Corinthians passa por muralha do Internacional e se isola mais no topo

Corinthians passa por muralha do Internacional e se isola mais no topo

A muralha vermelha formada pelo Internacional à frente de Muriel resistiu até quando pôde, mas não foi desta vez que alguém conseguiu parar o líder do Campeonato Brasileiro. Em seu jogo mais difícil na competição, o Corinthians venceu com o sofrimento que a Fiel tanto gosta. Herói contra o Atlético-GO, Willian voltou a marcar e garantiu a suada vitória por 1 a 0 sobre o Colorado, nesta quinta-feira, no Pacaembu, fazendo o Timão disparar na primeira colocação.

O Alvinegro nunca esteve em uma condição tão cômoda na ponta da tabela. Com 25 pontos, ele abre seis para o Flamengo, segundo colocado, agora com os mesmos nove jogos. Além disso, atinge a sexta vitória consecutiva no torneio, igualando marca obtida em 2005, ano em que levantou a taça sob o comando do objeto de desejo Carlitos Tevez. Na próxima quarta, enfrenta o Botafogo, às 19h30m, em São Januário.

O momento é também de Willian, ovacionado pela torcida ao ser substituído. Em meio às estrelas contratadas pela diretoria, o atacante decide o segundo jogo seguido e chega ao quinto gol no torneio, assumindo a artilharia da equipe, deixando Liedson com quatro. Ele está apenas um abaixo do cruzeirense Montillo.

O Inter segurou bravamente o Corinthians, mas acumula sua segunda derrota em série. O clube de Porto Alegre permanece com 15 pontos, em sexto lugar, mas tendo feito um jogo a mais. No domingo, recebe o São Paulo, às 18h30m, no Beira-Rio.

Inter trava o ataque corintiano

O Internacional encontrou um antídoto contra a grande arma do Corinthians nas primeiras rodadas do Campeonato Brasileiro. Tite, como de costume, adiantou todas as suas peças para o campo de ataque desde o início para encurralar o adversário. Até aos 16, por exemplo, o Alvinegro chegou a ter 70% de posse de bola. Mas, desta vez, a pressão não surtiu tanto efeito assim.

Falcão formou duas linhas de quatro defensores e atrapalhou todo o setor de criação. Velho conhecido dos gaúchos, Alex foi quem mais sofreu com isso. Em seu primeiro jogo como titular no Pacaembu e substituindo Danilo, o meio-campista teve pouco espaço sendo acompanhado de perto por Guiñazu e Bolatti. A postura colorada fez Jorge Henrique e Liedson desaparecerem. Willian foi o mais lúcido atacante paulista.

A dificuldade era tanta que o Corinthians poucas chances criou, diferentemente das outras atuações em São Paulo. Sem espaço, a alternativa foi recorrer aos chutes de fora da área. No melhor deles, aos 26, Willian assustou Muriel com um tiro à direita.

Mesmo jogando atrás, o Inter foi mais perigoso, sobretudo com D’Alessandro e Oscar abertos pelos lados, nas costas dos laterais. Os gaúchos estiveram muito próximos de marcar, aos 29. Leandro Damião recebeu passe do armador argentino na área, driblou Julio Cesar, mas errou o toque para Zé Roberto. Fábio Santos salvou.

Willian 'explode' o Pacaembu

Os problemas para furar o ferrolho colorado fizeram o Corinthians dar mais liberdade a Alex no segundo tempo. O meia passou a se movimentar pelos lados para abrir espaço e permitir a chegada dos volantes. Logo aos dois minutos, o armador cobrou falta venenosa por cobertura, mas Muriel conseguiu dar um passo para trás e espalmar pela linha de fundo.

O Internacional também cresceu e chegou a pressionar. Se a defesa permaneceu igual, o ataque começou a trabalhar melhor. Zé Roberto e Leandro Damião seguraram por mais tempo a bola na frente, dando chance para os meias se aproximarem com perigo. Oscar, aos 12, quase abriu o placar com chute rente à trave de Julio Cesar.

Quando o Internacional vivia seu melhor momento na partida, Tite sacou Liedson, com dores no joelho esquerdo, para dar mais velocidade ao time com o atacante Emerson. A maior mobilidade do Sheik ajudou. Aos 27, em contra-ataque puxado por ele, Willian não conseguiu finalizar quase na pequena área e perdeu grande oportunidade.

Mas, pouco depois, o baixinho não perderia. A rapidez que o Timão ganhou no ataque foi determinante para o gol sair, aos 31. Fábio Santos cruzou, Emerson fez o corta-luz, Paulinho rolou e Willian encheu o pé direito para explodir a torcida. Vitória com cara de Corinthians.

Fonte: Globo esporte

Enviado por: Luis bruno

Veja Mais:

  • Marciel e Jô despertam interesse de times brasileiro e alemão; Juninho, Scarpa e Tréllez podem chegar

    Mercado agitado! Veja quem pode deixar e reforçar o Corinthians no resumão do Meu Timão

    ver detalhes
  • Pablo pode voltar a jogar pelo Corinthians em 2018

    Resultado de enquete: torcida se posiciona sobre 'retorno' de Pablo ao Corinthians

    ver detalhes
  • Renato Bittar, empresário de Balbuena, com o zagueiro na porta do CT

    Empresário de Balbuena fala em três ofertas da Europa, mas faz ponderação sobre o zagueiro

    ver detalhes
  • Marcelo Hermes deve ser emprestado pelo Benfica em 2018; Corinthians de olho

    Protegido por R$ 175 milhões, lateral do Benfica é oferecido ao Corinthians para 2018

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes