Na mira do Corinthians, Montillo segue insatisfeito com a diretoria do Cruzeiro

Na mira do Corinthians, Montillo segue insatisfeito com a diretoria do Cruzeiro

Na última segunda-feira, o meia Montillo teve uma reunião secreta com o presidente Gilvan de Pinho Tavares, onde o jogador argentino voltou a mostrar a sua insatisfação com o comportamento do dirigente. O jogador voltou a cobrar uma valorização do Cruzeiro para poder seguir no clube e ainda criticou o presidente por não o liberar para o Corinthians.

O empresário do meia, Sérgio Irigoitia e alguns membros da cúpula do Cruzeiro estiveram presentes nesta reunião. A pauta da reunião foi a negociação do meia com o Corinthians. O Cruzeiro segue batendo o pé e diz que só libera o meia por 15 milhões de euros, fato que deixa Montillo irritado.

Na sexta-feira passada, o Corinthians fez uma nova proposta ao Cruzeiro para ter Montillo. Na proposta o Corinthians pagaria 8,5 milhões de euros e ainda cederia os jogadores Marcelo Oliveira, Luiz Ramírez e Bill ao clube mineiro.

Montillo está cansado desta novela sobre seu futuro e cobrou uma posição do Cruzeiro. O meia quer ir para o Corinthians para garantir a sua independência financeira e também jogar a Libertadores.

Na mira do Corinthians, Montillo segue insatisfeito com a diretoria do Cruzeiro

Fonte: FutNet

Enviado por: Pedro Henrique Jacovos

Veja Mais:

  • Com bandeirões e muita festa, Fiel incentivou Timão no último treino aberto

    Corinthians abre à torcida último treino antes do jogo da taça

    ver detalhes
  • Kazim tatua taça do Brasileirão com provocação a rivais do Corinthians

    Kazim tatua taça do Brasileirão com provocação a rivais do Corinthians

    ver detalhes
  • Jô e Jadson voltaram a treinar no campo nesta quinta-feira

    Treino do Corinthians tem retornos, academia lotada e possível trote de despedida

    ver detalhes
  • Corinthians relembrou os dois títulos conquistados em 2017

    Nas redes sociais, Corinthians relembra dois títulos no ano e provoca antis

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes