Corintianos invadem setor do Figueirense e ignoram pedido da Polícia Militar

Corintianos invadem setor do Figueirense e ignoram pedido da Polícia Militar

Por Meu Timão

Quem caminha nas redondezas do estádio Orlnado Scarpelli pode se imaginar no Pacaembu. Muitos torcedores do Corinthians desfilam com a camisa do alvinegro paulista entre aficionados do Figueirense, os donos da casa.

Por determinação da Polícia Militar, os corintianos não podem entrar com camisa nos setores A, B, C, destinados aos donos da casa. Devem torcer à paisana. Entretanto, a determinação não foi respeitada.

Uma hora antes de a bola rolar, na partida que pode garantir ao time de Tite o título com uma rodada de antecedência, os corintianos que invadiram o local reservado à torcida do Figueira se juntaram e começaram a cantar. Alguns até conseguiram driblar a segurança e exibem camisas do Corinthians.

Torcedores do Corinthians em Florianópolis

A primeira confusão ocorreu por volta das 16h40, quando um corintiano foi contido por torcedores do Figueirense e retirado do estádio por um policial.

A PM adotou um forte esquema de segurança, com mais de 300 profissionais trabalhando no jogo. Helicópteros sobrevoam a região do estádio, com policiais portando metralhadoras.

Fonte: UOL

Veja Mais:

  • Noite vai ser de Arena Corinthians lotada para confronto decisivo

    Fiel garante quase 10 mil ingressos em um dia; Corinthians atualiza parcial contra o Grêmio

    ver detalhes
  • Corinthians venceu Grêmio por 1 a 0 no primeiro turno, em Porto Alegre

    Final de campeonato? Corinthians e Grêmio se enfrentam pela liderança do Brasileirão

    ver detalhes
  • Emprestado pelo Bordeaux, defensor tem futuro indefinido no Corinthians

    Sem definição com o Corinthians, agente de Pablo se reúne com Bordeaux por possível plano B

    ver detalhes
  • Em reedição da final de 2016, Corinthians e Sorocaba se enfrentam pelo título da LPF

    De virada, Corinthians/Unip vence Sorocaba e sai na frente na final da Liga Paulista

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes