Construtora fala em relocação dos dutos de Itaquera até janeiro

Construtora fala em relocação dos dutos de Itaquera até janeiro

Por Meu Timão

As obras do Fielzão seguem a todo vapor

As obras do Fielzão seguem a todo vapor

Foto: Nacho Doce/Reuters

A Odebrecht, responsável pela obra do estádio do Corinthians, divulgou nesta terça-feira que está prevista para até 15 de janeiro de 2012 a relocação dos oleodutos que passam sob o terreno em Itaquera, Zona Leste de São Paulo.

Segundo uma nota emitida pela construtora, um lote de 92 tubos de aço de 12 metros cada um e 22 polegadas de diâmetro foi arrematado por R$ 653,2 mil pela SACS, subcontratada pelo clube e empresa para realizar o serviço. Nesta terça foram garantidos 1.104 m de tubulação.

Os outros dutos que correm paralelamente aos de 22 polegadas já foram negociados com a Pretrobras. Todo esse material chegará ao canteiro em, no máximo, 15 dias.

Segundo Luis Paulo Rosenberg, diretor de marketing do Timão e um dos principais nomes à frente dos trabalhos do estádio, todo o trabalho com os dutos terá o custo de aproximadamente R$ 10 milhões.

Iniciada em maio, a edificação da casa corintiana está prevista para terminar entre o fim de 2013 e o início de 2014, quando será sede da abertura da Copa.

Fonte: Lancenet

Veja Mais:

  • Depois de quase deixar o Timão no início do ano, Rodriguinho não pensa em sair

    Rodriguinho 'esquece' Europa e evita pensar em Seleção: 'Outros estão na minha frente'

    ver detalhes
  • Reunião da comissão técnica deve vetar férias antecipadas no Corinthians

    Reunião da comissão técnica deve vetar férias antecipadas no Corinthians

    ver detalhes
  • Nesta quarta-feira, o Timãozinho perdeu o Dérbi por 1 a 0

    Corinthians é superado na Arena e decide título da Copa do Brasil Sub-17 fora de casa

    ver detalhes
  • Os dois únicos tricampeões pelo Corinthians

    VÍDEO: Os dois únicos tricampeões pelo Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes