Torcida corintiana protesta contra preço de ingresso do Paulistão na sede da FPF

Torcida corintiana protesta contra preço de ingresso do Paulistão na sede da FPF

Faixa marcou protesto da torcida do Timão

Faixa marcou protesto da torcida do Timão

Foto: Reprodução

O preço mínimo no valor de R$ 40 para os ingressos dos jogos do Campeonato Paulista motivou um protesto na sede da Federação Paulista na madrugada desta segunda-feira. Membros da Gaviões da Fiel, torcida organizada do Corinthians, foram ao prédio da FPF na zona oeste da capital paulista e estenderam faixas contra o que consideram um abuso da federação.

'Estão querendo elitizar o futebol que sempre foi do povo e nós não iremos aceitar. O que queremos são preços justos e que todos consigam frequentar os estádios para assistirem o seu time jogar. Será que é pedir demais?', disse a torcida em nota no seu site oficial.

A estreia do Corinthians no estadual em Jundiaí, domingo, contra o Paulista, teve entradas com o valor mínimo de R$ 50. O preço do ingresso foi definido pelo time mandante, que usou a determinação da federação para majorar o ingresso se aproveitando do maior interesse da população local em receber uma grande equipe de São Paulo no estádio Jaime Cintra.

'E ainda temos que nos sujeitar a estádios sem o mínimo de infraestrutura, banheiros precários, sem opções de alimentação e segurança para esse tipo de evento. É lamentável o tratamento que se dá a nós torcedores, pois pagamos os ingressos e gostaríamos de mais respeito', informou a torcida em seu protesto.

As informações são do iG

Fonte: Marca Brasil

Veja Mais:

  • Jadson deve ser opção a partir da próxima quarta-feira, dia 1

    Jadson confirma que se colocou à disposição para enfrentar o Palmeiras e crava jogo da reestreia

    ver detalhes
  • Fellipe Bastos, à direita, deve retornar ao time; Léo Jabá é dúvida

    Corinthians terá ao menos uma mudança na escalação para encarar Palmeiras

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade seguem aliados na política do Corinthians

    Fortalecido após veto do impeachment, Andrés Sanchez cogita voltar à presidência do Corinthians

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade assumiu presidência do Corinthians em fev/2015 e segue até fev/2018

    Conselheiros barram votação do impeachment, e Roberto de Andrade segue presidente do Timão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes