Fora da briga pelo título, Abel reafirma apoio a cariocas e torce pelo rival Vasco

Fora da briga pelo título, Abel reafirma apoio a cariocas e torce pelo rival Vasco

Por Meu Timão

699 visualizações 0 comentários Comunicar erro

Nem mesmo a dolorosa derrota para o Vasco fez o técnico Abel Braga mudar de ideia: o técnico do
Fluminense continuará torcendo pelo Rio de Janeiro na disputa do título brasileiro. Depois de perder o clássico deste domingo nos acréscimos do segundo tempo, o Tricolor saiu da briga pelo título e apenas Vasco e Corinthians têm chances de ser serem campeões.

A gente sai orgulhoso. Estou feliz pelo futebol carioca, que pôde ver um jogo como esse. Ainda há a possibilidade de termos um campeão carioca pela terceira vez seguida. Um título no Rio seria sensacional. Se tivéssemos vencido também não adiantaria nada. Agora fica a luta de Corinthians e e Vasco, e eu vou torcer para o Vasco, afirmou o técnico.

Apesar da combinação de resultados que deve ocorrer para o Vasco ser campeão - o time deve vencer o Flamengo, e o Corinthians precisa perder do Palmeiras -, Abel acredita que a conquista é possível. Resultados absolutamente normais o Vasco ganhar e o Corinthians perder. O Corinthians vai ter o dérbi mais complicado de São Paulo, e o Palmeiras vem bem.

Fonte: ESPN

Veja Mais:

  • Pedrinho (à frente) será titular nesta quarta-feira; Jonathas, opção no banco

    Loss define escalação do Corinthians para decisão contra Chapecoense, mas pode ter baixa

    ver detalhes
  • Ricardo Fischer foi o cestinha da partida com 29 pontos anotados

    Corinthians se impõe no Parque São Jorge e vence a primeira no Paulista de basquete

    ver detalhes
  • Daniel Marcos assinou seu primeiro contrato profissional com o Corinthians

    Ex-Palmeiras, lateral-direito de 16 anos assina contrato profissional com o Corinthians

    ver detalhes
  • Fiel aproveitou o tuíte do Atlético-MG para zoar o time de Minas Gerais

    Torcedores corinthianos veem plágio e zoam Atlético-MG em rede social

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes