Ainda abalado, Júlio César diz que vai dar a volta por cima

Ainda abalado, Júlio César diz que vai dar a volta por cima

Abatido. Essa foi a primeira impressão ao ouvir a voz de Júlio César em uma rápida conversa, por telefone, com o MARCA BRASIL. E logo na sua primeira resposta sobre como está se sentindo pela sequência de falhas contra a Ponte Preta, veio a constatação. 'É... estou indo.' Abalado, o número 1 não escondeu estar vivendo um dos momentos mais complicados de sua carreira no Timão.

'Ainda não estou conseguindo sair de casa. Tem sido difícil', respondeu, depois de certa resistência.

'A família neste momento tem sido muito importante e tem me ajudado bastante. Meu irmão está aqui em casa também para me dar uma força', emendou.

Ele sabe, porém, que se não reagir imediatamente pode, além de descer ainda mais ao fundo do poço, perder a vaga de titular no duelo contra o Emelec-EQU, quarta-feira que vem, pelo primeiro jogo das oitavas de final da Libertadores.

Seu primeiro movimento em busca da volta pela confiança foi decidir encarar o ‘pelotão’ de jornalistas, em uma entrevista coletiva pré-agendada para depois do treino desta quarta-feira. Tal fato dá mostras de que ele entendeu o recado dado por Tite nesta terça:

'O problema foi o erro da reação. Errar no jogo faz parte da vida. Eu, como técnico, posso pensar uma coisa e errar. Mas a reação ali é fundamental', disse o comandante alvinegro, em entrevista no CT Joaquim Grava. De uma forma geral, deixou ainda mais um alerta. 'O jogador tem que assumir seus erros', cutucou.

Júlio, à reportagem, parece que ouviu os conselhos do treinador: vai dar a cara a tapa.

'Conversei com a Renata (Daros, assessora de imprensa do Corinthians) e falei que vou dar entrevista coletiva. Aí, vou falar sobre tudo de uma vez', destacou.

A reabilitação do camisa 1 não passa também só pela sua manifestação. Ao lado de Júlio, o grupo corintiano o tem apoiado.

'Fiquei feliz com o que o grupo me falou. Vou conseguir dar a volta por cima.'

Longe dos holofotes da imprensa, por opção, nesta terça o goleiro recebeu um abraço efusivo do preparador de goleiros Mauri Lima, antes de iniciar uma atividade específica para aperfeiçoar fundamentos. Espionando a atividade dos outros companheiros no campo, ele se demonstrava visualmente desconfortável com a situação. Ainda mais depois de quando ouviu de Tite que não está garantido como titular.

'Nós estamos iniciando o trabalho. Só vou falar disso (escalação de Júlio César) a partir da preparação para o jogo', adiantou o treinador, que, porém, passou confiança ao seu comandado mesmo no dia de folga, na segunda-feira. Tite, assim como outros colegas, ligou para o jogador para lhe transmitir confiança. Assim, espera-se que a página tenha sido virada por Júlio César, a começar por sua entrevista nesta quarta-feira.


Reportagem de André Pires e Felipe Piccoli

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Renê Júnior, Zé Rafael e Juninho Capixaba: Corinthians de olho em trio do Bahia

    Novo presidente do Bahia é eleito, e Corinthians deve definir ao menos três negociações

    ver detalhes
  • Ronaldo não tem interesse em trabalhar com futebol no Brasil

    Ronaldo admite apoio a Andrés, mas nega vontade de assumir cargo no Corinthians

    ver detalhes
  • Meia pode ser envolvido em troca por jogadores do atual plantel alvinegro

    Segundo jornalista, Corinthians lidera briga com rivais paulistas por meia do Fluminense

    ver detalhes
  • 7 jogadores emprestados que podem voltar ao Corinthians em 2018

    VÍDEO: 7 jogadores emprestados que podem voltar ao Corinthians em 2018

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes