Tite vê reconhecimento por mudanças no time e admite maior repercussão em título no 'eixo'

Tite vê reconhecimento por mudanças no time e admite maior repercussão em título no 'eixo'

Por Meu Timão

365 visualizações 0 comentários Comunicar erro

Perguntado sobre o porquê de não conceder entrevistas após a vitória sobre o Ceará na semana passada, Tite disse que sabia que não precisava falar para ter o trabalho reconhecido após a vitória. O filme se repetiu quatro dias depois, quando novo substituto marcou o gol da vitória sobre o Atlético-MG e o treinador voltou a reconhecer que imprensa e torcida concederam os devidos méritos ao trabalho do comandante.

'Tive sim a felicidade de poder utilizar o que eles podem fazer. O lado técnico é o mais importante do atleta. Quando um técnico tem tempo de trabalho com atletas é possível compreender o lado humano deles e como eles reagem com as cobranças', disse Tite em entrevista à Rádio Estadão ESPN nesta terça-feira.

De manhã, durante entrevista coletiva no Centro de Treinamento Joaquim Grava, o treinador afirmou que 'quem faz o julgamento sobre o trabalho do treinador é o público'. Nesse sentido, Tite acrescentou que o torcedor tem todo o direito de vaiar e reclamar de suas substituições, mas que a leitura do jogo tem de ser feita com base nos critérios do técnico.

'A compreensão é tática. Mas temos de saber lidar com a emoção do torcedor, de quem quer vencer. Se ele reclama da entrada do Adriano é pela vontade dele de querer virar o jogo, a emoção, o fato de estar perdendo. Mas aí se o cara não souber ler o time com dois volantes, dois meias e dois atacantes...'.

Por fim, o gaúcho campeão como técnico por Grêmio e Internacional falou sobre a importância de um título em São Paulo. Tite lembrou o fato de este ser seu primeiro trabalho completo num clube - segundo o treinador, pegou situações de emergência no São Caetano, no Palmeiras e na primeira passagem no Parque São Jorge. Agora, porém, pode coroar a carreira com uma taça nacional por um clube paulista.

'O eixo Rio-São Paulo é muito forte. A divulgação do trabalho, a propagação, o reconhecimento ecoa muito forte. Com um título, a qualidade do trabalho fica comprovada. Vão olhar para trás e ver o que o Tite fez e começar a reconhecer o trabalho de São Caetano, Palmeiras. Um título é inquestionável', finalizou.

Fonte: ESPN

Veja Mais:

  • Clayson, Luan, Sornoza, Marciel e Matheus Matias: confira o vaivém no Corinthians neste fim de 2018

    Corinthians no mercado da bola: saiba quem chega, quem sai e quem negocia com o Timão para 2019

    ver detalhes
  • Boa parte da grana deixada pelo torcedor na Arena Corinthians não vai para o Fundo

    Despesas levam R$ 15,5 mi da bilheteria do Corinthians em 2018; veja levantamento do Meu Timão

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians deposita altas doses de esperança no retorno de Carille

    Torcida do Corinthians coloca retorno do Carille no topo dos assuntos mais comentados do Brasil

    ver detalhes
  • Uendel, um dos alvos do Corinthians, tem 30 anos; 11 a mais que o atual titular Carlos Augusto

    Corinthians aumenta 'filtro de idade' em buscas indicadas por Carille no mercado da bola

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes