Tite precisa deixar a coerência de lado.

Tite precisa deixar a coerência de lado.

A última derrota do Corinthians, para o Avaí, na Ressacada, permitiu que os adversários se aproximassem do líder do Brasileirão, e em que pese os desfalques significativos do artilheiro Liédson e do capitão Chicão, o time deu vexame no Sul, e sofre agora uma pressão inimaginável á apenas dez dias atrás. O Timão vai enfrentar, no Pacaembu, o lanterníssimo América-MG, time que venceu apenas um dos treze jogos que disputou, e que já tomou vinte e seis gols, média de dois por jogo, e tem a obrigação de ganhar, sob os olhares da Fiel, que deve enfrentar um frio de 10 graus, lotar o estádio, e exigir a reação.

Um aspecto que precisa ser abordado é a pressão colocada sobre o jovem goleiro Renan, que entrou numa fria, e é vítima, e não causador, da fase corintiana. Parte da torcida, que jamais aceitou Julio César, agora vira as suas baterias contra o goleiro, que não tem comprometido em campo, mesmo porque o Corinthians não enfrentou nenhuma equipe que jogasse abertamente, mas apenas em contra-ataques, e nos gols sofridos, a performance de Renan não foi fator decisivo. Nenhum frango, nenhuma lambança. Apenas nos olhos dos formadores de opinião que gostam de manipular as massas, para o "bem" do Corinthians. Deixem o garoto jogar o seu futebol em paz!

Apesar do presidente Andrés Sanches defender o trabalho da Comissão Técnica em um programa esportivo na televisão, a verdade é que os torcedores já questionam a capacidade do técnico Tite para conquistar o penta-campeonato para o Corinthians; a falta de alternativas táticas, e a previsibilidade do time em campo não deixam muita margem de defesa ao técnico. Contra o Cruzeiro, por exemplo, o time enfrentou uma equipe matreira, que fez o Corinthians cair facilmente na sua armadilha, precisamente pela incapacidade de surpreender do técnico corintiano. Ele defende de unhas e dentes a permanência de Danilo como titular, mas não percebe que desfalques no ataque e na defesa afetam e modificam a produção do meio de campo, daí a necessidade de basear a equipe no talento de Alex, e que isso é uma necessidade urgente. Nada melhor para isso que um jogo-treino, como o da próxima rodada. Afinal, o time é líder, e com um jogo a menos, não teria oponente melhor para reafirmar o seu domínio no Brasileirão. Vai, Corinthians!

Fonte: lancectivo

Enviado por: Dirceu Felipe de Barros

Veja Mais:

  • Clayton disputou 14 jogos, marcando dois gols

    Corinthians e Atlético-MG finalizam últimos detalhes para devolução de Clayton

    ver detalhes
  • Romero, Jô, Rodriguinho e Fagner, personagens do PES 2018

    Presença do Corinthians na demo de PES 2018 é anunciada pela Konami; veja novo trailer do game

    ver detalhes
  • Clayton está liberado para voltar ao Atlético-MG

    Bom negócio? Torcedores de Corinthians e Atlético-MG repercutem devolução de Clayton

    ver detalhes
  • Carille definiu os jogadores que iniciam o duelo contra a Chapecoense

    Carille saca Clayson, mantém Jadson fora e escala Corinthians para enfrentar Chapecoense

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes