Serginho revela desejo de jogar pelo Corinthians na Superliga de vôlei

Serginho revela desejo de jogar pelo Corinthians na Superliga de vôlei

O líbero Serginho, que neste domingo conquistou pelo Sesi o título da Superliga, revelou um desejo: vestir a camisa do Corinthians, seu clube do coração. Mas o jogador reconhece ser difícil a aparição no vôlei de novas equipes de futebol, como o Sada Cruzeiro, atual vice-campeão do torneio. Para Serginho, os esportes possuem características diferentes, o que dificulta esta aparição.
"Sinceramente, meu sonho é jogar pelo Corinthians, vestir a camisa do Corinthians, mas a gente sabe que torcida de futebol é muito diferente de torcida de voleibol", disse Serginho, corintiano assumido e que vai aos estádios de futebol com frequência assistir aos jogos, em entrevista exclusiva ao UOL Esporte.
O Sada Cruzeiro foi o primeiro time de futebol a chegar à final da Superliga Masculina de vôlei. Empurrado pelo seu torcedor, com um gás da torcida vinda dos estádios, a equipe só não conseguiu fazer frente ao Sesi na final. Mesmo com um Mineirinho lotado, o Cruzeiro perdeu por 3 a 1.

A participação da torcida cruzeirense na Superliga teve uma grande polêmica. Na primeira partida da semifinal da Superliga, contra o Vôlei Futuro, os torcedores se manifestaram de forma homofóbica com o meio de rede, Michael, que posteriormente assumiu ser homossexual.

Serginho revela desejo de jogar pelo Corinthians na Superliga de vôlei

Enviado por: Matheus Rodrigues

Veja Mais:

  • Corinthians foi bicampeão mundial em 2012, diante do Chelsea, no Japão

    Grêmio cai, e Corinthians segue sendo último sul-americano campeão do Mundial da Fifa

    ver detalhes
  • Yago volta ao Corinthians na primeira semana de janeiro

    Após empréstimo, zagueiro é reintegrado ao Corinthians; Del'Amore no radar

    ver detalhes
  • Scarpa tem reunião marcada com empresários neste sábado

    Alvo do Corinthians, Scarpa agenda reunião com representantes para decidir futuro

    ver detalhes
  • Promoção da empresa Apito Promocional na camisa durante o Brasileirão 2012

    Corinthians mantém cobrança milionária contra ex-patrocinador; calote chega a cinco anos

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes