Vereador é contra isenção fiscal em Itaquera, mas Clube do Morumbi já recebeu

Vereador é contra isenção fiscal em Itaquera, mas Clube do Morumbi já recebeu

O projeto enviado a camara de vereadors de São paulo que propõe isenção fiscal para o estádio do Corinthians em Itaquera, tem como grande opositor o vereador Marco Aurelio Cunha (ex-dirigente são-paulino).

Ele afirma que esse projeto não pode passar "porque isenção fiscal você dá para uma região, para qualquer obra pública.O estádio é particular. Vai beneficiar um clube" diz o vereador.

Então podemos lembrar um fato para o vereador. Em setembro de 2008 o clube do vereador Marco Aurelio Cunha assinou contrato de lei de Incetivo Fiscal para investimentos em seu Centro de Treinamento em Cotia, Grande São Paulo.

Com este valor, o clube construiu uma arquibancada para 1.500 lugares em Cotia, um moderno centro de recuperação de atletas e um alojamento para 148 jogadores.

O fato deixa sempre uma dúvida: porque sempre quando algo é destinado a uma região mais carente e para o Corinthians aparecem tantos opositores e barreiras e para clubes e regiões elitizadas essas "isenções" são permitidas e sem polêmicas?

Vereador é contra isenção fiscal em Itaquera, mas Clube do Morumbi já recebeu

Fonte: Globo.com

Enviado por: Rodney Gontijo

Veja Mais:

  • Corinthians é líder do Brasileirão de forma isolada

    Palmeiras perde em casa, Santos tropeça fora, e Corinthians segue líder isolado do Brasileirão

    ver detalhes
  • Vagner Mancini teria ofendido jornalista da Rádio Bandeirantes

    Vaza suposto áudio de Mancini festejando vitória com ofensa a jornalista: 'Babaca corinthiano'

    ver detalhes
  • Vitória comemorou triunfo sobre o Corinthians nas redes sociais

    Vitória cita jargão corinthiano para comemorar triunfo na Arena

    ver detalhes
  • Titular contra o Vitória, Gabriel se posicionou sobre a derrota em rede social

    'Mais forte do que nunca': jogadores do Corinthians comentam derrota nas redes sociais

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes