Odebrecht quer empréstimo 'para ontem' para terminar Arena Corinthians

Odebrecht quer empréstimo 'para ontem' para terminar Arena Corinthians

Depois de a Odebrecht bancar sozinha cerca de R$ 400 milhões da obra da Arena Corinthians, o diretor-presidente da empresa, Marcelo Odebrecht, disse que espera "para ontem" o empréstimo do Banco do Brasil para concluir o empreendimento.

Segundo ele, cerca de 60% da obra já está pronta, mas o financiamento do BB ainda não saiu. "Espero que [o empréstimo] seja para ontem", disse Odebrecht na noite desta quinta-feira (10). Ele não detalhou, contudo, qual é o impasse envolvendo o banco e a arena que está sendo construída na Zona Leste de São Paulo e terá capacidade para 68 mil torcedores durante a Copa, que pode ser reduzida por meio de arquibancadas móveis para 48 mil depois do torneio.

"Realmente precisa fechar a equação financeira", afirmou o empresário, dizendo que, além do financiamento, é preciso equacionar o certificado do incentivo ao desenvolvimento, referente a incentivos fiscais.

O diretor-presidente da Odebrecht se reuniu nesta quinta com a presidente Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto para apresentar os projetos e investimentos da empresa. "No fundo ela procurou escutar nossa opinião para ajudar a destravar o país", afirmou, emendando que a empresa já tem investimentos comprometidos da ordem de R$ 17 bilhões para 2013.

Questionado se há uma área específica que a Odebrecht pretende investir neste ano, o presidente da empresa disse que tem interesse em infraestrutura, saneamento, portos e aeroportos --áreas em que o governo federal tem ampliado os investimentos, sempre em parceria com a iniciativa privada.

FISCALIZAÇÃO

Depois do encontro com Dilma, o empresário segurava uma lista de tópicos escritos numa folha de papel. Entre eles, a palavra "fiscalização" estava sublinhada. Questionado por que, Odebrecht afirmou que tratou do tema com a presidente.

"Eu apenas enfatizei a necessidade cada vez maior de o governo assumir o papel dele de fiscalizador juntos às empresas que prometeram e muitas vezes não compram", disse. O empresário disse que "há necessidade de fiscalizar" se investimentos frutos de concessão ou parceria público privada de fato ocorrem.

RACIONAMENTO

Odebrecht admite aumento de custo da energia com o aumento da produção de usinas térmicas para compensar o baixo nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas causado pela seca. No entanto, ele pondera que custo deve ser diluído ao longo do ano.
"Pode até representar um aumento de custo. Mas acho que estão fazendo mais confusão do que devem nessa questão energética", disse o empresário.

FOTO: Equipe instala no futuro estádio do Corinthians o sétimo, e penúltimo, módulo da cobertura metálica da arquibancada leste da arena. A peça, cujo formato lembra uma enorme baleia, pesa 140 toneladas e mede 75 metros.

Fonte: Folha de São Paulo

Veja Mais:

  • Resultados do domingo pressionam Corinthians para duelo desta segunda-feira

    Rivais vencem na rodada e diminuem vantagem do Corinthians na liderança; veja classificação

    ver detalhes
  • O Timão não conseguiu passar pelo Sorocaba na tarde deste domingo

    Gol ilegal e confusão da torcida: Corinthians/UNIP fica com o vice da Liga Paulista de Futsal

    ver detalhes
  • Corinthians/Guarulhos disputou a segunda rodada da Superliga de Vôlei neste domingo

    De virada, Corinthians/Guarulhos vence Minas e conquista primeira vitória na Superliga

    ver detalhes
  • Léo Príncipe, Maycon e Fagner estão na lista de jogadores divulgada pelo Corinthians

    Sem Pablo e Pedrinho, Corinthians relaciona 22 jogadores contra o Botafogo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes