Bola área é o ponto fraco dos pequeninos do Timão

Bola área é o ponto fraco dos pequeninos do Timão

1.0 mil visualizações 0 comentários Comunicar erro

Os laterais corintianos chegam até a linha de fundo dos adversários, cruzam para a área e veem seus atacantes perderem disputas aéreas com os zagueiros rivais. Com os meias, o episódio é igual, assim como ocorreu no empate por 1 a 1, domingo, contra o Bragantino, no Pacaembu.

Se Tite precisar do recurso de bolas altas - muito utilizado em partidas da Libertadores pela forte marcação dos rivais - tem que recorrer ao seu banco de reservas, mais precisamente a Elton, uma vez que Adriano ainda não tem condições de atuar. Isso porque os atacantes que mais tem usado são ‘baixinhos’ (veja infográfico ao lado). Não à toa, o Timão não tem no seu cartel, um número significativo de gols de cabeça.

'Vou observar a orientação de cruzamentos. Mas a gente utiliza muito a velocidade nas jogadas e o chute de média distância', argumentou Tite, ciente que a deficiência nas bolas aéreas precisa ser corrigida para a disputa da Libertadores.

'Na Libertadores, temos que ter o recurso da bola áerea bem apurada, porque a marcação por baixo é muito forte', destacou o goleiro Júlio César.

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Lateral chegou à sede da Seleção Brasileira nesta segunda-feira

    Festa, cantoria e helicóptero: as horas que antecederam a apresentação de Fagner à Seleção

    ver detalhes
  • Domínio da Corinthians TV foi registrado por palmeirense

    Torcedor do Palmeiras registra domínio de site ligado ao Corinthians e tenta vender por R$ 98 mil

    ver detalhes
  • Henrique pode ser poupado diante do Internacional no Beira-Rio

    Corinthians define cronograma de retornos e poupados para jogos contra Millonarios e Internacional

    ver detalhes
  • Sub-20 faz clássico contra o São Paulo em final da Copa do Brasil

    Libertadores, Brasileirão e decisão no Sub-20: a agenda do Corinthians na semana

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes