivem perto dele.

- Tinha muita gente cornetando lá na fronteira. Mas o Timão vai ganhar e eu vou voltar para zoar todos eles – comentou o engenheiro agrônomo.

Fanático pelo Timão, Wagson não está sozinho. Os amigos Erickson, Leite e Thales viajaram junto. Leite, aliás, já esteve em Assunção para ver a seleção bras

Fonte: Globo Esporte

Veja Mais:

  • 'Nem Pedrinho salva...': Timão não foi páreo para o Grêmio na noite deste sábado

    Pobre tecnicamente, Corinthians é derrotado pelo Grêmio no fim do primeiro turno

    ver detalhes
  • Walter 'voa' para afastar perigo de gol do Grêmio; nem arqueiro evitou revés em casa

    Walter evita o pior, e Loss é eleito 'vilão': as avaliações do revés corinthiano

    ver detalhes
  • Duílio Monteiro Alves, diretor de futebol do Corinthians, falou sobre a ausência de Fagner

    Na esteira de rivais, Corinthians também reclama da convocação de Fagner: 'Não ficamos satisfeitos'

    ver detalhes
  • Corinthians tem campanha irregular no Brasileiro nas mãos de Loss

    Fiel dispara contra Loss na web após derrota do Corinthians; veja melhores comentários

    ver detalhes

A torcida do Corinthians é a mais fanática do mundo?

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes