Após empate, otimismo reina no Corinthians

Após empate, otimismo reina no Corinthians

Por Meu Timão

Adriano treinando ao lado de Ralf

Adriano treinando ao lado de Ralf

O Corinthians comemorou muito o ponto somado diante do São Paulo, na última quarta-feira, no Morumbi. Após 9 jogos, finalmente a sua defesa não sofreu gols - segurou o 0 a 0. Mas a realidade mostra algo bem diferente do sentimento de alegria que reina no clube desde o final do clássico. São três jogos sem vitórias, a liderança se foi e o bradado equilíbrio de Tite há tempos não se vê.

No jogo diante do São Paulo, viu-se um Corinthians extremamente defensivo, sem esconder o esforço para somar um ponto. Cumpriu bem o papel, mas quase não ameaçou Rogério Ceni.

Diante do Avaí, ainda no primeiro turno, por exemplo, foram 27 chances claras de gols criadas. Se expôs, levou três gols e saiu derrotado por 3 a 2, em Florianópolis.

Diante do Bahia, neste domingo, no Pacaembu, os jogadores acreditam que voltarão a dar alegrias aos torcedores. Todos confiam não apenas na vitória, mas no resgate do futebol seguro atrás e preciso e objetivo na frente.

Tudo para não obrigarem Tite a falar que queria ver o time jogando como no primeiro tempo de uma partida ou da mesma forma do segundo de outra.

"Sem dúvida nenhuma, hoje (quinta) teria gente no portão, pressionando e cobrando mais se tivéssemos perdido. Foi um empate aguerrido, mostrando a vontade desse grupo de sair dessa situação e voltar às vitórias. Foi o primeiro passo pensando em voltar à liderança", afirmou o zagueiro Paulo André, bem diante do São Paulo e novo xodó de Tite, ainda mais com a contusão muscular de Leandro Castán.

"A defesa é a espinha dorsal, no momento que começa a arrumar a casa lá atrás, as coisas começam a acontecer na frente. Segurando bem, o Emerson, o Willian, o Liedson vão conseguir nos dar vitórias", enfatizou Paulo André.  

Fonte: O Diário

Veja Mais:

  • Gustavo Scarpa está negociando com o Corinthians para 2018

    Arquirrival perde força, e Corinthians volta ao páreo pela contratação de Scarpa

    ver detalhes
  • Flávio Adauto não é mais diretor de futebol do Corinthians

    Em nota oficial, Corinthians anuncia saída de Adauto e Piovesan

    ver detalhes
  • Andrade permanece à frente do Corinthians apenas até fevereiro de 2018

    Corinthians estima superávit em 2018; clube pretende arrecadar R$ 50 milhões em vendas

    ver detalhes
  • Alessandro falou sobre o planejamento do Corinthians para 2018

    Alessandro explica busca de reforços e comenta volta de dois emprestados: 'Díficil'

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes