Com pneumonia, Chicão permanece internado no hospital e sem previsão de alta

Com pneumonia, Chicão permanece internado no hospital e sem previsão de alta

Por Meu Timão

344 visualizações 0 comentários Comunicar erro

Chicão permanece hospitalizado e sem previsão de alta

Chicão permanece hospitalizado e sem previsão de alta

Foto: Ag. Estado

O zagueiro Chicão permanece internado no Hospital São Luiz, na Zona Sul da cidade de São Paulo, para investigação clínica de pneumonia. Segundo boletim médico divulgado no fim da manhã desta sexta-feira, o jogador passou bem a noite e ainda não tem previsão de alta. O jogador do Corinthians, que perdeu vaga na equipe titular do técnico Tite nas últimas rodas, foi internado na última quarta-feira e segue hospitalizado para realização do acompanhamento de seu quadro.

Confira o boletim

O atleta Anderson Sebastião Cardoso (Chicão), do Sport Club Corinthians Paulista, internado no início da tarde de ontem (27/10) no Hospital São Luiz – Morumbi para investigação clínica de pneumonia, passou a noite bem e permanece hospitalizado para realização do acompanhamento de seu quadro pulmonar. Ainda não há previsão de alta.

Dr. Sebastião Cesar Vasconcellos

Diretor Médico do Hospital São Luiz – Unidade Morumbi

Fonte: Globo Esporte

Veja Mais:

  • Técnico da equipe colombiana não poupou elogios ao Corinthians

    Técnico do Millonarios se impressiona com Corinthians: 'Um dos favoritos ao título'

    ver detalhes
  • Paulo Roberto deve ser titular diante do Internacional

    Reapresentação do Corinthians indica um único titular contra Internacional; Sheik é ausência

    ver detalhes
  • Rodriguinho jogou amistoso pelo Brasil em junho de 2017, contra Austrália

    Rodriguinho, do Corinthians, compõe lista de suplentes da Seleção para Copa do Mundo

    ver detalhes
  • Estacionamento da Arena possui capacidade para comportar 1,3 mil veículos

    Corinthians supera imbróglio e anuncia nova gestora do estacionamento da Arena

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes