Sheik deve ser denunciado por crime de contrabando e lavagem de dinheiro

Sheik deve ser denunciado por crime de contrabando e lavagem de dinheiro

Por Meu Timão

646 visualizações 0 comentários Comunicar erro

Emerson Sheik convive com problemas na Justiça nesta reta final de Brasileirão

Emerson Sheik convive com problemas na Justiça nesta reta final de Brasileirão

Foto: Miguel Schincariol

O atacante do Corinthians Emerson Sheik deve ser denunciado por crime de contrabando e lavagem de dinheiro. Nesta quinta-feira, ele prestou depoimento ao procurador geral da República Antônio do Passo Cabral, no Rio de Janeiro, para explicar a compra de um carro importado usado, apreendido na Operação Black Ops, realizada pela Polícia Federal, no início de outubro.

O encontro estava marcado para às 12h, mas ele e seu advogado, Ricardo Cerqueira, chegaram às 11h40. Após cerca de uma hora e meia, o jogador deixou o prédio, às 13h10, sem dar declarações ao LANCENET!. Na noite da última quarta-feira, a diretoria do Timão não sabia da situação e não confirmava sua presença no treino desta quinta, marcado para às 16h30 no CT Joaquim Grava.

O atacante voltou para São Paulo depois de ouvir do procurador geral da República que as provas contra ele são muito ruins e devem incriminá-lo. Sheik insistiu que comprou um BMW branco e que mandou o dinheiro para o exterior, mas que essa compra não foi feita pela loja Euro Imported Cars - Automóveis e Veículos, que é de propriedade de Haylton Scafura, filho do bicheiro José Caruzzo Scafura, o 'Piruinha'.

O jogador diz que não adquiriu o veículo nessa loja, mas sim um amigo dele da Tijuca, chamado Marcelo Caetano. Garantiu que esse carro não chegou a passar ao nome dele, e que o automóvel ficou na casa dele durante um mês, sem que ele recebesse a documentação do carro. Assim, sem que a documentação tivesse ido para o nome dele, revendeu a BMW para Diguinho, volante do Fluminense.

Então, começaram as incongruências, segundo o procurador:

1. Sheik fala que não comprou o carro através da loja do bicheiro, mas as escutas da Polícia Federal pegaram uma conversa dos bicheiros tentando regularizar a importação de um carro em nome de Márcio Passos de Albuquerque, nome real do atacante do Corinthians.

2. Sheik diz que recebeu o carro em outubro e fico com ele por um mês até passar para o Diguinho. O jogador do Flu, porém, que prestou depoimento por 1h antes dele, disse que recebeu o carro só em dezembro. Os dois juram que não sabiam que o carro era usado. E dizem que pagaram R$ 320 mil, valor de mercado, mas as notas fiscais estão em valores menores

3. O mais grave: embora Sheik diga que comprou apenas um carro e que o Chevrolet Camaro apreendido na operação não era mais dele porque já tinha o repassado em troca de um novo carro, no processo o procurador tem informações de duas BMWs que vieram para o Brasil em nome de Márcio Passos de Albuquerque. Uma foi apreendida com o Diguinho e a outra paga por Emerson, mas registrada pela empresa Rio Orla Associados, propiretária de 309 quiosques existentes nos 34 quilômetros da orla marítima do Rio de Janeiro, que pertencem a João Barreto Pereira da Costa.

O jogador não soube explicar e afirma que só comprou um carro. Embora a documentação que veio dos Estados Unidos aponte o pagamento feito por ele via Banco do Brasil.

Fonte: Lancenet

Veja Mais:

  • Carille, alvo de interesse de Al-Hilal, afirmou que a imprensa 'mente demais'

    Associação de jornalistas de São Paulo emite nota de repúdio por declarações de Carille

    ver detalhes
  • Corinthians de Maycon, Júnior DUtra & cia. está na terceira posição no Brasileirão

    Sexta rodada acaba, e Corinthians segue 'nas cabeças' do Brasileirão; veja classificação

    ver detalhes
  • Sheik deve renovar até o final da temporada

    Diretoria liga alerta para cinco atletas com contratos no fim; Sheik acerta acordo por renovação

    ver detalhes
  • Ralf trabalhou ao lado de auxiliar da preparação física do Corinthians

    Ralf vai a campo pela primeira vez após cirurgia

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes