Dependência sem fim, Em 2010 o Corinthians foi muito dependente do Fenômeno...

Dependência sem fim, Em 2010 o Corinthians foi muito dependente do Fenômeno...

139 visualizações 0 comentários Comunicar erro

Na vitória na estreia contra a Portuguesa o Fenômeno ficou em campo até a metade do segundo tempo. Bom para iniciar o ano. Mas já divulgaram que ele não jogará contra o Bragantino nesta quarta-feira. Aí é brincadeira, né? De que adiantou entrar em campo, então? Só mania de aparecer no Pacaembu? Ou imposição para atrair renda? Estranho…

Mas a verdade é que no domingo todo mundo só falava da escolha do Tite para ser o novo capitão do Timão. A braçadeira ficará com Ronaldo. Escolha bem feita? Se fosse pela responsabilidade e poder de definição, sim, é lógico! Mas não acho bacana. O camisa 9 vai atuar em poucas partidas, como vem fazendo em suas últimas temporadas. Não poderia assumir essa responsabilidade.

Vale lembrar também que o jogo da pré-Libertadores contra o Tolima da Colômbia é no próximo dia 26. O Timão está sem elenco. E se o Ronaldo não estiver 100% a água pode ir para o brejo. Por isso insisto em dizer, essa dependência é extremamente negativa no futuro. A diretoria tem que trabalhar e arrumar um substituto à altura. Urgente!

Dependência sem fim, Em 2010 o Corinthians foi muito dependente do Fenômeno...

Enviado por: Bruno Silva

Veja Mais:

  • Felipe Ezabella durante a eleição no Parque São Jorge

    Preferência da opinião pública e manutenção do DNA da chapa: Ezabella comemora primeira eleição

    ver detalhes
  • Mauro da Silva (auxiliar), Duílio Monteiro Alves (diretor-adjunto de futebol) e Alessandro (gerente) durante um dos treinos no CT

    Diretoria assume dificuldade por um 9: 'Futebol na América do Sul pagando salários de Europa'

    ver detalhes
  • Veja gols e lances de Matheus Matias, novo reforço do Corinthians

    VÍDEO: Veja gols e lances de Matheus Matias, novo reforço do Corinthians

    ver detalhes
  • Duilio Monteiro Alves, diretor-adjunto de futebol do Corinthians

    Diretor do Corinthians sobre renovação de Balbuena: 'Não podemos dar um passo maior do que a perna'

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes