Simplicidade com Pato revela marketing corintiano sóbrio sem Rosenberg

Simplicidade com Pato revela marketing corintiano sóbrio sem Rosenberg

O marketing corintiano está mais sóbrio e já não anda com o nariz tão empinado. A mudança acontece justamente após Luis Paulo Rosenberg decidir se afastar do departamento.

O tratamento dispensado a Alexandre Pato é a cara desta mudança. O astro foi apresentado sem pompa.

Nos tempos de Rosenberg, a chegada de Adriano teve Ronaldo de mestre de cerimônia e o slogan “Do Império à República”. A homenagem virou camiseta que encalhou com o fracasso do atacante.

Com Pato e sem Rosenberg, agora apenas no papel sem sal de vice-presidente, nada de festa antes da hora no Parque São Jorge. Nada de valorizar mais a publicidade do que a bola.

A queda de R$ 300 no preço da anuidade do programa vip de sócio-torcedor também parece ser um efeito do distanciamento do dirigente.

Apesar dos vários clarões no setor mais nobre do Pacaembu, Rosenberg insistia que o melhor para o clube era manter os preços lá em cima.

Os rivais também devem sentir a diferença. Pelo menos por ora, não apareceu um provocador para substituí-lo. Tanto que ninguém no Parque São Jorge abriu a boca para falar do contrato do São Paulo com a Penalty, que teria valores mais altos do que a Nike paga ao Corinthians.

Já os desafetos políticos do cartola falam que agora o Corinthians será menos arrogante com seus parceiros comerciais. Apostam que a diretoria será suficientemente humilde para preferir um contrato real a jogar com a camisa em branco.

Pelo que já aconteceu, de fato, é possível esperar o alvinegro menos megalomaníaco. Não que a mania de grandeza do vice-presidente tenha sido algo totalmente prejudicial. Foi com seu jeito de olhar os adversários de cima pra baixo que Rosenberg tirou do coma o marketing corintiano, hoje um dos mais saudáveis do país. Apesar dos tropeços em 2012, como chamar o time de medíocre e o fracassado patrocínio com a Apito Promocional.

Fonte: Uol

Veja Mais:

  • Guilherme diz ser meia-atacante; posição como meia-central do 4-1-4-1 não agrada

    Guilherme abre o jogo, se vê prejudicado por esquema e pede sequência no Corinthians

    ver detalhes
  • Love marcou 14 gols no Brasileirão 2015, abaixo apenas de Ricardo Oliveira, artilheiro

    Na Turquia, ex-Corinthians supera Eto'o e briga pela artilharia do campeonato

    ver detalhes
  • Pablo, Maycon, Léo Jabá... Corinthianos comemoram virada nas redes sociais

    Pablo, Maycon, Léo Jabá... Corinthianos comemoram virada nas redes sociais

    ver detalhes
  • Confira os gols de Mirassol 2x3 Corinthians

    VÍDEO: Confira os gols de Mirassol 2x3 Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes