Por internacionalização, Corinthians pode ter jogador da seleção chinesa

Por internacionalização, Corinthians pode ter jogador da seleção chinesa

Por Meu Timão

5.5 mil visualizações 0 comentários Comunicar erro

Corinthians acha que jogador da China pode ser bom pro Marketing

Corinthians acha que jogador da China pode ser bom pro Marketing

O Corinthians, que sonhou nesta temporada com estrelas como o holandês Clarence Seedorf, o argentino Carlitos Tevez e até os santistas Paulo Henrique Ganso e Neymar, volta sua mira neste momento para um jogador da seleção chinesa, somente a 75ª colocada do ranking mundial.

A ideia partiu do departamento de marketing, que pretende usar a força de sua fornecedora de material esportivo no país asiático (o mais populoso do mundo) para tornar o clube conhecido por lá, ainda que a contratação possa não ser um reforço necessariamente com a bola nos pés.

O idioma também não seria problema porque o atleta chinês, segundo a reportagem apurou, sabe falar português. Além disso, ele seria escalado pela comissão técnica apenas em situações confortáveis da equipe, como nos minutos finais de vitórias elásticas ou quando os pontos não fizerem diferença - com o Corinthians já classificado no Campeonato Paulista, por exemplo.

"Estou trazendo um moleque da seleção chinesa. É ruim de bola, o desgraça... (risos). Mas não faz mal", disse Luis Paulo Rosenberg, diretor de marketing do Corinthians, durante palestra na capital paulista, na segunda-feira. "Nossa, a chinesada vai saber que tem um chinês jogando no Brasil, vai pagar os tubos para passar o jogo na TV local e vai comprar camiseta do Corinthians com o nome do cara. Ling, Shing, Ling... Tenho que apelar, já que não ganhei a Libertadores".

Não é a primeira vez que o marketing corintiano aposta em solução incomum para passar as fronteiras do Brasil. Em março deste ano, em duelo contra o Americana, pelo Campeonato Paulista, o clube preparou camisa especial de jogo, com uma bandeira do Japão e o nome dos atletas em japonês, como forma de homenagem às vítimas de um terremoto no país asiático.

Atualmente, a marca Corinthians valeria algo em torno de R$ 750 milhões, conforme pesquisa da consultoria Crowe Horwath RCS publicada no recém-divulgado relatório de sustentabilidade do clube. O valor é hoje o maior do futebol brasileiro e deixa para trás São Paulo e Flamengo.

Apesar do alto potencial de compra, o mercado asiático começou a ser respeitado pelo futebol nacional há pouco tempo. Um jogo do Campeonato Brasileiro por sábado ocorre às 21 horas, o que em tese afasta o público dos estádios, mas atende demanda de emissoras da Ásia.

"Quando a China nos conhecer, vou vender mais camisa lá do que aqui. Vocês vão ver essa institucionalização da República do Corinthians. Isso vai ser uma loucura", prevê Rosenberg.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Mais:

  • Corinthians segue invicto na atual edição da Copinha - e classificado às quartas de final

    Corinthians faz pinturas até de falta, goleia Visão Celeste e pega Grêmio nas quartas da Copinha

    ver detalhes
  • BMG e Crefisa: adversárias no mercado e agora também no futebol

    Provável novo patrocinador do Corinthians convoca Fiel para desafio contra Crefisa nas redes sociais

    ver detalhes
  • Fabrício Oya comanda o Timão em ótima campanha até o momento na Copinha

    Federação confirma data e horário de quartas da Copinha entre Corinthians e Grêmio

    ver detalhes
  • Mauro Boselli, ex-León do México, é o principal reforço do Corinthians para 2019

    Mauro Boselli será apresentado à torcida do Corinthians domingo na Arena

    ver detalhes

Você aprova a contratação de um jogador da China no Corinthians?

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes