Timão aprendendo com o passado

Timão aprendendo com o passado

Por Meu Timão

988 visualizações 0 comentários Comunicar erro

O Corinthians ainda não assinou o contrato com a Odebrecht para a construção de seu estádio. A notícia, porém, não deve ser encarada como uma lástima, tampouco como uma ameaça à construção do Fielzão. Foi a diretoria alvinegra quem decidiu adiar a assinatura até que todas as licenças estejam nas mãos e as obras possam começar.
Algo que o Timão aprendeu com a arena do Palmeiras. O contrato com a WTorre, aprovado em julho de 2008, previa a entrega do estádio alviverde em dezembro de 2010. No embalo do negócio, o Verdão assinou o contrato antes mesmo de as burocráticas licenças serem aprovadas.

Quem mais perdeu com a assinatura precoce do contrato foi o próprio Palmeiras, que ficou sem estádio e amarrado à WTorre durante todo esse tempo - a nova data de entrega da arena é abril de 2013.

Já o Corinthians tem um pré-contrato firmado com a Odebrecht e espera confirmar o vínculo em no máximo 15 dias. Resta a aprovação de poucas licenças, mantidas em sigilo. Tão logo elas tenham sido obtidas, Andrés Sanchez fará a assinatura, com direito à festa e muita pompa.

Fonte: Diário de São Paulo

Veja Mais:

  • Diego Tardelli está há três temporadas no Shandong Luneng

    Corinthians recebe aceno positivo de 'concorrido' Tardelli por retorno ao Brasil

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians lotou Arena para finalíssima da Copa do Brasil

    Salvo padrão Fifa, Arena Corinthians tem seu maior ganho líquido de renda na final da Copa do Brasil

    ver detalhes
  • Pedrinho comemora gol da classificação corinthiana à decisão da Copa do Brasil, diante do Flamengo

    Corinthians deve receber oferta de europeu por Pedrinho, diz agente

    ver detalhes
  • Cássio falou com o jornalistas na tarde desta sexta-feira no CT do clube

    Cássio critica agente de Pedrinho após postagem: 'As coisas se resolvem aqui, não falando fora'

    ver detalhes

Imagine se é o Timão que faz um contrato igual ao do guarani da capital. Será que falariam pouco?

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes