Corinthians pode trocar dinheiro por exposição em PES 2014

Corinthians pode trocar dinheiro por exposição em PES 2014

O Corinthians continua sua cruzada pela inclusão da Arena Corinthians na próxima edição de Pro Evolution Soccer. Nos corredores da Konami há uma certa surpresa e incômodo pela insistência do clube em ter sua marca explorada pelo simulador de futebol mais popular no Brasil.
Curiosamente, o Corinthians é dos poucos clubes brasileiros que não pleiteia valores maiores pelo uso da sua marca e sim, busca “maior” espaço no jogo.

Mas a pressão do Corinthians pode ser uma faca de dois gumes.

A própria sugestão da troca de Neymar por Alexandre Pato foi vista como algo indelicado pelos responsáveis pela produção do jogo. Tido como estrela máxima do futebol sul-americano, a produtora japonesa não parece disposta a abrir mão de Neymar até a edição 2014, quando expira o contrato da estrela santista e da seleção brasileira com a Konami.

Enquanto isso, os fãs do Mundial de Clubes que sonhavam com seu retorno a Pro Evolution Soccer podem dar adeus as expectativas de ver a competição em PES 2014.

De acordo com a Konami, competições sobre a égide total da FIFA como o Mundial de Clubes no momento estão fora do alcance em relação aos valores solicitados pela entidade máxima do futebol mundial.

Fonte: proevolution soccer brasil

Veja Mais:

  • Wladimir será o mais novo colunista do Meu Timão

    Herói de 77 será colunista do Meu Timão

    ver detalhes
  • Dudu revelou que jogadores do Palmeiras tinham conhecimento de confusão feita pelo árbitro no clássico

    Atacante palmeirense diz por que não avisou árbitro de erro em expulsão de Gabriel

    ver detalhes
  • Jadson treinou nesta quinta-feira e não será problema para final no Moisés Lucarelli

    Jadson volta, e Carille ensaia escalação do Corinthians para primeira decisão do Paulista

    ver detalhes
  • Fiel esgotou bilhetes colocados à venda no Fiel Torcedor

    Em menos de uma hora, torcida do Corinthians esgota ingressos para decisão do Paulista

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes