Paulo Henrique Ganso já negocia transferência para o Corinthians, diz portal

Paulo Henrique Ganso já negocia transferência para o Corinthians, diz portal

O meia santista, Paulo Henrique Ganso, pode mesmo ser transferido para o rival Corinthians. As negociações estão em andamento há três semanas, segundo o portal IG. O site revela que o presidente do Santos, Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro, confirmou que o braço esportivo do Grupo Sonda, a DIS, ofereceu o craque ao Timão.

"O presidente do Corinthians me contou isso, mas as pessoas esquecem que o Ganso tem contrato até 2015 e assumiu esse compromisso, acreditamos na palavra e na boa fé do atleta", disse o presidente do Peixe ao IG.

A multa rescisória para clubes brasileiros está avaliada em R$ 66 milhões. Para clubes europeus o valor é de 50 milhões de euros (R$ 115 milhões). Conforme o IG, a intenção da DIS e do Corinthians é arcar com a multa.

Ainda de acordo com o portal, a negociação é feita há três semanas. O presidente do Timão, Andrés Sanches, se reuniu com o Hypermarcas (grupo de investidores) para tentar convencê-los a comprar Ganso e repassar o jogador ao clube.

Ganso receberia no Timão quase quatro vezes mais do que recebe no Santos. O salário no Corinthians seria de cerca de R$ 500 mil. Na Vila, o camisa 10 do Peixe e da Seleção recebe aproximadamente R$ 130 mil.

Fonte: ig do brasil

Enviado por: rodrigo

Veja Mais:

  • Depois de quase deixar o Timão no início do ano, Rodriguinho não pensa em sair

    Rodriguinho 'esquece' Europa e evita pensar em Seleção: 'Outros estão na minha frente'

    ver detalhes
  • Reunião da comissão técnica deve vetar férias antecipadas no Corinthians

    Reunião da comissão técnica deve vetar férias antecipadas no Corinthians

    ver detalhes
  • Nesta quarta-feira, o Timãozinho perdeu o Dérbi por 1 a 0

    Corinthians é superado na Arena e decide título da Copa do Brasil Sub-17 fora de casa

    ver detalhes
  • Os dois únicos tricampeões pelo Corinthians

    VÍDEO: Os dois únicos tricampeões pelo Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes