Chicão diz que não deve mais jogar em 2011

Chicão diz que não deve mais jogar em 2011

Por Meu Timão

4.8 mil visualizações 0 comentários Comunicar erro

Chicão continua treinando mas não deve jogar mais em 2011

Chicão continua treinando mas não deve jogar mais em 2011

O zagueiro Chicão disse que não deve mais atuar pelo Corinthians em 2011. Afastado do time titular pelo técnico Tite antes do clássico contra o São Paulo, no fim de setembro, o ex-capitão do Timão disse em entrevista ao jornal Lance! que o treinador "dificilmente" dará uma nova oportunidade ao jogador até o fim do Brasileirão.

- Pelo o que conheço do Tite, dificilmente. Em algumas situações que fiquei fora por cartão ele me colocou de volta. Ele leva muito os critérios dele, de dar oportunidade. Hoje, ele dá ao Paulo [André], Wallace e Castán. Mas vou trabalhar e esperar a oportunidade. Acho difícil voltar, hoje o Wallace é a primeira opção do banco. Então, dificilmente vou jogar.

O jogador disse respeitar a escolha de Tite e se conformou em aguardar a próxima temporada para tentar voltar ao time titular do Corinthians. Mesmo assim, Chicão diz que vai continuar trabalhando para deixar de ser a "quarta opção" do treinador.

- É um critério [de Tite]. Só se acontecer alguma lesão, o que torço para que não aconteça. São onze jogos, vou trabalhar. Não sei se voltarei esse ano ainda. Na cabeça dele, virei a quarta opção para a defesa.

Apesar da falta de oportunidades e do clima gerado no clube após o pedido de dispensa feito por Chicão antes do jogo contra o Tricolor, o jogador diz que permanece no Corinthians para a temporada de 2012.

- Tenho contrato de mais dois anos. Me vejo, sim. Começa outro ano, do zero. Na Série B, muitos não queriam vir e eu viria até para a Série C.

Chicão também garantiu ter boa convivência com o grupo de jogadores do Timão. O zagueiro negou os boatos de que davam conta de que haveria problemas na relação com Jorge Henrique e Leandro Castán.

- Falaram que briguei com Jorge Henrique, mas não provam. Acham que não falo com o Castán, mas quando saí do hotel [após o pedido de dispensa] ele foi o único a me perguntar porque eu estava indo embora. Nosso é grupo é muito bom.

O zagueiro disse estar passando por um momento difícil no Corinthians, com as poucas oportunidades, mas valorizou a permanência no clube. Chicão reconheceu ainda ficar chateado com as partidas para as quais não vem sendo relacionado.

- Está sendo difícil. Mas estou tranquilo, já passei por situações piores. Em 2004, depois que saí da Portuguesa Santista, fiquei oito meses desempregado. Estou empregado, só depende de mim fazer meu trabalho para quando a oportunidade aparecer. Fico chateado vendo o pessoal viajando e eu nem relacionado.

Fonte: Fatima News

Veja Mais:

  • Corinthians segue invicto na atual edição da Copinha - e classificado às quartas de final

    Corinthians faz pinturas até de falta, goleia Visão Celeste e pega Grêmio nas quartas da Copinha

    ver detalhes
  • BMG e Crefisa: adversárias no mercado e agora também no futebol

    Provável novo patrocinador do Corinthians convoca Fiel para desafio contra Crefisa nas redes sociais

    ver detalhes
  • Fabrício Oya comanda o Timão em ótima campanha até o momento na Copinha

    Federação confirma data e horário de quartas da Copinha entre Corinthians e Grêmio

    ver detalhes
  • Mauro Boselli, ex-León do México, é o principal reforço do Corinthians para 2019

    Mauro Boselli será apresentado à torcida do Corinthians domingo na Arena

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes