Gil tem missão de provar que vale mais de R$9 milhões

Gil tem missão de provar que vale mais de R$9 milhões

Foram muitas tentativas, além de R$ 9,5 milhões por 90% dos direitos econômicos, até o Corinthians convencer o Valenciennes, da França, a vender Gil. Mas o zagueiro, enfim, vestiu a camisa do Timão. Apresentado como novo reforço do clube, ele tem agora de provar que tanto esforço valeu a pena.

Gil já está treinando com o grupo alvinegro desde a semana passada. Contudo, ofuscado pela chegada extremamente badalada de Alexandre Pato à equipe, ele só recebeu a camisa corintiana na tarde desta quarta-feira.

A expectativa sobre o defensor é enorme, tendo em vista a confiança da comissão técnica no jogador e o alto valor pago pelo Corinthians para contratá-lo – certamente um dos maiores já gastos por um time do Brasil para trazer um zagueiro.

Esse tipo de pressão assustaria a maioria dos jogadores, mas o defensor, de 25 anos e 1,92 m, prefere manter a calma. Ele não se apressa em ser titular da equipe. Seguindo a linha de trabalho de Tite, a preferência é sempre de quem já fazia parte do elenco. Esperar é preciso.

“Temos excelentes jogadores, já pude jogar contra eles. Não falo só do Chicão e do Paulo (André), mas também de Wallace e Felipe. Todos aqui fazem um excelente trabalho. A confiança vem aos poucos, com os treinos”, comentou o zagueiro.

Sonho/ Gil quer defender o Corinthians desde que recebeu a primeira sondagem do clube, em 2011. O problema era convencer o Valenciennes.

Primeiro, os franceses não queriam vendê-lo, pois haviam acabado de contratá-lo. Depois, a negociação esbarrou no fato de os franceses considerarem a proposta baixa por um titular do time. Nunca a transferência estava nos termos adequados para o clube europeu. Gil até tentou dar uma forçada de barra, mas nada...

Ele não se queixa da demora. Acredita que valeu a pena esperar. Afinal, chegou ao clube do Parque São Jorge justamente num dos melhores períodos da história alvinegra, com taças da Libertadores e do Mundial de Clubes no Memorial.

“Foi muito difícil a negociação. O Corinthians é mundialmente conhecido, então acho que é o momento certo de chegar aqui. Agora, vamos trabalhar para as coisas acontecerem corretamente”, afirmou Gil.

Fonte: http://diariosp.com.br/

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes