Timão cai de rendimento com Alex e Danilo, e Tite busca 'alternativa tática'

Timão cai de rendimento com Alex e Danilo, e Tite busca 'alternativa tática'

Por Meu Timão

Danilo, Alex e Liedson no treino: time teve queda com os meias

Danilo, Alex e Liedson no treino: time teve queda com os meias

Foto: Mauro Horita / Agência Estado

A derrota por 2 a 0 para o Figueirense, no Pacaembu, deve trazer mudanças táticas no Corinthians já para o clássico contra o Palmeiras, no próximo domingo, às 16h, em Presidente Prudente, pelo Campeonato Brasileiro. O esquema com Danilo e Alex na armação não funcionou, derrubando o rendimento da equipe nas últimas rodadas. Tite não deve acabar com a formação, mas fala em procurar alternativas para tentar acabar com os problemas de rendimento.

O treinador, aliás, não concorda que o Timão tenha passado por uma mudança de estratégia. O esquema segue, como ele gosta de exaltar, o 4-2-3-1. O nível das exibições, porém, despencaram. Com os dois armadores em campo e a saída de Willian, a equipe perdeu velocidade, capacidade de sufocar e virou uma presa mais fácil para a marcação rival.

- Mudar, talvez não. Vamos criar uma forma alternativa. Mas vejo também que é preciso adquirir o ritmo normal para alguns atletas. O Liedson, por exemplo, fez um jogo inteiro e mal teve tempo de recuperação (operou o joelho esquerdo no mês passado). Quero a retomada do plantel todo e criar essa alternativa tática – afirmou o técnico.

Os números mostram o declínio. Desde que Alex e Danilo passaram a atuar juntos, o aproveitamento é de apenas 26,6% dos pontos, com uma vitória (Atlético-MG), três empates (Atlético-PR, Santos e Ceará) e uma derrota (Figueirense) – eles também jogaram juntos na vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-GO, na oitava rodada, período em que Alex ainda era reserva e substituiu Jorge Henrique.

A maior capacidade de criação não compensou a perda de mobilidade. No esquema anterior, Willian e Jorge Henrique eram os motores pelos lados. Agora, Danilo e Alex, alternando quem fica aberto pela direita, não conseguem impor a mesma velocidade. Contra o Galo, Emerson foi colocado no segundo tempo e virou o jogo. Entretanto, frente ao Figueira, a alteração não teve o mesmo efeito de antes.

A formação com apenas um armador foi responsável pelo melhor momento do Corinthians no Brasileirão, quando disparou na liderança. Na ocasião, o Timão obteve nove vitórias, um empate e duas derrotas, com 77,7% de aproveitamento.

Toda a gordura acumulada nos primeiros jogos acabou. O Alvinegro continua na liderança, com 37 jogos, pela ajuda dos rivais. Flamengo (35), São Paulo (34) e Vasco (34), que poderiam se aproximar ainda mais na disputa, somente empataram no fim de semana e deixaram o Timão ainda isolado na ponta.

- Vamos ter mais tempo de recuperação. É importante contar com essa retomada de todo o plantel – finalizou Tite.

Fonte: Globo Esporte

Veja Mais:

  • Juninho é um dos destaques do Bahia

    Corinthians altera moeda de troca e faz contraproposta por lateral do Bahia

    ver detalhes
  • Gramado da Arena foi retirado e o estádio está sendo montado para o Monster Jam

    Gramado 'irreconhecível' da Arena Corinthians chama atenção em foto que circula nas redes sociais

    ver detalhes
  • Tréllez foi autor do gol da Vitória sobre o Corinthians na Arena no BR-17

    Corinthians nem nenhum outro clube fez proposta por Tréllez, alega novo presidente do Vitória

    ver detalhes
  • Estádio do Pacaembu receberá jogos do Corinthians em janeiro de 2018

    São Caetano altera estádio, e Corinthians atuará os quatro primeiros jogos no Pacaembu

    ver detalhes

O que o Tite pode fazer?

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes