Corinthians abre competição interna e campeões mundiais não têm vaga garantida no time

Corinthians abre competição interna e campeões mundiais não têm vaga garantida no time

Passadas quatro rodadas do Campeonato Paulista, sendo apenas uma delas com o time titular, Tite ainda fala em manter sua escalação inicial com a equipe que venceu o Mundial. As chegadas de Gil, Renato Augusto e Alexandre Pato, no entanto, podem acirrar ainda mais a concorrência interna, e nem estrelas da última temporada têm lugar cativo.

Dos três, Gil é quem estreou antes, e ao mesmo tempo quem tem menos espaço, já que Chicão ainda é um virtual titular absoluto. O problema é que ele passou por uma artroscopia no joelho esquerdo e não tem data prevista para retorno.

Nos primeiros jogos, o ex-zagueiro de Cruzeiro e Valenciennes agradou Tite. “Ninguém falou do Gil. Entrou no time e se encaixou”, resumiu ele, que também fez questão de elogiar Felipe, ex-Bragantino, que quase foi dispensado ano passado e começou o ano bem ao lado de Gil.

No setor ofensivo, as expectativas são maiores. Renato Augusto chega para suprir uma carência do meio-campo alvinegro. Tite entende que ele pode jogar em todas as posições do setor, característica que ele não tem desde a perda de Alex, que deixou o Corinthians depois da conquista da Libertadores.

Em sua estreia, Renato Augusto impressionou pela mobilidade, pelo capacidade de manter a bola e pela qualidade do passe. Na última quarta, na virada por 2 a 1 sobre o Mogi Mirim, ele entrou quando os companheiros já estavam em um ritmo mais leve por conta do cansaço da estreia.

Mesmo assim, movimentou-se bem e deixou Paulinho na cara do gol, em um lance que poderia ter originado o terceiro gol. Mais adiante, ele deve brigar por posição com Douglas, Danilo e Jorge Henrique, que durante o ano passado ocuparam o meio-campo do Corinthians.

Pato, por sua vez, chega como candidato a estrela, apesar da desconfiança gerada pelas lesões recentes. Nos treinos, até agora ele tem mostrado muita disposição, chegou a marcar no jogo-treino contra o Flamengo de Guarulhos e não vê a hora de estrear, o que deve acontecer no próximo domingo, contra o Oeste.

“Quando eu tinha colegas de alto nível era bom, mesmo sendo uma competitividade alta, o nível era grande. Eu sabia que se eu não jogasse entrava um cara fera. É um padrão que o Corinthians tem. É o preço pago pela conquista. Se der brecha o outro vai tomar a posição”, avisa Tite.

No caso de Pato, as vítimas podem ser Guerrero e Emerson, já que Tite disse que pode escalar o ex-jogador do Milan tanto como centroavante como de segundo atacante.

A “sorte” do Corinthians é que a temporada deve exigir, por si só, que o clube utilize todo o seu elenco. Somando todas as competições, o clube pode disputar até 87 partidas durante todo o ano, somando Paulista, Copa do Brasil, Brasileiro, Libertadores, Recopa e um eventual Mundial de Clubes.

Fonte: terceiro tempo

Veja Mais:

  • Rodriguinho foi um dos destaques do duelo na Arena; arbitragem bastante questionável

    Juiz 'esquece' pênaltis, Corinthians para na retranca do Vitória e perde a primeira no Brasileirão

    ver detalhes
  • Jô teve atuação discreta na derrota para Vitória

    Cássio é eleito destaque de derrota do Corinthians; quarteto ofensivo destoa

    ver detalhes
  • Arena Corinthians recebeu 42.075 pagantes nesta tarde de sábado

    Fiel canta na Arena após primeira derrota do Corinthians no Brasileirão

    ver detalhes
  • Balbuena está fora do confronto de quarta-feira

    Balbuena leva terceiro amarelo, e Corinthians enfrentará Chape com zaga de jovens da base

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes