Após semana polêmica, Corinthians esquiva-se do assunto arbitragem

Após semana polêmica, Corinthians esquiva-se do assunto arbitragem

A rodada do fim de semana foi agitada por conta do polêmico pênalti do Cruzeiro sobre o Corinthians, que rendeu a vitória por 1 a 0, com a penalidade convertida por Ronaldo, e a liderança aos paulistas. Com árbitros já definidos para as partidas do próximo final de semana, que cada vez mais ganham ares de decisão, os corintianos evitam entrar em polêmica com os juízes, torcendo apenas para que não haja problemas nas partidas.

Em sorteio realizado na tarde desta quinta-feira, dia 18 de novembro, foi decidido que Carlos Eugênio Simon (Fifa-RS) será o árbitro do confronto entre Corinthians e Vitória, no próximo domingo, dia 21, no Barradão, em Salvador, pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. Simon será auxiliado por Altemir Hausmann e por Julio Santos, ambos do Rio Grande do Sul. Para o jogo do Cruzeiro contra o Vasco, o sorteado foi Leandro Vuaden, e para São Paulo x Flumiense, Héber Roberto Lopes.

Questionado se a arbitragem do jogo do Corinthians e do Cruzeiro era um assunto que preocuparia em razão das polêmicas da última partida, envolvendo as duas equipes, William voltou a um tema no qual acredita que seria a solução para quase todos os problemas envolvendo os homens do apito: a profissionalização.

“Não gosto de ficar focando em árbitro e já falei isso antes do jogo contra o Cruzeiro. O que me preocupa em relação à arbitragem é a morosidade em profissionalizar a arbitragem no Brasil. Estamos prestes a ter uma Copa do Mundo e isso já está atrasado demais no país. Pela importância que tem, o árbitro é o único que não é profissional. Precisa ter a condição de se dedicar exclusivamente à profissão, pois, aí, poderá ser mais cobrado”, disse o zagueiro.

Danilo também preferiu se abster do assunto, sem apontar a escolha dos dois árbitros para os jogos decisivos como boa ou ruim, mas espera que Carlos Eugênio Simon não tenha seu nome envolvido em nenhuma polêmica após a partida. “Não temos que nos preocupar com nenhuma p

Fonte: Justiça Desportiva

Enviado por: will2s

Veja Mais:

  • Flávio Adauto não é mais diretor de futebol do Corinthians

    Em nota oficial, Corinthians anuncia saída de Adauto e Piovesan

    ver detalhes
  • Andrade permanece à frente do Corinthians apenas até fevereiro de 2018

    Corinthians estima superávit em 2018; clube pretende arrecadar R$ 50 milhões em vendas

    ver detalhes
  • Júnior Dutra assinou com o Corinthians até dezembro de 2019; único reforço confirmado

    Exato um mês após o título brasileiro, Corinthians tem só um reforço; três são os motivos

    ver detalhes
  • Corinthianos foram presos por horas nas arquibancadas do Maracanã em 2016

    Impunidade após baderna flamenguista expõe exageros da polícia carioca contra Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes