Dores musculares tiram Jorge Henrique e Chicão de combate

Dores musculares tiram Jorge Henrique e Chicão de combate

Por Meu Timão

332 visualizações 0 comentários Comunicar erro

Ao contrário do que se esperava, Jorge Henrique não estará disponível para o técnico Tite no jogo deste domingo, contra o Atlético-PR, no Pacaembu. O atacante, que treinou normalmente com bola na sexta-feira, voltou a sentir dores musculares na coxa direita e foi vetado pelo departamento médico corintiano.

O camisa 23 parecia ter se recuperado da lesão muscular, problema que já o havia tirado de combate na rodada passada, diante do Avaí. No treinamento deste sábado, no entanto, voltou a acusar dores no local e foi tirado do duelo.

Outro que está fora é Chicão. O zagueiro foi poupado do treino de sexta-feira em virtude de dores também na coxa direita e não estará no banco. Quem fica como opção na reserva é Wallace. Além de ambos, outros dois jogadores desfalcam a equipe alvinegra: o lateral direito Alessandro, suspenso pelo terceiro cartão amarelo, e o meia Alex, com edema muscular na coxa esquerda.

Com 58 pontos conquistados, o Corinthians encerrou a rodada passada na liderança do Campeonato Brasileiro. O duelo com o Atlético será às 17 horas (de Brasília) deste domingo.

Fonte: Gazeta Esportiva

Veja Mais:

  • Romero marcou o único gol da partida de ida; Timão tem vantagem mínima por vaga nas semifinais

    Corinthians tenta afastar crise e se classificar às semifinais da Copa do Brasil; saiba tudo

    ver detalhes
  • João Celeri assinou contrato com o Corinthians

    Após desistir de Juninho, Corinthians contrata atacante do Botafogo para Sub-20

    ver detalhes
  • Pedrinho (à frente) será titular nesta quarta-feira; Jonathas, opção no banco

    Loss define escalação do Corinthians para decisão contra Chapecoense, mas pode ter baixa

    ver detalhes
  • Ricardo Fischer foi o cestinha da partida com 29 pontos anotados

    Corinthians se impõe no Parque São Jorge e vence a primeira no Paulista de basquete

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes