Empresários estão apáticos quanto ao Fielzão

Empresários estão apáticos quanto ao Fielzão

O Presidente do Comitê Organizador Local da Copa de 2014, Ricardo Teixeira, discursou por cerca de meia hora em almoço-debate para cerca de 300 empresários sobre as oportunidades de negócio relativos ao Mundial.

No entanto, embora São Paulo ainda precise resolver o imbróglio relativo à ampliação do Fielzão, o estádio só foi lembrado em perguntas em tom pejorativo.

Ricardo Teixeira apresentou estimativa 112 bilhões de reais de investimento para 2014, a injeção de R$ 63,5 bilhões de renda por ano até o Mundial e R$ 18,1 bilhões a mais, só de tributos, para o cofre do governo brasileiro. Segundo Teixeira, o Brasil deve receber de 600 a 800 mil turistas.

O discurso moroso e sem entusiasmo de Teixeira só foi quebrado por piadas de João Dória Jr., representante do Grupo de Líderes Empresariais (LIDE), que ironizou as chances do Canindé servir à Copa. Além disso, José Carlos Ferreira Alves, dirigente do São Paulo, perguntou como é que o Estádio do Corinthians estaria aprovado se o projeto não é de conhecimento da Fifa. Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, chegou a comentar que a pergunta havia sido enviada pelo seu desafeto Juvenal Juivêncio.

O LIDE não permitiu que todas as perguntas da imprensa fossem respondidas sob a alegação de que Teixerira teria, ainda hoje, uma viagem à Zurique, na Suíça.

Fonte: lancenet

Enviado por: will2s

Veja Mais:

  • Pablo explica tratativas paradas por permanência no Corinthians: 'Já conversamos, mas não deu certo'

    [Marco Bello] Pablo explica tratativas paradas por permanência no Corinthians: 'Já conversamos, mas não deu certo'

    ver detalhes
  • Dentinho tem três títulos com a camisa do Corinthians

    Na torcida pelo título do Corinthians, Dentinho fala sobre possível retorno: 'Está próximo'

    ver detalhes
  • Sub-17 do Timão estreia na Copa do Brasil nesta terça-feira

    Atual campeão, Sub-17 do Corinthians encara Londrina na estreia da Copa do Brasil

    ver detalhes
  • Apesar de oscilação do Timão, nenhuma equipe tem tirado diferença para primeira colocação

    A 13 jogos do fim do Brasileirão, vantagem do Corinthians na liderança segue de dez pontos

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes