Corinthians é o clube mais rico do mundo fora da Europa

Corinthians é o clube mais rico do mundo fora da Europa

O Corinthians faturou o bicampeonato do Mundial de Clubes, no Japão, contra o Chelsea

O Corinthians faturou o bicampeonato do Mundial de Clubes, no Japão, contra o Chelsea

Foto: Sergio Barzaghi/Gazeta Press

GENEBRA – O Corinthians se transforma no clube mais rico do mundo fora da Europa. Dados divulgados hoje pela consultoria britânica Deloitte apontam que a renda do clube brasileiro em 2012 chegou a 94,1 milhões de euros, superior a todos os demais clubes fora do Velho Continente.

Os dados fazem parte do informe que anualmente a consultoria apresenta sobre as finanças do futebol mundial. Neste ano, o Real Madrid quebrou um recorde e, pela primeira vez na história, um clube obteve uma renda de mais de 500 milhões de euros. O segundo lugar é do Barcelona, seguido pelo Manchester United e pelo Bayern de Munique. Na lista dos 20 maiores clubes, sete estão na Inglaterra, contra cinco na Itália.

Considerando todos os clubes, inclusive os europeus, o Corinthians apareceria na 31a posição, superado pelo Galatasaray, da Turquia, além de clubes como o Benfica, Ajax e Sunderland. O Chelsea, que perdeu para o Corinthians na final do Mundial de Clubes, é o quinto time mais rico do planeta, com uma renda mais de três vezes superior ao do Timão em 2012.

A consultoria também destaca a evolução da economia brasileira como um dos fatores que elevou a renda do Corinthians, e não apenas seu desempenho em campo. Para os economistas, clubes brasileiros poderão estar entre os 20 mais ricos do mundo.
“O crescimento da economia no Brasil tem aumentado a renda com publicidade e transmissoes para os maiores clubes brasileiros”, indicou a pesquisa. São Paulo e Flamengo também estão entre os 50 clubes com maior arrecadação do mundo.

“Esses fatores, combinado ao fato de que há um investimento substancial tanto no Brasil quanto na Rússia para sediar as Copas de 2014 e 2018, significam que clubes desses países tem potencialmente uma plataforma forte para desafiar o domínio dos clubes das cinco grandes ligas europeias, e portanto entrando nos próximos anos na lista dos 20 maiores clubes do mundo”, aponta a Deloitte.

Fonte: Estadão

Veja Mais:

  • E o Jô? Tem ou não tem motivo para sorrir?

    Corinthians cutuca adversários e ironiza choradeira pelo calendário: 'Aqui não tem mimimi'

    ver detalhes
  • Meia Jadson pode voltar ao Corinthians no sábado; Pablo segue fora

    DM do Corinthians esvazia após 'semana light'; veja quem ainda se recupera

    ver detalhes
  • Balbuena segue como xerife do Corinthians

    Representante de Balbuena revela valor de oferta italiana recusada pelo Corinthians

    ver detalhes
  • Fiel Torcedor está cada vez mais perto de voltar a ser o maior do país

    Em uma semana, mais de mil novos sócios aproximam Corinthians de primeiro lugar no Torcedômetro

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes