Reforço do Timão, Gilsinho diz: 'Estou pronto para suportar a pressão'

Reforço do Timão, Gilsinho diz: 'Estou pronto para suportar a pressão'

Contratado pelo Corinthians depois de enviar um DVD aos dirigentes alvinegros, com seus lances nos quatro anos que defendeu o Jubilo Iwata-JAP, o atacante Gilsinho não quer ser somente a opção de Tite no banco de reservas. Se espelha no concorrente direto Willian - os dois disputarão vaga no lado direito do ataque - para repetir a façanha do novo colega de terminar uma temporada como protagonista depois de chegar com a desconfiança da torcida e dos críticos.

'Quando chega um jogador que não é conhecido, a torcida, é claro, que fica com o pé atrás. É normal. Estou ciente dessa responsabilidade e vou procurar ganhar a confiança do treinador com muito trabalho para ganhar uma vaga no time titular. Se você lembrar, o Willian iniciou 2011 desconhecido e terminou como um protagonista', disse o atacante, de 27 anos, revelado pelo Marília e com passagem pelo Paulista, de Jundiaí.

Baixinho, com 1,69m, Gilsinho garante estar preparado para suportar a 'grande pressão de jogar pelo Corinthians com naturalidade.'

O interesse do clube no jogador surgiu pela necessidade de ter um atleta no elenco com as mesmas características que o atacante Willian. Com rápida recomposição do ataque para a defesa, Gilsinho chamou a atenção pela sua velocidade e poder de finalização.

'Quero dar muitas alegrias ao torcedor. O torcedor e, principalmente, o Tite podem esperar comprometimento', disse o jogador, pouco conhecido no Brasil . Confira um bate-papo de uma das contratações do Corinthians para 2012.

MARCA BRASIL: Para o torcedor que não te conhece, como você gosta e atuar?

Gilsinho: Gosto de jogar com bastante movimentação. Uso muito as laterais do campo, e gosto de partir com a bola dominada para dentro dos zagueiros para concluir bem ao gol. É assim que eu fiquei marcado no futebol japonês.

MB: Está com certo ‘frio na barriga’ para jogar pelo Corinthians?

G: Com certeza dá um certo friozinho. É normal. Mas estou ciente da responsabilidade que é vestir a camisa do Corinthians e estou preparado. Sei da minha competência . Já adquiri uma experiência fora do Brasil. Sei da minha competência e vou dar o meu máximo para que eu possa corresponder.

MB: Pela grande diferença do futebol japonês para o brasileiro, acredita que terá dificuldade de adaptação no seu começo?

G: O começo no Japão foi muito difícil para mim, não no futebol, mas na adaptação. O futebol lá é mais corrido, com bastante movimentação. Não tive tanto problemas por lá. A cultura que era diferente, mas, depois de um tempo, o pessoal começou a gostar de mim e isso ajudou muito. Agora, acredito que não terei tanto problema. Quem vai para o Japão sofre mais do que quem volta. Lá tem muita pressão, marcação e quando você pega a bola já têm dois ou três te marcando. No meu começo, posso sentir um pouco de diferença nos treinos, mas não vai ser tão anormal e em uma semana já consigo pegar o ambiente.

MB: Como tirar a ansiedade pela sua apresentação no Corinthians e o que tem feito nas férias para chegar ao clube bem?

G: Você pensa a todo momento. Não tem como não. Mas tenho que focar esse pensamento na minha preparação nas férias. Estou me cuidando para voltar bem fisicamente e já entrar voando em campo. Quero fazer o meu melhor para ganhar a confiança rapidamente.

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Semana passada, chapa de Andrés Sanchez havia prometido duas mulheres na diretoria

    Conselheira é vetada da chapa de Andrés Sanchez no Corinthians e alega machismo: 'Fiquei sem chão'

    ver detalhes
  • Presidente vai definir na tarde desta quinta-feira a saída ou não de Flávio Adauto

    Reunião definirá situações de diretores dissidentes; contratações podem ser impactadas

    ver detalhes
  • Dentinho publicou fotos de 'poker alvinegro' nesta quarta-feira

    Dentinho publica fotos de 'poker alvinegro' com ex-goleiro do Corinthians e mesa personalizada

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez vai concorrer à presidência do Corinthians pela segunda vez

    Andrés Sanchez pode perder foro privilegiado se cumprir promessa de campanha no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes