Árbitro revolta corintianos no vestiário do Couto Pereira

Árbitro revolta corintianos no vestiário do Couto Pereira

O técnico Tite e os jogadores corintianos não perdoaram a atuação do árbitro Wilton Pereira Sampaio (DF). Na visão dos alvinegros, dois homens do Coritiba teriam de ser expulsos, isso sem falar na marcação de um pênalti sobre Willian.

Para o treinador corintiano, o lateral-esquerdo Lucas Mendes e o volante Leandro Donizete deveriam ter expulsos, após falta em Sheik quando o mesmo avançada ao gol e pelo chute na cabeça do zagueiro Chicão, respectivamente.

- O lance do Emerson é claro: a bola não sai para o lado. Não tá em direção ao gol. Se está para frente, o meu jogador tem autônima, ele e o goleiro. Está claro. É expulsão. Donizete era para ir para fora. O Chicão está rasgado – afirmou Tite, lembrando do rosto do seu jogador.

No penúltimo lance de perigo, Willian avançou dentro da área e foi impedido de prosseguir na jogada por dois adversários, com a mão no peito de um adversário e um empurrão de um outro.

- O que querem que eu fale? Todo mundo viu...- lamentou o atacante corintiano.

Árbitro revolta corintianos no vestiário do Couto Pereira

Fonte: Lance

Enviado por: Matheus Rodrigues

Veja Mais:

  • Resultados do domingo pressionam Corinthians para duelo desta segunda-feira

    Rivais vencem na rodada e diminuem vantagem do Corinthians na liderança; veja classificação

    ver detalhes
  • O Timão não conseguiu passar pelo Sorocaba na tarde deste domingo

    Gol ilegal e confusão da torcida: Corinthians/UNIP fica com o vice da Liga Paulista de Futsal

    ver detalhes
  • Corinthians/Guarulhos disputou a segunda rodada da Superliga de Vôlei neste domingo

    De virada, Corinthians/Guarulhos vence Minas e conquista primeira vitória na Superliga

    ver detalhes
  • Léo Príncipe, Maycon e Fagner estão na lista de jogadores divulgada pelo Corinthians

    Sem Pablo e Pedrinho, Corinthians relaciona 22 jogadores contra o Botafogo

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes