Clássicos diretos não terão atenção especial da comissão, garante Tite

Clássicos diretos não terão atenção especial da comissão, garante Tite

Para aliviar o clima de pressão após a sequência de apenas duas vitórias nos últimos seis jogos, o Corinthians prefere tratar os clássicos com Santos e São Paulo, os próximos compromissos do time no Brasileirão, como normais. Na avaliação do técnico Tite, o equilíbrio entre todas as equipes é tão grande que não é justo agir com foco diferente.

- Nada de especial. Vamos estudá-los e fazer tudo o que temos de fazer como em qualquer outro jogo. Penso por etapas, jogo a jogo. Considero a partida contra o Fluminense um clássico também, por exemplo. A preparação é a mesma, envolve a rivalidade, mas nossos objetivos não serão mudados por causa disso - ponderou Tite.

No primeiro turno, o Timão empatou com o Peixe em 0 a 0 e bateu o São Paulo por 5 a 0, quebrando a invencibilidade do rival, então líder. O clube ainda não divulgou em seu site oficial a programação da semana. Treinamento, no entanto, somente na terça-feira. Como o duelo com a equipe de Muricy Ramalho está marcado só para o próximo domingo, o elenco ganhou folga nesta segunda.

Clássicos diretos não terão atenção especial da comissão, garante Tite

Fonte: Globo Esporte

Enviado por: Gustavo Gomes Pacheco

Veja Mais:

  • Após derrota na estreia, Corinthians tenta se recuperar no Paulistão diante do São Caetano

    Como assistir na televisão ao jogo deste domingo entre Corinthians e São Caetano

    ver detalhes
  • Abel Braga confirmou saída de Henrique Dourado

    Treinador do Fluminense comunica saída de Henrique Dourado; Corinthians segue de olho

    ver detalhes
  • Emerson Sheik fez publicação emocionante no Instagram

    Emerson Sheik publica vídeo no CT do Corinthians com legenda emocionante; confira

    ver detalhes
  • Juninho Capixaba será a única novidade do Corinthians diante do São Caetano

    Em último treino, Carille confirma equipe com uma mudança para enfrentar o São Caetano

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes