Andrés pede tempo para entender cargo na CBF, mas adianta: 'Darei palpite na seleção'

Andrés pede tempo para entender cargo na CBF, mas adianta: 'Darei palpite na seleção'

Por Meu Timão

Andrés Sanchéz ainda não sabe muito sobre o cargo de diretor de seleções da CBF, para o qual foi convidado e prontamente aceitou na última semana. Em entrevista ao Sportv, o ainda presidente do Corinthians afirmou que precisará de até três meses para entender a nova função.

'Ainda estou com minha cabeça 24 horas no Corinthians. Logo tem eleições, então em janeiro, fevereiro, sim, vou pensar', afirmou Andrés, que deixará a presidência alvinegra em 15 de dezembro e fará campanha para a eleição de Mario Gobbi, ex-diretor de futebol. 'Aos poucos vou conhecendo tudo, vai demorar uns 60, 90 dias', explicou.

O dirigente, porém, já tem alguma ideia sobre o que vai fazer depois de conversar com o presidente da CBF, Ricardo Teixeira. 'Vai ter uma reestruturação total, desde a seleção sub-15 até a principal. Não é coisa de comissão técnica, é estrtututa geral. Vamos trabalhar a base fundamentalmente, que é importante também para o futebol nacional', afirmou.

Questionado se poderia falar com o técnico da seleção brasileira principal, Mano Menezes, e sugerir algumas coisas, Andrés Sanchéz garantiu: 'Obviamente darei palpite na seleção'.

Fonte: ESPN

Veja Mais:

  • Cássio foi mais uma vez chamado por Tite

    Cássio é convocado por Tite e desfalca Corinthians em até três jogos no Brasileirão

    ver detalhes
  • Pablo segue com a situação indefinida para 2018

    Bordeaux endurece com agente de Pablo e avisa: para outro clube o valor é dobrado

    ver detalhes
  • Carille viu seu time tropeçar de novo no segundo turno do Campeonato Brasileiro

    Chances de título do Corinthians seguem caindo; matemáticos colocam arquirrival de vez na briga

    ver detalhes
  • Jô tem permanência incerta no Corinthians para 2018

    Portal destrincha o porquê da cautela do Corinthians para contratar atacante para 2018

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes