'Nome ideal para o estádio seria Lula', diz Andrés Sanchez

'Nome ideal para o estádio seria Lula', diz Andrés Sanchez

Andrés Sanchez deixa oficialmente a presidência do Corinthians no dia 15, mas até as eleições marcadas para fevereiro ele terá uma missão: encontrar um parceiro para pagar algo em torno R$ 400 milhões pelo direito de batizar o estádio do clube em Itaquera que abrirá a Copa de 2014. Enquanto negocia, ele brinca e vê que se não vendesse o nome do estádio o nome ideal para o 'Fielzão' seria o do ex-presidente Lula, um dos viabilizadores da parceria entre clube e Odebrecht.

'Pela grande pessoa que ele é, por tudo que ele fez pelo país, por tudo que fez pelo corintiano e pelo torcedor número 1 que ele é', disse Andrés, durante uma maratona de entrevistas num dos seus últimos compromissos como presidente do Corinthians antes de assumir o cargo de diretor de seleções da CBF.

Sanchez e o diretor de marketing, Luís Paulo Rosenberg, tentam negociar o nome do estádio com uma empresa que também pague para estampar sua marca no uniforme do time. O contrato com a Hypermarcas, que rende R$ 50 milhões por ano ao Corinthians, se encerra em março e Andrés quer que o próximo acordo chegue a R$ 60 milhões anuais.

As informações são do IG

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Dupla Jô-Rodriguinho já não se mostra mais tão efetiva quanto em outros tempos

    Corinthians leva dois gols de bola área, perde do Botafogo e fica pressionado no Brasileirão

    ver detalhes
  • Clayson falou com a imprensa brevemente: 'Não foi nada demais'

    Atacante do Corinthians é conduzido por policiais a prestar esclarecimentos no Rio

    ver detalhes
  • Corinthians de Carille perdeu do Botafogo na noite dessa quarta-feira

    Torcida 'perdoa' cinco jogadores e dá pior nota a Carille após derrota do Corinthians no Rio

    ver detalhes
  • Acorda, presidente!

    [Walter Falceta] Acorda, presidente!

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes