Sem conseguir dobrar vitórias, Tite busca ao menos não ser derrotado

Sem conseguir dobrar vitórias, Tite busca ao menos não ser derrotado

Por Meu Timão

As contas foram refeitas pela comissão técnica corintiana. Tite não vê mais necessidade de somar 71 pontos para ser campeão. 'Traz isso para menos de 70, está muito embolado', diz o treinador. Ainda assim, para facilitar o cálculo e a vida da equipe nas cinco rodadas restantes do Campeonato Brasileiro, a ideia é engatar uma sequência de vitórias, o que não ocorre há 23 partidas, ou ao menos não ser derrotado.

A última série de triunfos foi da quarta à 10ª rodada, quando enfileirou resultados positivos sobre Fluminense, São Paulo, Bahia, Vasco, Atlético-GO, Internacional e Botafogo. Da derrota para o Cruzeiro, no compromisso seguinte, até o revés de domingo passado para o América-MG, o Corinthians não tem conseguido nem sequer dobrar vitórias. Necessariamente quando sai vencedor, empata ou perde uma rodada depois.

Se essa condição persistir, na melhor das hipóteses (sem tropeço e com o máximo possível de triunfos intercalados) a soma nas últimas cinco rodadas será de 11 pontos conquistados (vence Atlético-PR, empata com Ceará, vence Atlético-MG, empata com Figueirense e vence Palmeiras). A sequência seria suficiente para levar a equipe a 69 ao final da competição nacional. Para o comandante corintiano, portanto, exatamente a pontuação necessária para assegurar o título.

A conta de três vitórias e dois empates fica ainda mais justa se levado em conta que o Corinthians terá exatamente três jogos dentro de casa e dois como visitante. O problema é que, na rodada derradeira do Brasileiro, embora o palco da partida seja o Pacaembu, o adversário é o Palmeiras. Nas últimas semanas, os próprios jogadores e o comandante têm reconhecido que o ideal é não deixar a decisão para este confronto, uma vez que clássico sempre se torna mais complicado.

Só que, antes de pensar no arquirrival, os comandados de Tite precisam encarar outros quatro adversários, a começar pelo Atlético-PR, neste domingo, no Pacaembu. 'O time tem que estar concentrado, sabendo que vai errar em algum momento, mas mantendo o nível de concentração o tempo todo', pontuou o treinador, que já definiu sua formação com Julio Cesar; Welder, Paulo André, Leandro Castán e Fábio Santos; Paulinho, Ralf e Danilo; Willian, Emerson e Liedson.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Mais:

  • Gustavo Scarpa está negociando com o Corinthians para 2018

    Arquirrival perde força, e Corinthians volta ao páreo pela contratação de Scarpa

    ver detalhes
  • Flávio Adauto não é mais diretor de futebol do Corinthians

    Em nota oficial, Corinthians anuncia saída de Adauto e Piovesan

    ver detalhes
  • Andrade permanece à frente do Corinthians apenas até fevereiro de 2018

    Corinthians estima superávit em 2018; clube pretende arrecadar R$ 50 milhões em vendas

    ver detalhes
  • Alessandro falou sobre o planejamento do Corinthians para 2018

    Alessandro explica busca de reforços e comenta volta de dois emprestados: 'Díficil'

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes