'Milagre' traz a paz para o capitão Chicão

'Milagre' traz a paz para o capitão Chicão

Ele poderia ter sido dispensado do Corinthians, mas Tite soube contornar os problemas com Chicão. Que, por seu lado, também ficou quieto, trabalhou e esperou uma nova chance. De volta ao time no começo da temporada com a lesão de Paulo André, o camisa 3 recupera aos poucos a confiança do treinador e do torcedor. No desembarque da delegação corintiana após o empate no México, ele era um dos mais aguardados. Afinal, foi o herói da partida ao salvar um gol em cima da linha, milagrosamente.

'Foi um lance de puro instinto, de não deixar a bola entrar a qualquer custo. Claro que buscávamos os três pontos, mas sabíamos que o empate seria muito importante para nós dentro da chave, por isso vibrei tanto, como se fosse um gol', afirmou o zagueiro do Timão, que ainda recebeu elogios de Júlio César.

'Fiquei arrepiado no lance, porque a torcida já estava gritando gol. Quando a bola passou por mim, eu também achei que era gol. É um lance que demonstra o que é Corinthians, todos se ajudam', ressaltou.

Festejado pelos poucos torcedores que estavam no Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, Chicão precisou posar para muitas fotos. Reflexo dos dias de paz que ele vivencia novamente com as boas atuações. Com fé, simbolizada no terço que carrega no pescoço, Chicão espera a mesma vontade de toda a equipe para vencer o Cruz Azul, quarta-feira, no Pacaembu.

'O empate lá é um bom resultado desde que a gente vença em casa. Vamos respeitar a equipe deles, mas precisamos vencer aqui no Brasil', destacou Chicão, que lembrou um fato importante.

'Só dependemos de nós para sermos líderes'.

Uma das provas de que a paz começa a reinar novamente para Chicão dentro do clube é que o zagueiro ostentou novamente a braçadeira de capitão. Dentro de um rodízio promovido por Tite, o camisa 3 ganhou a honra em homenagem aos 200 jogos completados pelo Timão diante do Nacional-PAR.

'Eu me senti muito bem voltando a ter essa função, sei a responsabilidade que é. Independentemente de ser o capitão ou não, tento mostrar ao treinador e aos companheiros que podem confiar em mim dentro de campo para exercer essa liderança', exaltou Chicão, que deve ser poupado contra o Comercial, domingo.
 

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Tite está entre os principais treinadores do ano para a FIFA

    Ídolo no Corinthians, Tite é indicado ao prêmio de melhor técnico do mundo pela Fifa

    ver detalhes
  • Crescimento do Fiel Torcedor se reflete nas arquibancadas

    Corinthians ultrapassa rival e assume primeira colocação em ranking de sócios

    ver detalhes
  • Pablo deixou as negociações com o empresário Fernando César; segue tudo travado

    Desconfiança por proposta e pessimismo com renovação de Pablo tomam conta do Corinthians

    ver detalhes
  • Imagem ironizou os que esqueceram da participação alvinegra na Sul-Americana

    Corinthians desenha confrontos da Sul-Americana e volta a ironizar reclamações do calendário

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes