Crise financeira do Guarani afasta acordo com Eduardo Ramos, do Corinthians

Crise financeira do Guarani afasta acordo com Eduardo Ramos, do Corinthians

Kaká longe do Brinco

Kaká longe do Brinco

Apesar das especulações, o meia Eduardo Ramos deve ser a próxima tentativa frustrada do Guarani em contratar um reforço. O jogador foi um dos destaques do Náutico na campanha do acesso no Campeonato Brasileiro da Série B. Apesar disso, o Timbu praticamente descartou a renovação de seu contrato por conta do alto salário pedido: R$ 120 mil mensais.


Conhecido como Kaká do Cerrado, o meio-campista tem contrato com o Corinthians até dezembro de 2012. Apesar disso, ele não faz parte dos planos de Tite e será colocado à disposição do mercado novamente. A prioridade é do Náutico, mas o alto salário e a exigência de compra do Timão inviabilizaram o negócio.

'O jogador, neste momento, deixou de interessar ao Náutico. O Corinthians não tem o interrese em emprestá-lo, apenas em vendê-lo e o valor pedido está fora da realidade do clube. Então, nos retiramos da negociação. O que não quer dizer que ele, futuramente, não poderá voltar a interessar', afirmou o gerente de futebol alvirrubro, Carlos Kila.

Com o Náutico fora da briga, chegou-se a especular que o Guarani poderia negociar a vinda de Eduardo Ramos. No entanto, os salários e o interesse do Timão em vender o meia afastam essa hipótese.

Não bastasse isso, ainda há o Vitória na briga. A imprensa baiana noticiou que o pai do jogador, Antônio Martins, recebeu um contato do diretor executivo do Leão, Newton Drummond. Segundo o cartola, caso o Corinthians não empreste o atleta, o clube baiano estaria amparado por um investidor que pagaria a multa rescisória de R$ 1,2 milhão.

Falta de dinheiro atrapalha
Nesta quinta-feira, o Portal FI já havia anunciado outros dois jogadores que se recusaram a se transferir ao Guarani. O diretor de futebol Cláudio Corrente recebeu uma lista de jogadores que não serão utilizados pelo Corinthians e ligou para diretores do clube paulista pedindo a liberação.

Os jogadores sugeridos foram o zagueiro Diego Sacoman, o volante Moradei e o atacante Otacílio Neto, mas nenhum jogador quer vestir a camisa do Guarani, pois ?sabem que correm o risco de não receberem salários?. Corrente ainda garantiu aos dirigentes corintianos que o estádio Brinco de Ouro está vendido e que haverá dinheiro, mas ninguém acredita.

Além da dificuldade em contratar, dos 28 jogadores que encerraram a Série B apenas quarto têm presença confirmada para 2012: o goleiro reserva Léo, o lateral-direito Bruno Peres e os zagueiros Éwerton Páscoa e Neto. O outro goleiro reserva, Juliano, que também estaria nos planos, deve ir para o CRB-AL.

Outros jogadores que fazem parte dos planos do técnico Vadão já deixaram claro que só continuarão caso o clube pague os cinco meses de salários atrasados. São os casos do goleiro Emerson e dos atacantes Fabinho e Denilson, que também possuem propostas de outros clubes.

Fonte: Futebol Interior

Veja Mais:

  • Corinthians foi hexacampeão brasileiro em 2015

    CBF define valores de premiação do Brasileirão-2017; Corinthians leva bolada se for campeão

    ver detalhes
  • Fernandinho tem contrato com o Grêmio até dezembro

    Meia-atacante do Grêmio despista sobre possível interesse do Corinthians para 2018

    ver detalhes
  • Gabriel durante jogo contra o Grêmio na Arena Corinthians

    Gabriel rebate críticas contra returno do Corinthians e vê hepta 'encaminhado'

    ver detalhes
  • Pablo deve retornar ao time na próxima segunda-feira

    Pablo tem boa evolução e pode voltar ao Corinthians contra o Botafogo

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes